FASCINANTE

31/08/2017

PARA VIVER UM AMOR VERDADEIRO

PARA VIVER UM AMOR VERDADEIRO
Marcial Salaverry

Encontrar um amor verdadeiro,
aquele amor vivido por inteiro,
pleno de carinhos e beijos
é de todos o mais verdadeiro desejo...
Aquele amor tão anelado,
uma vez encontrado,
deve ser com carinho mantido,
e não deve ser perdido,
devendo ser em plenitude vivido...
Para bem vive-lo, haja ternura,
deve ser vivido com doçura,
para que dure por toda a eternidade,
sempre pleno de felicidade...
É preciso estar vivo para vive-lo,
para dentro de alma saber senti-lo...
Saber e poder viver ou não,
eis de nossa vida a doce questão...

Marcial Salaverry


QUANDO BATE UMA DOCE SAUDADE


QUANDO BATE UMA DOCE SAUDADE
Marcial Salaverry

Quando bate uma doce saudade,
essa saudade que sentimos,
de coisas boas que vivemos,
daqueles que ao lado tivemos
vem a lembrança
que a alma balança...
Doce infancia,
de nossas brincadeiras de rua
sob as estrelas a a luz da lua...
Daquele namoro de portão,
ou no sofá da sala, então,
sempre agitando o coração...
Aquele pai severo...
"Toda donzela tem um pai que é uma fera.."
Que grande verdade...
O grande dia de nossa vida...
Aquele amor que encontramos,
alguém a quem muito amamos...
Baú das lembranças...
É nosso coração,
que sabiamente guarda essa emoção,
tudo aquilo que vale a pena lembrar
que não se pode olvidar...
Saudade de ter saudade,
de toda essa felicidade...
Uma doce saudade...
Um lenitivo para a alma
que o coração acalma...


Marcial Salaverry

AMIZADE


AMIZADE
Marcial Salaverry
 
Simpatia
Aperto de mão
Abraço
Carinho
Compreensão
Ajuda
Alguns toques
Conversa
Papo amigo
Consolo
Aperto de mão
Reencontro
 

AS INCOERÊNCIAS DO BICHO GENTE

Tentando analisar as incoerências do bicho gente, descobrimos
que é meio complicado entender o ser humano, realmente
é complicado mesmo...
Osculos e amplexos,
Marcial

