FASCINANTE

29/09/2015

UM LINDO AMANHECER PRIMAVERIL

Numa manhã de primavera, o sol se espreguiçando e enviando
os primeiros raios de luz, certamente é um espetáculo
digno dos maiores aplausos...

Começa a Primavera, estação da Natureza,
onde ela se mostra em toda sua beleza...
Primavera... Como é lindo ver o dia amanhecer...
O sol espreguiçando, e começando a nascer...
Sem dúvida, existem anjos iluminando o alvorecer,
e que de coração,
amam esta linda Estação...
Os raios que o sol está enviando,
e que a temperatura vai esquentando,
podem ser anjos que estão descendo,
juntamente com o sol que está nascendo...
Ouça o riacho rumorejante,
aquela cascata de som vibrante,
o vento que balança a folhagem,
a voz daquele animal selvagem,
as flores nascendo e enchendo o ar
com seu doce perfume que estimula a amar...
É a Primavera a chegar...
São anjos que vem para a vida iluminar...
A Natureza nos passa sua energia,
ao nascer da cada dia...
Só precisamos os olhos fechar,
para sentir essa força e aproveitar,
para permitir que a vida entre em nosso coração,
como se fosse uma oração...
E para essa beleza culminar,
anjos caprichosos vem transformar
aquele nada que lá estava,
nas mais lindas cores que o olhar admirava,
ao surgir o arco íris imponente,
alegrando a vida de toda a gente...
Cada manhã dá luz a um novo dia,
e é em nós que nasce a alegria,
com nossa insignificancia diante da inexcedível beleza,
que nos proporcionam os anjos, e nossa Mãe Natureza,
nesta Primavera que está a chegar,
para nossa vida iluminar...

Marcial Salaverry


NÃO DEVEMOS TER MEDO DE AMAR

Na verdade não há porque ter medo de amar,
pois o amor sempre será uma benção
para nossa alma...

Não precisamos ter medo de amar, 
pois o amor sempre podemos encontrar... 
Não devemos ter medo de viver, 
nem tampouco de sofrer... 
Tudo faz parte da vida, 
basta darmos a atenção devida, 
para termos qualidade de vida... 
Basta apenas despertar 
toda nossa capacidade de amar... 
Basta seguir o chamado do coração, 
ouvir o forte bater da emoção... 
Este será o rumo certo 
para a felicidade, decerto 


Marcial Salaverry



SEMPRE BUSCANDO ENTENDIMENTO

Somos incompreendidos, ou não nos sabemos fazer entender?
Osculos e amplexos,
Marcial
Acreditando sermos incompreendidos pelos demais, estamos sempre buscando entendimento, esquecendo que essa falta de compreensão com nossos problemas, ocorre na verdade, por nem sempre conseguirmos nos explicar e expor nossos problemas e assim, por mais que tentemos nos explicar, não nos compreendem. Algo de que muito nos queixamos, é da incompreensão dos outros. De que ninguém nos entende. Somos sempre atentos, carinhosos, cheios de boa vontade, mas não somos compreendidos, e não recebemos de volta toda essa atenção, e de algo que muito reclamamos é do fato de que a pessoa de quem gostamos não nos entende, e por mais que tentemos manter um diálogo, ela não consegue nos entender.
Cabe aqui uma pergunta que não quer, e não pode calar... Será que é ela que não nos entende, ou nós é que não estamos conseguindo nos explicar convenientemente? Muitas vezes esperamos que as pessoas a quem nos dirigimos tenham a perfeita compreensão do que queremos dizer, mas por um motivo ou outro, não conseguimos nos fazer entender. E nos magoamos pela “incompreensão” alheia.
Mas a falha de comunicação é nossa. O ponto mais importante é nos entendermos a nós mesmos. Amarmo-nos. Conhecermo-nos. Entendermo-nos. Assim, conseguiremos ser amados, conhecidos e entendidos. Se não nos explicamos convenientemente, não poderemos ser entendidos...
Vejam que pensamento genial de Richard Bach a esse respeito:
"Durante muitos anos esperamos encontrar alguém que nos compreenda, alguém que nos aceite como somos, capaz de nos oferecer felicidade apesar das duras provas. Apenas ontem descobri que esse mágico alguém é o rosto que vemos no espelho."
É com certeza um pensamento bem claro, e aqui Bach acertou em cheio, pois como será possível sermos amados, queridos, compreendidos, se sequer nós mesmos conseguimos fazê-lo? É preciso entender que o exercício da auto estima é uma das coisas mais importantes que existe. Um dos melhores desses exercícios, é olhar-se no espelho, e aprender a gostar da simpática criatura que está na sua frente, e saber amá-la, mesmo apesar do rosto não estar exatamente dentro do que se entende por beleza física. Mas é o NOSSO rosto, é esse o que temos, e que iremos aguentar o resto da vida (claro que sempre existe o recurso de uma plástica, mas é outro detalhe). E se teremos que conviver com ele, que tal uma convivência pacífica? Ache-o lindo. Frankestein achou-se. Por que também não poderemos achar-nos?
O mesmo a respeito do corpo. Com ou sem barriguinha (ou barrigão). Se não gostarmos, poderemos fazer um regime, ou então comer mais um pouco se precisarmos ganhar mais alguma coisa. Mas o que é realmente importante, é nos aceitarmos como somos, e assim, nos gostarmos como somos. Não poderemos nos espelhar em outros tipos de beleza. 
Isso acontecendo, nos será mais fácil começar a entender e a amar as outras pessoas em nosso redor, e automaticamente, seremos mais facilmente compreendidos e amados, e assim, corroborando nosso amigo Richard Bach, a primeira pessoa que deve nos amar, que deve nos entender, é aquela simpática e linda pessoa que sempre estará diante de nós, quando nos miramos no espelho. Conseguindo isso, é meio caminho andado para que outras pessoas também sintam a mesma coisa a nosso respeito. Amor atrai amor. Compreensão atrai compreensão. Simpatia atrai simpatia. Amizade atrai amizade.
Antes que alguém argumente dizendo que se ama, mas não encontra namorado (a). é tudo uma questão de oportunidade. Você está no caminho certo. Só falta acontecer de cruzar com a fatídica outra metade... Mas continue se amando, que as coisas poderão acontecer com mais facilidade. O importante é jamais desistir. Não se pode entregar os pontos à primeira contrariedade.
Não adianta ficar reclamando da vida, pois teremos mesmo que vive-la. E é bem melhor uma coexistência pacífica.
Enquanto isso, que tal termos todos UM LINDO DIA...

