FASCINANTE

21/02/2018

AS CONSEQUENCIAS DA IDADE

 
CONSEQUENCIAS DA IDADE
Marcial Salaverry
 
São coisas da vida,
certas restrições causadas pela idade,
para quem tem a (in)felicidade
de uma vida longa...
São tantos preconceitos e limitações,
provocando vexatorias situações,
para os que precisam trabalhar,
e respondem aos classificados,
e são considerados pela idade desclassificados...
Desclassificado... É assim que se sente
quem passou da idade,
e vê que não tem
para o trabalho classificação,
e isso magoa seu coração...
Sua experiencia de nada serve,
pois tem avançada a sua idade...
Se tem saúde e disposição, não conta...
Existe a predisposição contra a idade...
E fica desconsolado...
Precisa e quer trabalhar...
Condições e saúde tem,
experiencia e capacidade, tem...
Mas tem idade também.
O que resta fazer?
Talvez, apenas morrer,
pois encontra dificuldade
para ao menos sobreviver...
Se uma chance lhe for dada,
sairá dessa encruzilhada
e talvez faça valer sua vivencia...
Só precisa de paciencia,

e de que acreditem o quanto vale sua experiencia...

Marcial Salaverry

SERÁ APENAS POR AMOR

 
 
SERÁ APENAS POR AMOR
Marcial Salaverry
 
Será apenas por amor,
que sempre nos doaremos,
que ofensas esqueceremos...
Mas apenas por amor,
por este amor que temos,
de dores alheias, nos compadecemos...
Se um sofre, juntos sofremos...
Mas é por este amor que temos...
Por causa deste amor,
embora tristes, sorrimos,
mais carinho, pedimos...
Mas é por causa deste amor...
É apenas por amor,
que a solidariedade praticamos,
sem reservas, ajudamos...
É apenas por amor...
Enfim, com amor no coração,
praticamos a solidariedade,
espalhando felicidade,
com muito amor e satisfação...
Quem realmente vive e ama,
da vida não reclama,
e seu amor sempre proclama...
Nada se faz por obrigação,
mas sim com prazer e satisfação...
Vamos amar HOJE, mas amar de verdade,
sem qualquer contrariedade,
ao nosso amor, e à humanidade...
Sejamos felizes, simplesmente...
Apenas ame... não chore, não lamente...
Não perca do amor a beleza,
só por causa de uma tristeza...


Marcial Salaverry

O PODER DA FÉ

A grande verdade é que nossa vida deve ser regida pela Fé...
Fé em Deus, em si mesmo, e na humanidade...
Sem Fé, o caminho fica triste e árido...
Só não se deve confundir Fé com fanatismo...
Ósculos e amplexos,
Marcial
O PODER DA FÉ
Marcial Salaverry

A fé é algo muito subjetivo. Penso que todos devemos ter fé em alguém ou em alguma coisa, pois nossa vida, desde o milagre do nascimento(entendo por nascimento o momento do encontro mágico entre o espermatozóide e o óvulo, no recinto sagrado que é o útero materno), sempre será regida por alguma força superior, e que cada qual a identifique como sua consciência determinar. O certo é que esse milagre da criação não pode ser atribuído à ciência. Nem mesmo as inseminações artificiais, pois se não houver condições propícias, não há ciência que dê jeito. 

Dentro dessa fé, entendo que não deve haver fanatismo. Apenas a crença de que existe uma força superior. Mas não podemos deixar de fazer a nossa parte para bem aproveitar esse milagre que nos deu a vida. Saibamos vive-la.

Li em algum lugar, uma citação super linda de São Cipriano:
"Deus não escuta a voz, mas o coração." 
Portanto não é suficiente fazer milhares de orações com pedidos e mais pedidos para Deus, se não conseguirmos "falar" com o coração. 

Em nossos momentos de dor, é lícito nos voltarmos para Alguém, em busca de algum lenitivo, mas não podemos ficar apenas aguardando que providências divinas solucionem nossos problemas.

Portanto, quando os problemas aparecem, temos que fazer nossa parte para solucioná-los. Os atos, afinal, indicam nossa vontade real de chegar à solução. 