AS INCOERÊNCIAS DO BICHO GENTE
Marcial Salaverry

Tentando entender o que o bicho gente quer fazer com sua vida, chegamos facilmente à conclusão de que os relacionamentos humanos sempre são complicados, assim como podemos perceber que entre os animais o entendimento é mais fácil, porque eles sabem como se comunicar. Já conosco a coisa é mais complicada. Palavras que são mal interpretadas geram desentendimentos. Coisas mal explicadas geram confusão. E um bom entendimento sempre se torna difícil, pelas diferentes maneiras de se interpretar a mesma coisa.
Existem algumas regras, se é que assim podem ser chamadas, que podem minimizar os problemas, o difícil é sua observância. E ainda temos que pensar que muitas vezes temos que buscar entendimentos que facilitem nossa luta pela subsistência. E aí realmente a coisa se complica mesmo. Para ser ouvido, fale, mas nem sempre isso é possível, porque por vezes nossos interlocutores se julgam donos da verdade, e mal permitem que expliquemos certos fatos. Isso nos aborrece, e acabamos agredindo a quem queremos bem. Então, o que deve haver é um diálogo. Devemos ouvir primeiro, e falar depois. Isso sempre facilitará nossa argumentação. Saber ouvir é muito importante. Para ser compreendido, exponha claramente as suas idéias sem jamais abrir mão daquelas que julga fundamentais apenas para que os outros o aceitem. Claro que não é bem por aí, pois muitas vezes nossas idéias não podem ser totalmente aceitas, e devemos saber ouvir o outro lado, e ceder nos pontos que se revelarem conflitantes. Não podemos nos esquecer de que tudo na vida tem dois lados, tem duas maneiras de interpretação, e nem sempre a nossa, só por ser nossa, é a exata.  Acima de tudo, busque o prazer antes do sucesso, a auto realização antes do dinheiro, fazer bem feito antes de pensar em obter qualquer recompensa. Tudo bem, tal pensamento teoricamente está correto, mas existe algo chamado sobrevivência, e muitas vezes temos que pensar nesse outro lado da coisa, e ao prazer de fazer bem feito, temos que ver a funcionalidade, sempre será preciso pensar no retorno que poderemos ter, salvo se nos estivermos dedicando a algo apenas por diletantismo. Mas sempre é necessário pensar-se igualmente no dinheiro que essa auto realização poderá gerar. Afinal, também temos que satisfazer o cruel vício da alimentação e, verdade seja dita, nenhum reconhecimento externo vai substituir a alegria de poder ser você mesmo, mesmo entendendo que a grande verdade, diz que "status" é comprar coisas que você não quer com o dinheiro que você não tem, a fim de mostrar para gente de que você não gosta, uma pessoa que você não é."
Sem dúvida alguma, quando podemos ser e agir exatamente como queremos é algo de muito bom. Procurar aparentar algo que não somos, obviamente é incrivelmente frustrante. Uma das atitudes que mais violenta personalidades é o tal de "manter as aparências". Não fazer determinadas coisas "porque não fica bem"... é o famoso "engolir sapos", quando precisamos ser assim. Não é muito agradável, além de incrivelmente indigesto...
Na verdade, nada tem muita graça se não for bom para o corpo, leve para o espírito e também agradável para o coração, pois não nos sentiremos bem fazendo coisas forçadas. Dentro do possível, devemos procurar ser autênticos, desde que nossa autenticidade não seja agressiva.
Da mesma maneira que não gostamos de "engolir sapos", não deveremos querer que outros engulam os nossos. Ponderação e bom senso, sempre devem imperar, algo que marca a beleza dos relacionamentos vividos com bom senso, respeito e diálogo...
Para conseguir as coisas, devemos ter paciência e determinação, pois nem sempre o êxito virá logo da primeira vez, portanto deveremos persistir, tentando atingir nossos objetivos, e se um caminho se fechou, poderemos tentar abrir outros, o que não se pode é entregar os pontos ante os primeiros obstáculos.
Mas, se percebermos que já se fez tudo o que pôde ou até mesmo um pouco além, há que se mudar de alvo para não se tornar, em vez de um vitorioso, apenas mais um teimoso. Persistir em algo viável é uma coisa. Insistir teimosamente em algo que se revela impraticável, não é sinal de bom senso.
Para podermos recomeçar sempre, devemos nos perdoar pelos fracassos e erros que talvez tenhamos cometido, devemos aprender com eles e, a partir deles, programar as próximas ações, sempre entendendo que nem sempre conseguimos tudo em curto prazo. Há que saber esperar a oportunidade, e nem tampouco devemos ficar esperando que os recursos todos nos venham às mãos, deveremos saber procurá-los, temos que ir à luta, se quisermos conseguir algo nesta vida.

Para nos mantermos motivados, precisamos sonhar. Com os pés no chão, mas sempre deveremos sonhar um pouco, procurar objetivos,  alcançar metas...
Para conseguirmos realizar, devemos planejar, pensando grande e fazendo pequeno, um pouco a cada dia e todos os dias um pouco, porque são as pequenas gotas d'água que fazem todo grande oceano. Esse é o pensamento correto, a passo e passo, devagar e sempre.
De imediato, temos um grande objetivo, que é ter UM LINDO DIA, e procurar repeti-lo sempre a cada dia de nossa vida...

30/08/2017

COMO O AMOR DEVE SER VIVIDO


COMO O AMOR DEVE SER VIVIDO
Marcial Salaverry

Para viver um amor apaixonado,
não o perca se for encontrado...
Com carinho deve ser vivido,
na alma deve ser sentido...
Reciproco, enquanto for desejado,
sendo sempre um eterno enamorado...
Eterno, enquanto é terno...
Deve ser doce, carinhoso,
até mesmo meloso...
Estando perto, bem vivido,
se estiver longe, com saudade sentido...
Sendo vivido com felicidade,
provocará doce saudade,
se acontecer um afastamento,
que pode ser vivido sem lamento...
Amor é vida da vida,
deixando-a melhor para ser vivida.