Marcial Salaverry

DESFOLHANDO A FLOR DO AMOR


Desfolhando a flor do amor,
para descobrir o seu valor...

Para descobrir o amor,
não é preciso despetalar uma flor...
Basta abrir o coração,
e desfolhar uma linda flor 
com a delicadeza do bem querer,
para saber se encontrou o amor.. 
Não precisa disso não,
basta consultar o coração, 
pois é ali que ele está...
Ele sabe por quem bate mais forte, 
num ritmo doido e descompassado,
e precisará ser consultado,
para saber por quem bate apaixonado,
e sentir esse amor tão anelado... 
A flor do amor com sua beleza 
sempre sonhada, com certeza
poderá acabar com tanta saudade, 
trazendo-te a desejada felicidade,
que certamente estará dentro do coração,
e que trará do amor a doce emoção... 

Marcial Salaverry

SOB A LUZ DO LUAR

Sob a luz do luar, os amantes estão
vivendo um amor iluminado...


Sob a luz do luar,
é melhor para amar...
Com o luar o caminho iluminando,
é melhor para estar amando,
sempre sentindo o calor
de um ardente amor,
mantendo a alma vivente,
que está sempre carente,
desejando mil carinhos,
sempre querendo percorrer os caminhos
que com amor devem ser percorridos...
E assim, de mãos dadas, corações unidos,
o amor será vivido,
com tudo que é permitido...

Marcial Salaverry

PENSANDO POSITIVAMENTE A VIDA PODERÁ SER MELHOR

Sempre será melhor pensar positivamente,
pois o negativismo não leva a lugar algum...
Osculos e amplexos,

Marcial

Com plena e total certeza, uma das verdades mais reais de nossa vida, é que cada dia sempre é um novo dia, eis que o dia de ontem já passou, e o amanhã não chegou ainda, portanto temos que encarar o dia de hoje, e procurar bem vive-lo, tendo presente que ele deverá ser pior, que o de amanhã, mas melhor que o de ontem. Então, vamos a ele. Vamos vive-lo, encará-lo de frente.

Para início de conversa, temos que entender que o dia de hoje começou bem. Afinal, acordamos, e se acordamos, é porque estamos vivos. E alguém quer sentir melhor sensação do que a de estar vivo?

Com certeza, problemas existem, pois por contingências da vida, eles sempre existiram, e sempre existirão. E devem ser resolvidos, ou então adiados, se a solução for muito complicada, e exigir algum tempo ou estudo extra.

São circunstâncias da vida. O que conta é aquela agradável sensação de sentir-se vivo, e agradecer ao Amigão pelo fato, e depois de cumprimentar quem estiver a seu lado, olhar no espelho e gostar do que vê, podendo até fazer uma declaração de amor para aquela simpática figura à sua frente... Depois disso o dia está perfeito. Estamos prontos para encará-lo, e a seus desafios, sem desanimar antes mesmo do dia começar, com a certeza de que o melhor para a vida, é o pensamento positivo, embora tenhamos de convir que apenas o pensamento não é o suficiente, pois não adianta ter-se pensamento positivo se as coisas desejadas estão muito acima das possibilidades, e se não tivermos a força de vontade necessária para que o objetivo seja atingido.

Temos que ser também realistas para fazer um parâmetro entre o desejado e o exequível, lembrando uma frase de Lair Ribeiro que disse:"Triunfo é conseguir o que se quer. Felicidade, é querer o que se conseguiu."
Sem dúvida, é muito profundo esse pensamento. Existe muita gente que luta, luta, para conseguir um objetivo, e depois olha para aquilo que conseguiu, e não fica satisfeito com o resultado alcançado, e essa insatisfação sempre atrapalha um pouco a vida, pois devemos sempre dar valor ao que conquistarmos. Vamos apreciar o resultado da batalha, vamos gostar daquilo que temos, ao invés de continuar só cobiçando o inatingível. Aliás existe um sábio ditado que diz "Posso não ter tudo aquilo amo, mas amo tudo aquilo que tenho".