Algo que muitos sempre se esquecem de fazer, é agradecer ao Amigão pelo que temos, pelo que conseguimos. A obrigação de fazer algo por nós é nossa mesmo. Portanto não custa nada um simples “Obrigado Amigão”, pelas coisas boas que nos acontecem. Muitas vezes, até pelas más, pois se soubermos analisar eventuais quedas, elas poderão servir para dar melhor impulso ao nos levantarmos, corrigindo as falhas que as ocasionaram.

Devemos saber analisar tudo que nos acontece, e buscar suas causas. Se acontecimentos felizes, sempre é bom sabe-las, para não as esquecermos. Se infelizes, igualmente não devemos esquecer quais foram as causas, para evita-las no futuro.

Quando encontramos pessoas, saibamos analisar nossos sentimentos, sempre procurando evitar algo que possa causar eventuais mágoas ou ressentimentos. 

Sempre devemos saber como nos comunicar, principalmente nos relacionamentos pessoais, pois sentimentos como o amor, a amizade, não se falam... se sentem.

Não adianta chamar alguém de amigo, se por dentro o desprezarmos. Temos que sentir a sinceridade do sentimento.

Assim se consegue a felicidade... assim se consegue espalhar a felicidade, o bem estar.

A mais importante voz com que devemos nos comunicar, é a “VOZ DO CORAÇÃO”. Para isso, é fundamental usar sempre de muita sinceridade, procurando sempre transmitir aquilo que nos vai na alma. Sejam sentimentos de alegria ou tristeza, sempre devemos manter aberta nossa comunicabilidade, para que não persistam dúvidas sobre nossas atitudes.

Assim, de coração aberto, desejo a todos, UM LINDO DIA, sem jamais perder a FÉ...

20/02/2018

USANDO A ENERGIA INTERIOR

USANDO A ENERGIA INTERIOR
Marcial Salaverry

Existem pessoas que vivem na vida,
existem aquelas que apenas passam pela vida,
assim como existem aquelas que simplesmente
fazem da vida a razão de sua vida...
E existem aquelas infelizes,
que apenas pensam em prejudicar seus semelhantes...
Em compensação, existem aquelas que se doam,
e doam sua energia para ajudar seus semelhantes...
Essa, sem qualquer sombra de dúvida,
é a melhor maneira para usar a energia interior,
doando-a com amor.
Todos temos essa energia.
Apenas nem todos sabem direcioná-la.
Vamos aprender a usar bem nossa energia interior,
conforme deseja nossa alma, com amor

POETANDO SOBRE POETAS



Poetas podem ser ins...piração para
poetas poetarem...
 
POETANDO SOBRE POETAS
Marcial Salaverry

Poetando sobre poetas,
podemos assim o poeta definir,
sem que disso se possa fugir...
Ser poeta é simplesmente
usar a alma e a mente
para dizer aquilo que sente,
e que sua alma pressente...
Através de versos e poesias,
contando coisas de todos os dias,
vai o poeta levando a vida,
como deve ser vivida...
Ser poeta, é viver sonhando,
é sonhar vivendo...
é poetar amando,
é amar poetando...
"O poeta é um fingidor", disse alguém,
que era poeta também...
Quando o disse, estaria fingindo?

Poetaria mentindo?
Penso que não,
poetas falam com o coração...
Teria então razão?
Escrevendo com ternura,
tiram de sua alma a doçura,
expondo sua alma pura,
que tira da realidade tão dura.

Fica esta homenagem aos e às poetas que tanto embelezam esta Net tão pirada, com coisas bem inspiradas...ou quem sabe, ins...piradas...
 

CONHECENDO O AUTOR DESCONHECIDO

Autor Desconhecido...
Muitas vezes esse autor é muito conhecido até,
mas por artes de gente arteira, vira desconhecido,
ou então, L'Inconnu, em pequenas citações...
Vamos respeitar a arte alheia, seja de escritores
ou de formatadores.
Todos merecem respeito.
Osculos e amplexos,Marcial
Vamos relembrar este texto, publicado em 14/03/2003.
E a coisa continua acontecendo...

CONHECENDO O AUTOR DESCONHECIDO
Marcial Salaverry

Algo que infelizmente continua sendo um dos maus hábitos de usuários da Internet, é a sobrevida que vem sendo dada a nosso já famoso Autor Desconhecido, que começa quando um certo alguem, sabe-se lá por quais razões, simplesmente retira o nome do autor de algum texto que gosta e quer repassar.
A coisa é assim, um mau costume, que vem sendo praticado desde que começou a Internet, ou mesmo antes...