Marcial Salave


FALANDO SOBRE PRECONCEITOS

 
FALANDO SOBRE PRECONCEITOS
Marcial Salaverry
 
 

Falando em preconceitos, existe um tipo de preconceito que é o mais triste de todos. É aquele praticado contra pessoas portadoras de alguma deficiência, seja de nascença, seja provocada por acidente. Pode-se até considerar que não lhes seja dado um tratamento diferenciado, mas pelo menos devem ter as mesmas oportunidades de sobrevivência que todo e qualquer ser humano merece.
Não podemos conceber que, apenas por não dispor das mesmas condições, sejam rejeitados.  E muitas vezes por seus familiares mesmo.  Justamente por aqueles que mais deveriam apóia-los, que  deveriam oferecer todo auxílio, ajudando-os a vencer na vida apesar da deficiência adquirida, seja ela auditiva, visual, mental, física.
Normalmente a falta de condições normais, poderá provocar bloqueios de personalidade, alguns chegam a se julgar inúteis para a Sociedade, principalmente quando as restrições e o desprezo começam em casa.  Se forem tratados como inferiores desde criança,  lhes será mais difícil superar os traumas.
O ponto mais importante, é sua aceitação. Apenas isso já é um grande passo. O fato de não serem considerados um estorvo por causa de sua deficiência, mas sentindo-se amados, não por causa, mas apesar da deficiência, já será de grande ajuda.  Não se trata de piedade, trata-se de amizade, carinho. O mesmo tratamento dispensado a todos. A mesma atenção. 
O que mais lhes dói, é sentir que são discriminados, e até menosprezados, simplesmente porque não estão no parâmetro de “pessoas normais”.  Talvez a pior de todas as deficiências seja de quem os trata assim, ou seja, a deficiência espiritual. Todas as outras tem solução.
Para os deficientes auditivos, já existe uma série enorme de recursos que lhes permitem “ouvir”  quase tudo.  E até melhor que muita gente.  E se entendem muito bem.  E ninguém reclama porque estão gritando...
Para os visuais, não só Braille deu um jeito, mas hoje até já conseguem escrever ao computador. 
Para os mentais, existem diversos tratamentos e muitas oportunidades que já conseguem coloca-los em um bom nível de vida. 
Existem deficientes físicos campeões de diversas modalidades esportivas. E são melhores atletas que muitos atletas não deficientes.  As Paraolimpiadas estão aí para prova-lo. 
Não podemos deixar de falar de um sem número de artistas plásticas que sequer conseguem usar as mãos, no entanto suprem essa dificuldade com sua vontade férrea, usando a boca, os pés para nos brindar com telas maravilhosas.
Agora os infelizes deficientes espirituais não tem jeito.  Não se consegue entender o que se passa na cabeça de pessoas capazes de discriminar um filho, um irmão, um amigo, um vizinho, apenas porque não é “normal”, segundo sua mesquinha concepção de vida.  Ponham a mão na consciência.  Sintam a injustiça que estão praticando. E vamos tratar de salvar suas almas, em seu próprio beneficio.

COM CIUME O AMOR NÃO SOBREVIVE

Excesso de ciume sempre pode matar o amor...
Nem sempre o que parece ser uma infidelidade  é algo
real, não sendo motivo para crises...
Osculos e amplexos,
Marcial
COM CIUME O AMOR NÃO SOBREVIVE
Marcial Salaverry

Diz-se que com ciume o amor não sobrevive, pois ciume e amor são sentimentos que convivem beligerantemente, em permanente estado de alerta e de choque, que  existem e coexistem, com o pior veneno, que é a infidelidade..

Uma infidelidade, ou uma possível infidelidade, pode gerar um estado de ciúme, que muitas vezes mata o amor, e na verdade ambos podem matar um amor, portanto ambos podem ser considerados como crime de lesa-amor. Resta saber se podem ou não ser perdoáveis, embora alguns possam achar que ciúme é prova de amor e, portanto, nunca precisará ser perdoado. Claro que muitas vezes o perdão é necessário, principalmente quando é um ciúme infundado. Atormentou-se a vida do parceiro, e depois descobre-se que não era nada daquilo. Portanto...