Concordo com o que poderão dizer alguns, que é a ambição que move o mundo, e que devemos sempre tentar novos objetivos, mas o mais adequado, é não termos a ambição desmedida, e assim, já que conseguimos atingir um objetivo, vamos dar valor ao que conseguimos, ou seja, amar o que temos, depois traçar novos planos.

O que move uma pessoa são seus desejos e emoções, portanto vamos coordenar as coisas, procurando medir bem nossos objetivos, para que tenhamos sempre em mente que é realmente aquilo que queremos, evitando perder tempo em diversas tentativas frustradas, pois sempre será
desanimador verificar-se que não era bem aquilo que queríamos.

O principal, é nos conhecermos. Saber de nossas reais possibilidades. Procurar descobrir qual nossa vocação e o que realmente gostamos de fazer. Depois, vem a parte mais importante, que é ver se existem condições para a execução desses planos, para não sermos obrigados a abandonar certos projetos no meio do caminho, eis que na vida temos que ser práticos, e procurar fazer aquilo que for executável.

Não adianta traçar objetivos inalcançáveis, para depois ficar lamentando não ter sorte na vida, e que Deus o abandonou, quando na verdade o que houve foi um planejamento mal direcionado, e Deus não tem culpa das bobagens que fazemos.

Assim sendo, o mais importante é planejarmos nossas ações.

Depois disso, espero que todos tenham
UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry

26/09/2015

PARA O AMOR SENTIR

Para bem sentir o amor, é preciso senti-lo
primeiro na alma, para depois chegar ao corpo...



Para o amor sentir,
é preciso um caminho certo seguir...
Começando por pegar na mão,
encontrarás o braço,
e depois, entre abraços,
sentir o bater do coração...
Amor é uma doce sensação,
que pode o coração aquecer,
dando mais vida ao viver...
Mas nos tira a razão
quando desperta paixão...
Paixões podem ser perigosas,
despertam sensações gostosas,
mas podem trazer perigo no amor,
com seu excessivo calor...
Realmente é difícil poder amar,
é algo que a vida pode complicar,
E assim, temos que saber amar,
mas amar com amor de verdade,
aquele que traz felicidade,
que é o amor que o coração aquece,
nos faz apaixonar, nos entontece...

Marcial Salaverry

APRENDENDO COM A ESCOLA DA VIDA

A Escola da Vida está a nossa espera... 
Só nos basta aprender as lições que nos
forem ensinadas...
Osculos e amplexos,
Marcial


Não é preciso frequentar cursinho, ou prestar vestibular para cursar a Escola daVida, que, com certeza, é a melhor maneira de aprender a viver, apenas é necessário prestar bastante atenção nas aulas, procurando assimilar bem todos os ensinamentos que nos são passados. 

Não existem professores e nem alunos nesta escola. Com todos aprendemos, sejam adultos ou crianças, e a todos sempre teremos algo a ensinar. Basta entender que ninguém é melhor do ninguém, e o importante é sempre termos a humildade necessária de ir buscar conhecimentos nos mais insuspeitados lugares, e não termos receio de transmitir os conhecimentos que adquirirmos ao longo da vida. Prestando atenção, veremos que mesmo as pessoas mais humildes, tem algo a nos ensinar, como sempre teremos algo a ensinar para outrem, 

O importante, segundo penso, é procurar cumprir nossa missão nesta nossa passagem pelo mundo, de maneira a deixar nossa presença marcada favoravelmente. É melhor deixar uma doce saudade, do que más e amargas lembranças. 

Para tanto, devemos pautar nossa conduta por atitudes amáveis, não procurando exigir que nos respeitem apenas escudados em cargos que possuirmos, ou por sermos donos de alguma coisa. Respeito não é coisa que se impõe, mas sim, se adquire... Adquirimos o respeito e a amizade, mercê de nossas atitudes, de nossa maneira de viver. E, se quisermos ser respeitados, devemos respeitar os outros. Temos nossos direitos, e os queremos respeitados. Então, respeitemos os direitos alheios. Principalmente o direito à opinião. Nossa opinião nunca deve ser imposta, mas sim, exposta. E devemos aceitar, tanto sua aprovação, como sua desaprovação. 

Vi uma mensagem muito bonita de autoria de meu amigo L’Inconnu, que achei bem oportuna: 

"Escreva com o coração tudo o que fizer, assim as dores serão passageiras rápidas na tua vida. Carregue em você a semente da alegria e distribua-a para todos os que se aproximarem de você, assim, nunca faltarão amigos dispostos a participar com você na sua jornada. Conquiste amigos em todos os lugares por onde andar e conquistará um tesouro eterno, que nenhum ouro poderá pagar." 

Assim sendo, procure marcar sua vida com alegria de viver, e assim deixará para sempre, uma lembrança suave de quem será amado para sempre, e esta é uma maravilhosa lição de vida. Não só ao escrever, mas também ao falar, e até mesmo em nossas atitudes, deveremos fazê-lo com o coração pleno de sinceridade, abrindo nossa alma. Por que esconder nossos sentimentos, usar de subterfúgios ao falar com as pessoas? Aparentar aquilo que realmente não somos? 

Na verdade, é muito melhor abrir nosso coração, e nos mostrarmos como realmente somos. Sempre haverá aqueles que nos apreciarão, e aqueles que não o farão. Todos tem sua liberdade de opinião, e por essa razão, a sinceridade deverá pautar nossa conduta. Por que iludir as pessoas, vestindo uma falsa pele de cordeiro? 