Autor Desconhecido:. Penso que todo e qualquer texto escrito tem um autor,  cujo nome deve ser respeitado, e mantido em seus textos, não devendo ser retirado em hipótese alguma.
Um argumento usado, que faz um certo sentido, é que muitas vezes o nome é cortado inadvertidamente, por culpa do próprio autor, que o coloca no fim do texto, e, no repasse, alguém seleciona o texto todo, sem reparar no nome que está mais abaixo.
Sugestão aos autores: Colocar o nome sempre junto ao título.  Nesse caso, quem retirar o nome, o fará propositadamente, cabendo uma reclamação. E igualmente colocar o nome no fim do texto.
Havendo colaboração dos autores e dos repassadores, diminuirá bastante o problema.

Formatação: Não existe respeito também aqui.  Para criar certas imagens, as e os webdesigners gastam tempo e trabalho para criar os lindos desenhos que vemos circulando, seja nos PPS, seja nas formatações. O que acontece aqui é trágico. Ao invés de se limitar a efetuar o repasse, respeitando, além do nome do autor, o nome do webdesigner que está assinando a obra, cortam tudo que possa identificar os autores, cometendo autênticos atentados ao talento de ambos os artistas.  Com que finalidade? Sabe-se lá porque fazer isso.  Seria muito mais simples, escrever uma dedicatória, e repassar como está, respeitando o trabalho de quem o fez.  Por que essa amputação desnecessária, e porque não dizer, criminosa? Sim, criminosa, por ser um crime de lesa-arte.

Do repasse: Aqui vem a parte mais interessante.  Na teoria, quem recebe um texto sem a identificação do autor, tanto poderá ter algum trabalho numa pesquisa junto aos sites de busca, como poderá devolver o texto a quem o enviou, solicitando o nome do autor, como poderá simplesmente repassá-lo.  Todas as atitudes são corretas e válidas, dependendo de sua vontade.  Afinal, ele recebeu assim, gostou do texto, e quer repassa-lo a seus amigos. Perfeitamente válida e correta sua atitude.  Gostaríamos que fosse diferente, mas não podemos comandar a vontade das pessoas. 
Quem teve a atitude condenável não é quem simplesmente repassa um texto, mas sim quem fez o aleijão. E é à consciência do iniciador da coisa que estou apelando, para que repense em suas atitudes.  Afinal, não existe nenhum ganho com isso... Por que então “podar” o nome do autor?  Por que retirar o nome do webdesigner?  Por que alterar o trabalho de arte lá executado? Se não gostou, ou não está de acordo com a imagem que acompanha o texto, que crie uma imagem sua, colocando o texto nela e agora sim, poderá repassa-la com orgulho, desde que mantenha o nome do autor.
 
O que incomoda aos autores é ver seus trabalhos circulando como Autor Desconhecido. Vamos respeitar o nome dos escritores e dos artistas da formatação.

O que incomoda aos webdesigners é ver seu trabalho violentado, e seus créditos retirados. Vamos, pois, respeitar o trabalho desses artistas, que tem o mesmo valor dos escritores.

O que incomoda às pessoas que gostam de repassar, é ter sua atenção chamada por estar repassando texto com autor desconhecido.  Vamos respeitar seu desejo de dividir com os amigos os belos textos que lhes caem às mãos.  É um direito que tem.  E não tem culpa da coisa ter começado.

Só não se incomoda é quem começou a coisa toda, e é esse que deveria sentir-se incomodado, e é justamente a quem eu faço o apelo.

VAMOS, POR FAVOR, RESPEITAR OS TRABALHOS ORIGINAIS.

E, se quiser modificar algo que está na Internet, que tenha a ética de pedir autorização aos pais da criança para faze-lo.  Não custa nada.  Fica muito mais elegante.  E são pouquíssimos os autores ou webdesigners que  recusariam autorização para tanto.

Acreditando agora ter dirimido quaisquer dúvidas anteriormente surgidas, renovo meu apelo de PAZ NA INTERNET.  Havendo boa vontade e bom senso, ficará muito melhor e mais gostoso navegar pela Internet.
 
Esperando por esse espírito de colaboração, desejo a todos UM LINDO DIA... 

19/02/2018

TU MIRADA SENSUAL

Tu mirada sensual, me hace desearte a cada vez más...
Y cuando pregunto si aún me amas, solo me dices,
"quizás..."