Tanto para a infidelidade, como para o ciume infundado, cabe o perdão, uma vez que quando existe um amor verdadeiro, tudo pode ser perdoado, mas convenhamos que existe um limite para esse tudo. Não se deve ultrapassa-lo sob pena de aí sim, matar o amor. E este, uma vez morto, não poderá ser ressuscitado.
Não se pode esquecer de que o amor será eterno enquanto durar, enquanto for terno e reciproco...

Ao prometermos amor eterno, geralmente somos muito jovens e nem sempre sabemos o que estamos fazendo, pois não se pode esquecer que são 24 h de amor por dia, na saúde, na doença, na alegria e na tristeza... Será que existe isso, ou é somente figura de retórica?

Pergunta-se também o que vem a ser uma infidelidade, o que é na realidade ser infiel? O que é real? O que é ilusão? São muitas dúvidas para se definir o que pode ser simplesmente apontado como o ato de enganar a parceria.

Sempre que se fala em ciúme e infidelidade, pode-se dizer que são casos polêmicos por demais mesmo. Pode-se dizer que a infidelidade é o tipo da coisa relativa. A pessoa pode ser muito feliz em seu casamento, mas sentir forte atração por outra pessoa e procurar satisfazer esse desejo, sem por isso estar amando menos ou ter deixado de amar. E isso independe do sexo. Acontece com homens e com mulheres.

Há que se notar que são amares distintos. Muita gente costuma confundir um amor total, com um amor carnal, feito mais de desejo sexual. Pode ser tão forte quanto o, vamos chamar, de amor real. Mas isso não quer dizer que não se ame mais o parceiro, só porque sentiu atração por outro. Existem 1000 razões para isso. Mas ao sentir desejo por outra pessoa, não implica em fim do amor. Mesmo que seja um desejo muito forte, mesmo que seja amor, mas será um amor diferente. Continuará existindo o amor pela parceria. Somente é necessário que haja uma forte dose de equilíbrio, para se administrar essa situação sem pirar de vez...

O que se entende por traição definitiva, e fim do amor, é quando a presença da parceria começa a ficar insuportável, e não se consegue estar ao lado do parceiro, por vezes, nem sequer olhar para ele, algo que muitas vezes acontece,mesmo que não haja uma terceira pessoa envolvida. Aliás, essa  é uma das situações que provoca a entrada de um tertius na história.
Isso sim, pode ser o fim do amor, ou então pode ser apenas uma crise de momento que precisa ser bem conversada entre ambos, para ver se ainda existe algo a ser feito para salvar o amor.

Não faço defesa e nem apologia da infidelidade conjugal, apenas é preciso lembrar que são apenas casos que acontecem todos os dias, e que muita gente prefere apenas fechar os olhos. São situações que podem ser evitadas, ou então resolvidas com base em muito diálogo.
E assim, com um bom diálogo, vamos ter UM LINDO DIA, e lembrando que mais do que perdoar, é preciso saber perdoar-se...

29/08/2017

AMOR É ALGO ESTRANHO

AMOR É ALGO ESTRANHO
Marcial Salaverry

O amor é um sentimento estranho...
Para ser vivido, ama-se apenas,
e para ser um sentir sem penas,
nada exige, pede-se reciprocidade,
para haver felicidade...
Doa-se com sincero carinho,
e é esse o melhor caminho,
pois não deve ser unilateral,
devendo ser vivido em doação total...
Vive-se um amor
com gostoso calor...
Ama-se, simplesmente...
Simplesmente ama-se plenamente,
com desejo, com amizade...
Deseja-se que seja eterno,
verdadeiro, enquanto é terno...

Marcial Salavery


NOSSAS CRIANCICES

Vamos de roda brincar,
para nossa infancia recordar,
num inocente namorar...

NOSSAS CRIANCICES
Marcial Salaverry

Jamais esquecer a criança que fomos,
e lembrar o adulto que somos...
É o que de melhor
podemos fazer na vida...
Tentando ser inocentes
e felizes como as crianças,
esquecendo certas maldades...
Maldade é coisa de gente grande,
esta é a verdade,
sou menino e não sou maldoso...
Só quero distribuir amor e amizade,
e isso é muito gostoso...
Apenas gosto de fazer minhas artes...
Tem quem gosta, mas não sabe,
e tem quem não gosta, e sabe,
e tem quem gosta muito e delas faz questão,
pois diz que faz bem ao coração...
Eu gosto de você gostar,
vamos então gostar juntos?
Claro, juntos ainda que distantes nesta arte...
Que tal então, beijos...
juntos, ainda que distantes?
Beijos que deixam sementes,
apenas beijos inocentes,
lembrando a infancia,
em sua doce inocencia...