Conquistar amigos, é algo que não é difícil, o que realmente é difícil, será mantê-los. E como é importante manter as amizades conquistadas ao longo da vida. Mesmo que circunstâncias nos afastem fisicamente de nossas amizades, mesmo que passemos anos sem nos falar, por questões as mais diversas, sempre deverá existir aquela amizade. E a cada reencontro, ela sempre se manifestará. 

Uma verdadeira amizade, bem adquirida, jamais será esquecida. Sempre haverá a oportunidade para uma conversa, que sempre será amigável. 

Manter a alegria, o bom humor, o sorriso fácil e sincero, certamente são coisas por demais importantes, mesmo que tenhamos sérios problemas, enormes preocupações, o certo é que os demais não tem culpa disso, e assim, não devemos atormentá-los com nossos dramas, salvo quando precisarmos de uma palavra de consolo, e nesse caso, saberemos a quem procurar para ouvir nosso desabafo, e para nos consolar. 

Nossa presença deverá ser lembrada pelo sorriso, pela alegria de viver, e não por nossos dramas pessoais. Se eles existirem, deverão ser cuidados em fôro íntimo, e por quem de direito... 

Com um sorriso nos lábios, desejo que todos tenhamos UM LINDO DIA

"Felicidade... Amizade...

Pra ser de verdade... 

Tem que ter sinceridade"




Marcial Salaverry

QUANDO AMAMOS...


Quando amamos, o melhor é ficar com nosso
amor, e "ficar" numa boa...

Quando amamos,
o que desejamos,
é com nosso amor namorarmos...
Onde existe amor, existe tudo...
Se nos completamos, nos amamos...
e assim, continuar amando...
Como eternos apaixonados,
ficam os ternos namorados,
e após o amor, ficam abraçados...
E assim, vão "ficando",
sempre se amando...
É muito facil saber amar,
basta o amor identificar,
quando ele ao coração chegar...
O Amor deve ser compartilhado,
tem que ser verdadeiro,
deve ser amor por inteiro...
E assim, num sonho de amor,
tudo pode acontecer,
até mesmo um real amor nascer...
Marcial Salaverry

FALANDO ALGO SOBRE AMOR E AMIZADE

Nunca será demais falar algo sobre o amor, pois
ele é o sentimento que comanda nossa vida.
Vamos entende-lo para bem vive-lo...
Ósculos e amplexos,
Marcial

Definir o amor, realmente parece uma tarefa impossível, e é tão dificil de conseguir, que por muitos é considerado como uma armadilha, uma rede insidiosa na qual somos envolvidos e da qual muitas vezes não conseguimos sair pelos métodos da lógica, do raciocínio, da ponderação, e isso, quando é aquele amor que é uma forte atração de corpos e de almas, que se deseja viver sem reservas e com entrega total.
Na verdade, esse amor pode ser ilógico, pois se ama sem saber o porque, quando apenas é preciso saber entender se existe ou não a reciprocidade, antes de se entregar a um amor sem reservas, ficando claro que, assim como a amizade, o amor não pode ser unilateral, é algo que exige reciprocidade total completa e absoluta, para ser algo verdadeiro, gostoso para ser vivido em plenitude.
A amizade é uma forma de amor que existe entre duas pessoas, sem desejos físicos, sendo apenas uma necessidade da alma, sendo uma forma de amor onde não existe necessidade de sexo, para que se esteja bem em determinada companhia, assim, não existe armadilha na amizade, uma vez que a amizade a gente conquista, cultiva, racionaliza, aceita ou não aceita. Pode ser vivida integralmente sem fortes envolvimentos, embora sempre sendo exigível a reciprocidade e muita sinceridade...
Assim como no amor a amizade é um encontro de almas com afinidades ou com dependências, pois muitas vezes ou na maior das vezes a amizade deixa de ser uma troca para ser uma doação. Um que doa, o outro que recebe, e certamente sempre tem que haver a troca, a sincera reciprocidade numa mútua doação...
No amor deverá haver sempre uma doação recebida e devolvida na mesma intensidade, senão deixará a qualquer momento de ser um prazer para se transformar em dor profunda, angustiante, alucinante. Na verdade, as amizades escolhemos, ou seja, a amizade é além de afinidade, também, um ato de escolha, o amor pode ser uma armadilha na qual caímos. Não escolhemos a quem vamos amar, pois o amor chega e se impõe, se assenta no seu trono e reina absoluto sobre nossa razão, inteligência e vontade. Ele comanda.
A Amizade dura enquanto encontra eco e espaço, reciprocidade, afinidades, portanto, a amizade verdadeira dura pela afinidade e reciprocidade, independendo de condições financeiras, condições físicas, de beleza exterior, uma vez que na amizade o que conta é o interior, a afinidade anímica, e o físico é sempre secundário. Estou falando de amizades genuínas, desinteressadas. Porque as outras amizades que se pautam em cima de interesses materiais ou vaidades, tal "sou amigo(a) do fulano que é um superstar, ou que é o presidente da associação X, ou que é o dono do palácio M, ou sou amigo(a) daquele(a)modelo ou... Existem muitos ous a serem citados, e que movem uma "amizade por interesse", caindo naquela pauta do amor ou amizade por interesse, que pode ser considerado uma espécie de prostituição pura e simplesmente...
O Amor, a Amizade, quando algo sincero, dura para sempre, na saúde, na doença, na riqueza, na pobreza, na juventude, na velhice, na beleza e na perda desta. Para o amor não existe distância, tempo, desde que ele tenha sido bem plantado, enraizado, cristalizado, formado em bases sólidas do conhecimento mútuo.
Contudo, um dos perigos do amor, a Paixão, quando despertada irrompe qual tsunami arrasando tudo, mas acaba no primeiro contratempo, no primeiro desentendimento, no envelhecimento ou na doença, quando não tem mais corpo para oferecer, quando não tem mais beleza, força física, dinheiro, nem propriedades, e esse é o retrato, paixão dura enquanto existe tesão, mas o Amor, principalmente aquele embasado numa sincera Amizade, existe enquanto houver calor, o calor da vida, que pode ser sentido mesmo quando ela se vai.
Sabendo entender e bem viver o amor, ele nos ajuda a fazer de nossos dias, uma sucessão de LINDOS DIAS...