TU MIRADA SENSUAL
Marcial Salaverry

Quiero en tu mirada perderme,
sintiendo la dulzura de amarte...
Quiero de nuestro amor tener la ventura,
sintiendo una dulce ternura...
Quiero, al recordar de nuestra pasión,
que siempre restará la esperanza,
de que podré más una vez abrazarte
y con pasión  besarte...
Quiero sentir del amor toda la emoción,
que trae vida eterna al corazón...
Quiero que venga para mis brazos,
que se pierda en mis abrazos...
Quiero matar nuestros deseos,
sintiendo del amor todos los anhelos...
Quiero en tu cuerpo saciarme,
y te ofrezco el mío para que puedas gozar...
Quiero otra vez vivir nuestro amor,
aunque sea por la última vez...

MARCIAL SALAVERRY
Poema inspirado en la música QUIZÁS, QUIZÁS, QUIZÁS..

TUA CANTIGA

No embalo de suaves cantigas,
podemos embalar o sonho do amor...

TUA CANTIGA
Marcial Salaverry

Embalado por tua cantiga,
lembro de outra canção antiga,
que me embalava ternamente,
e que a queria eternamente...
Com sua cantiga, embale-me...
Com seu carinho, conquiste-me...
Saberei corresponder,
e em teu colo permanecer...
Por sua cantiga embalado,
poderei ficar apaixonado...
Seduzido por sua atenção,
conquistando meu coração...

VIVENDO COMO (E)TERNOS NAMORADOS

(E)Ternos namorados,... É bom conseguir sê-lo...
Que o amor seja eterno, enquanto é terno...
Feliz Dia dos Namorados... não importa que não seja o Dia dos Namorados,
mas todos os dias do ano devem sê-lo, quando se consegue viver
como ternos e eternos namorados...
Osculos e amplexos,
Marcial
 
VIVENDO COMO  (E)TERNOS NAMORADOS
Marcial Salaverry

Desde tempos imemoriais, é assim que começam as histórias dos (e)ternos namorados:
Era uma vez dois seres que se encontraram, e que um dia se apaixonaram. Logo ao primeiro contato parece existir algo como um imã, uma atração inicial irresistível.  É quando sonhamos nos unir a esse alguém que tanto nos atraiu.
Consequentemente, iniciamos um relacionamento mais estável, que já foi chamado de noivado e casamento. Atualmente se resume no famoso “juntar de escovas de dentes”, ou mais simplesmente "viver juntos"...

Quando nos apaixonamos, logicamente pretendemos completar essa ligação que surgiu com tanto ímpeto, pois acreditamos ter encontrado quem vinha povoando nossos sonhos, um certo alguém que seria nosso complemento ideal.  Muitas vezes buscamos esse ideal em algum parente ou amigo, que exerceu alguma influência em nossa vida, e que consideramos ser o nosso ideal, mas que geralmente não tem nada a ver, pois nem sempre é o que ocorre. Uma coisa é o que criamos em nossa imaginação, e outra coisa é a pessoa de carne e osso que temos à nossa frente. Há que se cair na realidade.  Dificilmente iremos encontrar aquele “alguém” que idealizamos. Cada pessoa tem sua personalidade, o que
iremos descobrindo à medida que o relacionamento for se aprofundando. 

Aquela atração inicial, aquela paixão toda, que nos mantinha num mundo de sonhos, começa a ser uma realidade que pode não ser aquilo que idealizamos, e precisamos estar preparados para isso. Se soubermos entender e administrar a paixão, poderemos transforma-la em um amor e, quando além da paixão, surge o amor, há a possibilidade de conhecer o outro como ser real, humano, com qualidades e defeitos, erros e acertos, e não aquela imagem que havíamos construído, aquele ideal que povoava nossos sonhos...

E é exatamente a partir daí que poderá  começar um relacionamento verdadeiro, maduro, todo ele construído com avanços e recuos, alegrias e tristezas, que são a real base de um relacionamento duradouro, terno e eterno.  Certamente teremos problemas, desentendimentos, mas é na solução desses contratempos que poderá haver a base sólida que irá segurar todo o edifício.