Marcial Salaverry

OS TAIS CONQUISTADORES DO MUNDO

OS TAIS CONQUISTADORES DO MUNDO
Marcial Salaverry

Sempre houve os que se intitularam
"Conquistador do Mundo",
e que quase levaram este nosso mundo
a um buraco sem fundo,
contrariando a Lei de Deus,
que diz: "Amai-vos uns aos outros",
trocando por "Matai-vos uns aos outros"...
Tantas guerras aconteceram,
revoluções se sucederam,
e os tais "Conquistadores",
que causaram tantas dores,
sempre tiveram enfim,
um triste e merecido fim...
Deixando contudo, atestando sua besteira,
negras nuvens em sua esteira...
Essas nuvens negras,
que mostram a estupidez humana,
são o triste resultado
de milhares de bombas...
Bombas que ao explodirem,
num dantesco espetáculo,
apenas atestam
o desrespeito pela vida humana...
Isso a ninguém engana...
Vidas humanas ceifadas
apenas pela vaidade
de líderes sem qualidade,
que queriam o mundo conquistar,
mesmo que o fizessem acabar...
E outros que se deliciam
com simplesmente matar aleatoriamente
quem estiver na hora errada no lugar errado...
Estamos todos tristes,
vendo estes atentados,
que deixam todos desesperados...
Vendo nessa violência,
tão mal empregada a ciência,
acabando com nossa paciência,
e revelando a total inconsciência
dessa besta que se chama homem,
que não tem a capacidade
de ver que na Paz é que existe felicidade...
E que houve um homem que conquistou o mundo,
apenas com mensagens e atos de paz,
trazendo para o ser humano sua luz...
E esse Grande Conquistador, foi nosso Mestre Jesus...


Marcial Salaverry

AMOR É ALGO ESTRANHO


AMOR É ALGO ESTRANHO
Marcial Salaverry

O amor é um sentimento estranho...
Para ser vivido, ama-se apenas,
e para ser um sentir sem penas,
nada exige, pede-se reciprocidade,
para haver felicidade...
Doa-se com sincero carinho,
e é esse o melhor caminho,
pois não deve ser unilateral,
devendo ser vivido em doação total...
Vive-se um amor
com gostoso calor...
Ama-se, simplesmente...
Simplesmente ama-se plenamente,
com desejo, com amizade...
Deseja-se que seja eterno,
verdadeiro, enquanto é terno..

Marcial Salaverry.


SABER AMAR O MAR E O AMOR

SABER AMAR O MAR E O AMOR
Marcial Salaverry

Existem aqueles
que no mar encontram a felicidade
que para a alma sentem necessidade...
Encontram seu alimento, também algo para amar,
para a vida, a alegria sabem encontrar...
Se no amor,  encontram apenas dor e tristeza,
no mar, eles tem a certeza
de que algo acontecerá...
Se no amor, não se sabe o que virá,
no mar sempre tem seu refúgio,
pois o mar não tem subterfúgio...
Tudo na vida tem dois lados,
podem ser felizes ou não, os apaixonados...
E no mar, podem a vida encontrar,
se souberem com ele cohabitar...
Mas se não o souberem respeitar,
a morte e o desespero podem lhes vir buscar...
Eu adoro o mar, e amo o amor...
Entendo e respeito o mar,
e respeito e entendo o amor...
Esse é o sábio viver...
O mar, respeitar e amar...
No amor, saber amar e respeitar...
É tão fácil saber viver,
e bem sobreviver...


Marcial Salaverry

ALGUMAS LEMBRANÇAS DA ÁFRICA

Viver na África, é aprender um sem número de lições de
vida, e de sobrevivência...
Sempre vale viver certas experiencias em nossa vida...
Osculos e amplexos,
Marcial

ALGUMAS LEMBRANÇAS DA ÁFRICA
Marcial Salaverry

Para narrar algo a respeito dos poucos anos vividos no Congo, acabei me lembrando de muitas outras coisas, além do que foi vivido, pois a África é toda ela um grande mistério e não é feita só leões, elefantes, alegres aventureiros, e africanos... 