Marcial Salaverry

24/09/2015

SI TU ME DESEAS, ABRAZAME...

...Y si es asi que me deseas,
estoy pronto para atenderte...
(imagem SolLua)

Si tu me deseas, 
estoy pronto para atenderte...
Pongome a tus pies, 
para no perderte.
En los momentos en que te entregas
a tus íntimos devaneos,
estaré con mis cariños,
pronto para atender tus anhelos.
En los momentos más ardientes,
en que las efusiones de las pasiones
despiertan los corazones,
he de cubrirte de cariños calientes...
De mis caricias 
no te dejaré jamás huir...
Probarás de todas las delicias,
que haré sentir a tu cuerpo ...
De mis brazos cariñosos,
jamás podrás liberarse ...
Con los momentos delirantes
que harán tu curpo más y más vibrar...
Sintiendo tus labios al recorrerme,
aumentando mi deseo,
amándote, como me veo...
quiero apenas tu amor para socorrerme...
Nos deseamos así...
Para atender ese amor...
para entender tanto calor...
Sólo tenemos que amarnos ,
y dejar nuestro deseo calmarse...
Nos deseamos así...
Y así nos completamos, querida,
en este amor que es de toda una vida,
acompañándonos para la Eternidad,
en esta tierna felicidad...

Marcial Salaverry

*Inspirado en la musica ABRAZAME ASI.

OUVINDO A VOZ DO CORAÇÃO


É preciso saber ouvir a voz do coração,
e bem entende-la para que possamos
bem viver nosso amor...


Devemos ouvir a voz do coração,
quando nos fala com emoção...
De um amor nunca se cala,
assim, deixe o coração falar,
quando a alma tudo fala,
dizendo querer amar...
Esta voz que não calar,
chega-te bem ao ouvido,
dizendo que quer te amar,
e que não estás no olvido...
Esse coração bate no peito,
como se saltar fosse...
Sente tudo tão perfeito,
nesse amor assim doce...
Nesse doce despertar,
com o amor no coração
prontinho para amar,
traz à vida doce emoção...

Marcial Salaverry

DIÁLOGO PODE MANTER UM RELACIONAMENTO

O que são são flores no inicio do relacionamento,
não podem se transformar em pedras com a vivencia.
As flores podem e devem ser regadas com a água
chamada DIÁLOGO.
Osculos e amplexos,Marcial