Teremos que descobrir primeiro quem é realmente nosso par, e para tanto, é fundamental que exista em comum a vontade de construir uma ligação madura, não apenas baseada no imaginário, pois é na realidade da vida que existe a motivação para lutar, evoluir, melhorar e corrigir as diferenças de personalidade.   

Essa descoberta do ser real pode ser até mesmo dolorosa, mas certamente será  necessária, principalmente se houver um mútuo entendimento, que pode ser conseguido com bastante diálogo.  Essa é a real base de um bom e duradouro relacionamento.  Quando existe entre ambos a capacidade de aparar arestas e descobrir que estão mesmo dispostos a caminhar um lado do outro.  Diálogo, respeito, entendimento, solidariedade, amizade, são as reais bases.

A sinceridade e o respeito são fundamentais.  Temos que saber  comunicar nossas necessidades e desejos.  Não podemos simplesmente  esperar que o parceiro adivinhe o que desejamos, e justamente por isso, devemos sempre manter  o canal  de comunicação  aberto. Devemos estar prontos para expor nossas dúvidas, bem como para escutar nossa parceria.

Falar por metáforas, ou deixar as coisas no ar, é uma omissão de nossos sentimentos, deve haver sempre sinceridade e comunicabilidade entre ambos, possibilitando o entendimento, criando uma cumplicidade que só poderá ser benéfica para o relacionamento. Ambos devem ter a mesma voz, os mesmos direitos, a mesma liberdade de opção, de trocar idéias. Respeito mútuo, eis o segredo...

Não podemos tomar uma atitude típica de uma ligação imatura, reagindo, fingindo, ou mesmo nos submetendo.  Devemos, isto sim,  treinar mais a ação do que a reação, tendo atitudes mais  construtivas, mais bem pensadas, mostrando maturidade e desejo de acertar tudo.

Assim, com um relacionamento mais adulto, aprenderemos a valorizar não só nossos desejos, mas os desejos de ambos. Aprenderemos a resolver nossos problemas em conjunto, numa divisão de responsabilidades, que irá solidificar a união, dando qualidade ao relacionamento, e garantindo sua durabilidade, pois é um compromisso mútuo, que possibilita o equilíbrio da relação.

O equilíbrio adequado é alcançado com o descobrimento das características de personalidade de cada um, chegando-se à conclusão de que a questão básica em um relacionamento maduro não é encontrar um parceiro perfeito, aquele de nossos sonhos, mas sim a adequação entre ambos, para que a parceria seja perfeita. Não é um que complementa o outro. O certo é ambos se completarem, formando um par que possa caminhar sempre junto, em uma autentica parceria.

Logicamente, um relacionamento saudável não é fácil, é uma tarefa muito difícil, um trabalho árduo.  É antes de tudo, um compromisso com a coragem e o desejo de crescer ou mudar. 
Assim se conseguem bons relacionamentos duradouros, os "(E) Ternos Namorados"...

Desejo que todos tenham um LINDO DIA, e que sejam (e)ternos namorados, o que torna a vida bem mais gostosa de ser vivida...  

18/02/2018

UMA ROSA BRANCA // UNA ROSA BLANCA

UMA ROSA BRANCA
Marcial Salaverry

Uma rosa branca com carinho ofertada...
Uma amizade querida e desejada...
Uma rosa branca, sempre será sinal de amizade,
ofertada a quem desejamos muita felicidade...
Vai nesta rosa todo o significado
de um afeto puro e desinteressado,
apenas para lhe demonstrar,
toda a amizade que lhe estou a ofertar...
Aceite-a, pois assim o deseja meu coração,
querendo transmitir-lhe a emoção
que apenas existe entre aqueles que se querem bem...
Uma rosa branca, com carinho ofertada,
uma amizade que não pode ser desprezada...

Marcial Salaverry

UNA ROSA BLANCA
Marcial Salaverry

Una rosa blanca con cariño ofrecida...
Una amistad querida y deseada...
Una rosa blanca, siempre será señal de amistad,
ofrecida a quien deseamos mucha felicidad...
Va en esta rosa todo el significado
de un afecto puro y desinteresado,
sólo para demostrarle,
toda la amistad que le estoy ofreciendo...
Accéptela, pues así lo desea mi corazón,
queriendo transmitirle la emoción
que sólo existe entre aquellos que se quieren bien...
Una rosa blanca, con cariño ofrecida,
una amistad que no puede ser despreciada...


Marcial Salaverry