É preciso ter presente que eles tem uma filosofia de vida muito peculiar, onde ainda não chegou totalmente a maldade da chamada civilização.  Sob certo ponto de vista, são de uma pureza d’alma enorme, principalmente nas aldeias mais afastadas, onde o contato com a civilização é mais restrito. Encaram a vida com tanta naturalidade, que podemos aprender muita coisa com eles.  Pelo menos a não sermos tão maldosos.
 
Participando de seu dia a dia, pode-se constatar que eles sempre procuram fazer as coisas com um mínimo de esforço, talvez por causa do forte calor que os "estimula" a procurar um jeito mais fácil de fazer o que precisa ser feito, mas também pode-se ver que existe muita sabedoria em seu viver, e de minhas lembranças, trago um provérbio africano muito interessante, que diz:

"Nunca são esquecidas as lições aprendidas na dor."
Palavras simples, como simples é a vida  que vive a população africana de modo geral, mas quanta verdade existe nessas palavras...

Realmente, ao sofrermos algum contratempo causado por algo errado que fizemos, aprendemos que não devemos repetir o mesmo erro (errare humanum est, mas reincidirem em errum, burrarum est)...

Contudo existem ocasiões em que devemos pensar bem antes de certas atitudes,  mas o interessante, é que dificilmente enxergamos quando podemos magoar alguém, não reparando que certas  atitudes  tomadas naturalmente,  podem magoar alguém que seja um pouco mais sensível que outro, e insistimos nesse erro,  até que, por vezes ferimos esse alguém de uma forma tal que fica bem mais difícil consertar a besteira cometida.  E não houve maldade, vontade de magoar ninguém, apenas não soubemos  aquilatar o grau de sensibilidade de quem atingimos, mas involuntariamente ou não, atingimos.

Assim, muitas vezes, não reparamos, mas uma resposta brusca sem razão, uma brincadeira mal colocada, por vezes magoa muito. Agora, quando reparamos que o mal foi cometido e tratamos de corrigi-lo é sinal de bom senso e humildade, da mesma maneira que gostamos de ver uma mudança de atitude em quem nos magoa.

Algo que nunca pode ser esquecido: "Pessoas diferentes... sensibilidades diferentes..." e assim, a mesma coisa que é aceita normalmente por alguém, outra pessoa poderá não gostar. Portanto, como vivemos numa sociedade, devemos ao menos tentar aprender a lidar com todos. E errando, ter a humildade para consertar o erro.  Um pedido de desculpas não arranca pedaço algum, desde que mereça ser feito.

Quando sofremos algum revés, temos que ter a sabedoria de aprender a lição que a vida nos deu e, ao invés de  lamentar  o azar que nos atingiu, devemos é verificar se não fomos nós os errados, ao insistir num projeto, numa atitude inadequada.

Sempre devemos fazer uma análise bem acurada sobre o que passamos na vida, e saber  aproveitar cada percalço, cada problema, cada contratempo, e saber tirar proveito de tudo que aconteceu, sendo aí que reside nossa grande sabedoria.  Fazer de cada insucesso, de cada acontecimento desagradável, um degrau para melhoria na vida.

Aproveitar os azares, e transformá-los em ponto de partida para o êxito, e assim, utilizar os erros cometidos para os acertos futuros.

Bem crianças, fica aqui uma outra lição trazida da África: "Nunca beije um leão na boca..." , principalmente porque deve ter muito mau hálito...
Bem, pode não bem essa a lição,  é aquela acima, mas, acredito que esta também é útil...

A lição verdadeira é : "Vejam a extensão de seus erros, e procurem não repeti-los, procurando corrigi-los..."
Nesses provérbios populares, sempre encontramos muita sabedoria, pois eles são produtos de experiências vividas. A questão é saber interpretá-los.

Espero que o amanhã seja UM LINDO DIA, algo que poderá e deverá ser repetido a cada dia...