Normalmente uma frase que sempre se diz, referindo-se a um casal recém casado, é o tradicional: "Olha que par perfeito, que lindos, parece que foram feitos um para o outro..." E é quando existe aquele chamego natural de um começo de relacionamento, quando tudo é lindo e maravilhoso, tudo são flores espalhadas pelo caminho.
Contudo, à medida que o tempo vai passando, e a rotina do dia a dia da vida, pode fazer surgir os primeiros desentendimentos, sempre causados pelo ajuste das engrenagens da parceria, e o ponto negativo do começo dos primeiros atritos, é que muitos casais acabam brigando seriamente, e se separando sem muito refletir, o que realmente é uma pena, e infelizmente essa é uma grande verdade, pois sem pesar bem as consequencias, antes mesmo de avaliar bem se ainda se amam, separam-se e depois muitas vezes se arrependem, quando descobrem que amor ainda existe. Apenas não foi devidamente avaliado. Irrefletidamente, deixaram-se levar por uma rusga um pouco mais séria, e resolveram separar-se, sem parar para pensar, apenas levados pelo impulso do momento, seja qual for o motivo, e infelizmente é essa a tendência natural do bicho gente...
Após perdermos, é que vemos o quanto amamos, e descobrimos que apenas faltou ponderação, faltou diálogo. Por vezes, faltou humildade para reconhecer um erro, ou faltou compreensão para perdoá-lo, e isso é o que nos leva às perguntas fatídicas: "Por que não pensar primeiro?" "Por que não fazê-lo enquanto estão juntos?" "Por que não dão chance para o amor viver e se manifestar?"
É algo muito normal surgirem desentendimentos no início de um relacionamento. Afinal são duas vidas diferentes que precisam de um tempo para se conhecerem, para se sentirem, para que possam descobrir afinidades e "desafinidades", o que pode ser comparado quando existem duas engrenagens diferentes, e completamente novas. Sempre existirão alguns pontos de atrito. Com o tempo, vão se adaptando e se acertando, mas é preciso que haja esse tempo.
Assim são os relacionamentos humanos. São duas vidas diferentes. Cada qual com seus hábitos, manias, vícios, algo que precisa ser descoberto, e que só com a convivencia poderá acontecer. Mesmo em namoros mais prolongados, não se descobrem os segredos da vida em comum, os quais só aparecerão com a convivência, com a sempre desgastante rotina do dia a dia.
E é aí que começa o perigo. Tem que haver muita compreensão. É preciso que ambos se aceitem. Cada qual deverá ceder um pouco. Não pode haver imposições do tipo: Sou assim, e voce tem que me engolir. Pois assim não haverá acordo possível. Existe algo chamado orgulho e amor proprio, e é por essas razões que o diálogo é imprescindível, e a absoluta sinceridade também. O que na atitude da parceria lhe for desagradável, deve ser conversado. Sem aquele tom azedo de uma crítica. Mas simplesmente exposto, para que possa assim haver o diálogo necessário, e o acerto das engrenagens.
Deve-se entender que o amor verdadeiro não sobrevive apenas "por causa" das qualidades que cada qual tem, mas sim, "apesar" dos defeitos que existem, e que qualquer ser vivente tem. Qualidades e defeitos sempre precisam ser medidos e pesados.
As coisas não podem ser levadas a ferro e fogo, cada qual inflexível em seu ponto de vista, e nem mesmo o fato de uma das partes ceder em tudo, apenas "para fazê-lo feliz." A cessão total, vai criar frustrações que mais cedo ou mais tarde explodirão.
Por essa razão, o diálogo é tão necessário. Vital mesmo. Vamos aparando as arestas com suavidade, carinhosamente mesmo, e é assim que se fazem os relacionamentos duradouros, é assim que o amor perdura, e para que isso aconteça, é necessário que, paralelamente ao amor que os atraiu, ambos aprendam a desenvolver o sentido da amizade, pois apenas assim poderá haver a mútua aceitação, facilitando a vida em comum.
É importante a observância da regra que mais comanda uma boa convivência. Há que haver muito diálogo. Se existe alguma coisa que não esteja agradando a um dos parceiros, esse fato deve ser logo conversado, para evitar que a divergência cresça.
Muitas vezes, pequenas mágoas transformam-se em grandes desentendimentos, porque não houve o diálogo inicial, as coisas não foram acertadas em seu nascedouro. E quando transbordou, já era tarde demais para um acerto pacífico.
E quando o sentido da amizade está desenvolvido, com toda certeza, os acertos são mais fáceis.
Então, com bastante amor a amizade, desejo a todos, UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry


SÓ PAIXÃO E AMOR

Paixão pode afetar alma e coração,
e o amor à vida sempre traz calor...


Entendendo que paixão é loucura,
assim como o amor é ternura...
fica claro que ambos fazem da vida uma doçura...
Assim, para viver uma paixão,
é preciso saber entender o coração,
para não errar o alvo, e viver essa emoção...
Certamente, corações juntos batendo,
estão entre si dizendo,
as mais doces palavras de amor...
Doces e sinceras palavras de carinho,
são maravilhosas para quem as ouve,
benéficas para a alma de quem as diz...
Para de verdade amar,
é preciso saber tudo compartilhar...
Para assim conseguir a felicidade,
com um amor apaixonado na realidade...

Marcial Salaverry


AMIGA LUA & O ROMANTISMO DA LUA


A Lua por si só
Já acende nosso desejo
Ainda mais quando ela está cheia.
E sob esta luz brilhante
Estamos nós dois a olhar.
Nossos corpos a desejar
E nosso coração a pulsar
Pedindo que ela nos ilumine
Para que possamos nos amar
E saciar nosso desejo
Que neste momento
Tanto nos atormenta.
Por isto te peço minha lua
Deixe-me amar somente.


Com um lindo o luar,
temos um lindo o poema a se formar...
O luar a nos encantar,
um poema para nos inspirar...
Inspirar para amar...
Por que parar de amar?
Com esse luar,
vamos só aproveitar...
E amar... e poetar...
O luar prateado...
Um casal enamorado,
numa linda noite enluarada..
Haja vontade de amar,
à prateada luz do luar...
Vontade de abraçar e beijar,
beijar e abraçar, sob o clarão do luar...
Então, tudo pode acontecer...
E ao clarão do luar, um grande amor viver...

22/09/2015

SE GOSTAR DE ABRAÇOS

Enquanto há braços, que venham os abraços,
desde que dados com sinceridade...