28/08/2017

ASI ES EL TANGO

A Media Luz, se vive el amor,
suave como un terciopelo,
buscando un cierto pelo...
Y asi, seguimos bailando el gotan...

ASI ES EL TANGO
Marcial Salaverry

En la cadencia del tango,
se tiene el dolor del amor,
y también su goce y su placer...
Toda una gana de vivir...
Asi es el tango,
en su magia ardiente...
En su sensualidad,
despiertanos el deseo de amar...
En su verdad,
mostranos lo que es la vida...
Asi es el tango...
Llamandonos para el amor,
y mostrandonos la mueca del dolor...
Asi es el tango...
Hacenos sonreir... y amar...
Y también sufrir... y llorar...
Bailamos con gracia,
y hablamos de la desgracia...
Asi es el tango, amigo viejo...
La musica de los amantes enamorados...
La musica de las percantas y de los cafifas...

O SENTIDO DAS PALAVRAS


O SENTIDO DAS PALAVRAS
Marcial Salaverry

É preciso saber sentir
o sentido das palavras,
para não deixar ninguém sentido...
Algo dito com sentido,
e sendo consentido,
não serão palavras ao léu jogadas,
e não serão mal julgadas...
Mas, se são palavras ao acaso jogadas,
serão meras palavras cruzadas...
Sendo cruzadas com sentimento,
e tendo total consentimento,
haverá um fiel cruzamento,
entre o dito e o entendimento...
Antes de algo falar,

será bom bem pensar...
Não se apresse em julgar,
para não magoar...

COM CERTEZA O AMOR É A CHAVE QUE ABRE O CORAÇÃO

O amor é melhor chave para entrar num coração...
Com e por amor, faz-se milagres, como por exemplo,
A FELICIDADE...
Osculos e amplexos,
Marcial
COM CERTEZA, O AMOR É A CHAVE QUE ABRE O CORAÇÃO
Marcial Salaverry

Essa chave é a coisa mais procurada e desejada por todos, mas na realidade, a chave que começa a abrir os corações, chama-se Namoro, que é o ponto de partida para o amor. Pelo menos antigamente começava-se com o namoro, depois o noivado e assim chegava-se ao casamento, e tudo como sempre, regido pelo amor.

As coisas mudaram um pouco, e hoje em dia começa-se "ficando", mas como nem sempre fica bem "ficar", então, ao invés de "ficar", fica-se namorando mesmo, e verdade seja dita, fica meio complicado explicar essa coisa de "ficar". Como ficamos?

O namoro evoluiu muito com o tempo.  Já houve tempo em que a jovem ficava romanticamente na janela, e seu enamorado (lindo o termo) ficava a fazer lindas serenatas. Sem duvida, era uma época essencialmente romântica, amava-se platonicamente até o casamento. O namoro sempre era vigiado, pois não eram permitidas "certas liberdades" antes de se firmar o compromisso matrimonial (ou seja, o casamento), e assim, quando o rapaz conseguia tocar nas mãos da jovem, era uma glória.

Depois, veio aquele namoro, em que já era permitido mão na mão... Conseguia-se até roubar um beijinho.  Emoção suprema.  Um beijinho à socapa, mas se o papai ou a mamãe visse, seria reprimenda na certa. Onde já se viu beijar se ainda nem se conheciam direito (depois de três anos namorando).

Com a evolução rápida do tempo, principalmente no após-guerra, houve uma mudança de costumes, e logo se chegou a um estágio mais avançado.  Já se permitia que o romântico casalzinho saísse sem ter de levar o irmão menor para ir ao cinema. Ou mesmo um passeio diferente. Por exemplo, ao Zoológico.  Ainda não existiam os motéis. Quando muito um drive-in onde alguns amassos podiam ser feitos.

Agora a coisa mudou um tanto. Quando um rapaz e uma moça se conhecem, ao dizer muito prazer, vem a pergunta, no meu ou no seu apartamento?
Contudo, se o modernismo acabou com o romantismo de antigamente, não acabou com o amor, e nem com o namoro, que continua sendo a chave que abre a porta, seja do coração, seja do quarto do motel.
O amor sempre será o principal objetivo de todos, sempre na procura da famosa alma gêmea, ou como se dizia antigamente, a "outra metade da laranja"

Modernismos ou saudosismo à parte, é verdade que para que o amor seja perfeito, é preciso haver reciprocidade nos sentimentos, será necessário que a mesma chave abra dois corações, permitindo uma interação perfeita entre ambos, consumando o que pode ser chamado de um amor perfeito, que poderá ser festejado com um ramo de amor-perfeito...