Se gostar de abraços,
venha para meus braços,
e serás com carinho abraçada...
E assim, se estiveres comigo,
certamente não sentirás tristeza,
pois de tua vida, farei uma total beleza...
Mas, se não consigo estar contigo,
vou conseguir te seguir,
para contigo prosseguir...
Certamente, se um dia me desejares
e com amor me chamares,
irei, sem deixar-te esperar-me...
Marcial Salaverry

CARENCIA AFETIVA O MAL DO SÉCULO

Carencia afetiva, é um dos males que mais afligem a humanidade, e é provocada pela falta de humanidade...
Osculos e amplexos,
Marcial

Podemos realmente dizer ser a carência afetiva, como o mais efetivo mal do século, pois com toda a certeza, algo de que a humanidade realmente anda carente, é de afetividade, e é algo que realmente é para se lamentar, pois é provocada diretamente pela falta de humanidade.
Para quem não sabe, afetividade está diretamente ligada à solidariedade, e parece que atualmente ambos os artigos estão mesmo em falta no mercado, e sem dúvida, o artigo mais em voga é o umbigo. Não falo dos umbigos que as jovens generosamente expõem, com as roupas em moda atualmente, mas sim dos umbigos que algumas pessoas preferem egoisticamente contemplar, esquecendo-se de que existe muita gente em seu redor, e toda essa gente também tem umbigo. O grande problema é que parece que também essa turma toda só gosta do seu (quer dizer do seu, dele) umbigo. Vai daí que, a expressão favorita é o tradicional "quero que ele se dane", para não dizer outra coisa, porque "o que interessa é eu me dê bem."
Parece que ninguém mais pensa em sentido coletivo. A individualidade tomou conta de tudo. O velho esquema de "Cada qual por si", é que está imperando, e que Deus se incomode com os outros.
Da mesma maneira que os problemas alheios não nos interessam, pensamos que só os nossos são importantes. Nosso problema é que tem de ter sua solução urgenciada. Se os outros não pensarem da mesma maneira que nós, estão errados. A coisa chega a um ponto em que não nos interessa mais sequer ouvir argumentos alheios. Se não pensa como nós, está errado e pronto.
E é exatamente essa maneira de pensar que está errada, pois com todos pensando e agindo assim, dá pra imaginar a baderna que vamos ter. Cada qual tentando resolver seu problema de qualquer maneira, custe o que custar, não importando se irá prejudicar alguém. Tem que curar sua dor de barriga e pronto.
Claro está que temos de resolver nossos pepinos, pois precisamos solucioná-los, e assim, algo que esteja nos atrapalhando, precisa sair de nosso caminho. Porém, temos de pensar um pouco num sentido coletivo, pois se nossa solução criar outro problema, será apenas uma transferência e é aí que entra o "fator umbigal". Cobrimos o nosso, e descobrimos outro. Há que se pensar um pouco no fator "solidariedade". Vamos procurar respeitar essa parte. Pensar que devemos observar a velha regra de bem viver, que diz que nossos direitos terminam onde começam os alheios, e vice versa.
Ainda há que se mencionar o tipo mais curioso de carência afetiva, e que é algo que faz muita gente sofrer, pois são pessoas que tem vergonha de admitir que tem sentimentos, considerando a emotividade como um pecado quase mortal. Assim, mascaram seu interior, colocando uma capa de frieza que assusta qualquer um que tente se aproximar. Afugentam qualquer criatura que tente demonstrar amizade, ou qualquer outro "sentimento perigoso".
Tais indivíduos, em casa, são um tormento, uma vez que desde que levantam pela manhã, apenas rosnam, ao invés de sorrir. Limitam-se a um "grunf", ao invés de Bom Dia. Sempre estão de cara amarrada, e são incapazes de dizer "Eu te amo", para o conjugue, muito menos para os filhos, ou ao restante da familia... É capaz de morder o cachorrinho de estimação e pisar no rabo do gato, só para mostrar que esta é sua vontade. São pessoas que parecem estar de mal com o mundo. De trato difícil, são incapazes de usar palavras tão eficientes, como "Por Favor", ou "Muito Obrigado". Quem já chegou a conviver com alguém assim, sabe do que se está falando, de quão dificil é a convivencia com criaturas assim, e que afinal, sempre irão acabar sozinhos pois ninguém tolera sua companhia...
O triste da história, é que tipos assim fazem sofrer quem estiver a sua volta, principalmente os familiares, e sofrem também, pois em seu íntimo, o desejo é abraçar e beijar os entes queridos, mas tem que ser durão. Não pode vacilar. Demonstrar seus reais sentimentos será sinal de fraqueza. Muitas vezes, ao serem abandonados por quem os ama e que eles amam também, são incapazes de pedir para ficar. Seu orgulho não permitiria isso. Sofrem, mas jamais chegam a "dar o braço a torcer". E não é fácil vestir essa armadura o dia inteiro. Acaba desgastando o espírito, e sua tendencia é viver em solidão, pois conseguem afastar quem realmente poderia gostar delas e nunca é bom para ninguém transformar-se em uma ilha.
Passam a se julgar os eternos incompreendidos, esquecendo-se de que esse fosso separando-o do convívio de todos foi cavado por eles mesmos.
Nunca podemos nos esquecer de que vivemos numa Sociedade. Existem pessoas a nosso redor. Pessoas que tem problemas. Como nós, que somos essas pessoas para elas. Assim sendo, temos que ter um certo sentido de coletividade em nossa vida, sempre é preciso imaginar que, para os outros, nós é que somos "os outros, cujos problemas não nos interessam..."
Pensar em respeitar os direitos alheios, para que os nossos também o sejam.
Vamos pensar um pouco mais nesse sentido? Talvez seja a solução para evitar que a carência afetiva seja o mal do século.
E com essa idéia de coletividade, que tal, novamente., darmo-nos as mãos em volta de uma árvore imaginária desejando-nos mais UM LINDO DIA... não é uma boa idéia?