Mas, se o namoro é a chave que abre a porta para o coração, é preciso que também abra a  porta para o cérebro, pois a razão deverá controlar a paixão, ditando as normas necessárias para o amor seja duradouro. Deve-se abrir também a porta para o entendimento, o diálogo, permitindo que haja harmonia nesse amor.

Vamos então namorar, mas com consciência, não apenas seguindo os impulsos do coração, cuja porta foi aberta e escancarada. É preciso controlar, usando bom senso, para que a porta não seja fechada com a chave da separação.

Portanto, para que essa chave seja bem usada, vamos controlar a abertura da porta, com entendimento, diálogo, respeito, e assim ela não será jamais trancada, e com certeza, a chave deve ser feita com muito bom material, para que não se desgaste com o tempo.

E agora, vamos usar a chave que abre sempre a porta de UM LINDO DIA, e vamos mante-la aberta para seja um lindo dia sempre repetido...

27/08/2017

ESPERANDO POR ALGUÉM


ESPERANDO POR ALGUÉM
Marcial Salaverry

Quando se está esperando,
pelo ser amado aguardando,
segurando os desejos
pelos ardentes beijos,
essa chegada é aguardada
com uma ansia apaixonada...
Com a chegada, explode o amor,
que chega pleno de calor...
Com toda essa paixão,
pode-se perder a razão,
mas é por essa emoçao
que espera o coração...
Para atender ao chamado,
não se deve fazer esperado,
pois na espera há braços
que desejam os abraços...
Há lábios que esperam pelos beijos
para satisfazer os desejos...

Marcial Salaverry

O QUE PODE FAZER CHORAR

O QUE PODE FAZER CHORAR
Marcial Salaverry

Existem coisas que podem fazer chorar,
e que precisamos lembrar ou olvidar...
Chorar por uma angústia
Chorar  por  incertezas...
Chorar  de  tristeza...
Chorar por amor...
Chorar por uma dor...
Chorar de decepção...
Chorar por uma emoção...
Chorar pelo encontro...
Chorar pelo desencontro...
Chorar  por não ter tido coragem...
Chorar por ter feito "aquela" viagem...
Chorar por saudade de quem se foi,
e é essa a angústia que faz chorar,
algo ou alguém que não consegue olvidar...
Mas a chegada de quem se esperava,
deixa a dor como coisa passada...

Marcial Salaverry

UMA FORÇA SUPERIOR





UMA  FORÇA SUPERIOR
Marcial Salaverry

O início do mundo,
parece mesmo ser um segredo profundo,
mas acredite quem quiser, seja como for,
só pode mesmo ser atribuido a uma Força Superior...
E essa força sempre sentimos naqueles momentos
em que nos entregamos a lamentos...
São momentos em que sentimos
a proximidade de uma força superior., 
quando estamos naquele limite de forças,
e sentimos que a ajuda que precisamos
seria a presença de Deus...
Aquele conforto para nossa alma, 
aquela benção que tanto precisamos,

que pode ser o lenitivo para os problemas...
Esses momentos de Fé, de entrega espiritual
são como um bálsamo, aliviando nossas dores...
É então que nos entregamos aos cuidados
Daquele que o caminho poderá nos indicar,
desde que O saibamos escutar...
Desde que em nosso coração, O saibamos guardar...
Vamos aprender a seguir o caminho certo,
e encontraremos nosso rumo, decerto...
Momentos em que a Fé poderá nossa vida mudar...
E este mundo em que vivemos,
só pode ter sido criado assim...
Essa mesma Força Superior,
que se deu o início, poderá também
determinar o fim...

Marcial Salaverry

LEMBRANÇAS QUE FICARAM

LEMBRANÇAS QUE FICARAM
Marcial Salaverry
 
Se algo estás procurando que ficou no passado...
Busque apenas as lembranças do que de bom lá ficou...
Algo que valha a pena ser lembrado...
Deixe as tristezas lá arquivadas...