Marcial Salaverry

DOCES LAGRIMAS DE AMOR

Doces lágrimas de amor são aquelas vertidas na doce
saudade de um amor lindamente vivido...


Doces lágrimas que colhi com meus beijos,
atendendo a seus mudos desejos,
e as secando com todo meu carinho... 
Lágrimas por amor derramadas,
por doce saudade vertidas,
não são lágrimas choradas, nem perdidas... 
Lágrimas de saudade,
ao lembrar daquela gostosa felicidade,
são as gotas que lembram momentos de amor...
Lágrimas de felicidade,
são lágrimas de verdade,
mesmo que de saudade...
Sendo por um grande amor,
são lágrimas sem penas,
são lágrimas, apenas 
doces lágrimas de amor...

Marcial Salaverry

QUANDO NA PARCERIA EXISTE AFINIDADE

Uma real parceria é aquela onde existe
sintonia, e uma perfeita afinidade entre ambos.
Osculos e amplexos

Certamente existem diversos tipos de parcerias, e para que uma união possa ser considerada como sendo uma real parceria, será fundamental que haja uma sintonia entre ambos, devendo haver uma afinidade quase total, uma comunhão de idéias e ideais. Isso ocorrendo, existe uma grande possibilidade de tudo dar certo, e a parceria ter uma grande e gostosa durabilidade.
Falar-se em afinidade total, obviamente será utópico, pois uma comunhão total de pensamentos é algo impossível, eis que são duas pessoas, com maneiras diferentes de ver a vida, e com alguma vivência, mas se a afinidade total é impossível, devem existir ajustes, para que o entendimento não seja prejudicado, devendo haver respeito e boa vontade de parte a parte, para que os acertos sejam possiveis.
Quando se fala em ajustes, é necessário entender que as cessões e prerrogativas sejam mútuas, e assim, ambos precisam ceder em algo, para que as engrenagens se encaixem bem, caso contrário, as áreas de atrito poderão atrapalhar tudo.
E nessa "cessão de direitos", deve haver reciprocidade, para que se possa encontrar a tão sonhada felicidade, e essa expressão “deve haver", encerra uma suposição de algo desejável, mas que ainda é uma mera suposição muito otimista, e assim, as mudanças eventuais são desejáveis, imprescindíveis mesmo, e não consegui-las, poderá comprometer uma reciprocidade que esteve intacta por muito tempo.
A propósito, encontrei uma citação de César Romão que fala bem sobre o assunto:
"A felicidade não é algo que se conquista: é algo que acontece em nossa vida como prêmio pela maneira com que vivemos"
Tudo na vida é passível de mudança. Sempre é possível mudar uma situação, uma atitude. Se realmente desejarmos, poderemos mudar nossa maneira de viver, adaptando-a a uma realidade mais condizente com a necessidade para nosso bem viver.
Não poderemos esquecer que a vida é uma eterna dinâmica, e será justamente nossa intenção de acompanhar essas mudanças, que poderá determinar o nosso destino.
Se não houver tolerância, ou paciência, não só de um dos lados, mas de ambos, poderemos dar adeus à união, e para que isso não aconteça, deve haver respeito de parte a parte, e é importante que se saiba sentir o amor dentro do peito. É importante que se saiba reconhecer a importância do entendimento para que a união frutifique.
Deve-se saber buscar harmonia em todos os aspectos, já que, para que exista a felicidade, é imperioso que a parceria aja dentro de um respeito total e completo, e que haja esse respeito, mas algo que muitas vezes impede essa harmonia conjugal, é a necessidade de reafirmação da decantada supremacia masculina, que cada vez mais é desmentida pelos fatos. Nessa teoria distorcida, a mulher deve ser submissa. Algo que jamais poderá haver é esse tipo de relação baseada no binômio supremacia/submissão. Mais cedo ou mais tarde o lado que foi lesado em sua personalidade, rebelar-se-á, com certeza, e as coisas fatalmente irão se complicar.
Há que eventualmente saber perdoar, quando é forte o sentido de amar, mas não se pode fechar os olhos, simplesmente, e a tudo perdoar totalmente, por mais que se diga que o perdão faz bem a quem perdoa, fato que parece inquestionável. Claro que aquele que errou, e se sente perdoado, sentirá uma sensação de alivio indizível, mas precisará revisar seus erros, para evita-los no futuro.
Para que haja a reconciliação, o perdão deve ser merecido, e isso claro, vai depender da análise que se faça da extensão do erro cometido. Seu merecimento é algo subjetivo mesmo, varia de pessoa para pessoa, dependendo do discernimento da alma, e será esta justamente a chance para se reestruturar uma relação que chegou a parecer condenada.
O amor que os uniu, e os mantém unidos apesar dos contratempos, está claro que sempre existiu no coração, e o grande segredo será saber fazer com ele, uma eterna renovação.
É importante caminhar sempre lado a lado, como um par de namorados, de mãos dadas.
É importante o equilíbrio, sem ninguém mandar, nem obedecer, para que se possa merecer o carinho e o respeito, imprescindíveis para o bom andamento da relação.
Ninguém manda, mas ambos procuram satisfazer os desejos da parceria, obedecendo ao bom senso, sem que haja comando, naquela busca de adivinhar sonhos e desejos para os satisfazer, e esse, sem duvida, será o alicerce para uma boa união.
E outro fator importante, será viver a cada dia, UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry