FASCINANTE

31/07/2015

CAMINHANDO ENTRE AS FLORES

Caminhando entre flores, certamente encontraremos
o caminho certo para bem viver o amor...

Devemos ir seguindo por nosso caminho,
com pensamento pleno de carinho,
espalhando flores e amizade,
para o percorrermos com felicidade...
Assim como as flores,
o amor perfuma nossa vida,
e assim como as flores,
perfumam a vida nos dias felizes,
mas também tem seus espinhos,
quando ocorrem descaminhos...
Assim sendo, aproveitemos o perfume,
sempre procurando evitar os espinhos...
No amor vivido, a
o perfume das flores,
misturam-se os odores
de nossos amores...

Marcial Salaverry

O QUE SERÁ ESTA TAL SINCERIDADE...

Falando com sinceridade, sinceramente,
não estou achando a sinceridade muito sincera...
Tem tanta gente que nem sabe o que é isso...
Osculos e amplexos
Marcial
Uma conclusão a que facilmente se pode chegar, é que essa tal sinceridade, sinceramente, é um artigo bem dificil de ser achado. Parece exigir grandes sacrifícios das pessoas, e talvez por essa razão, seja uma coisa muito difícil para se definir, e até mesmo para se encontrar.
Na realidade, é difícil sermos sinceros, pois existem ocasiões em que a verdade nos vem até a garganta mas, por educação, por respeito, a guardamos. Nem sempre ela é oportuna. Nem sempre nos é conveniente dizê-la. Nem sempre ela poderá ser ouvida. Existem ocasiões, em que funciona a velha máxima do "me engana que eu gosto..."
Por vezes, temos vontade de dizer uma série de besteiras para uma pessoa que merece ouvi-las, mas nos calamos para não criar uma situação ruim. Afinal por que provocarmos confusão? Nessas ocasiões, a verdade poderá criar sérios atritos. Temos que usar da diplomacia também... Aliás, a diplomacia é a maneira mais elegante de se mentir...
Muitas vezes, ao falsearmos a verdade, justificamo-nos dizendo ter agido diplomaticamente, ou "políticamente correto..."
Isto quer dizer que não podemos ser sinceros? Bem, sinceramente não é bem assim. Existem situações em que a sinceridade se impõe, como por exemplo, nas questões de amizade. Com os amigos temos que ser sinceros. Bem, quase sempre, pois por vezes chegamos à conclusão de que a melhor maneira de conservar uma boa amizade é deixar pra lá alguma coisa, . principalmente se a amizade nos for compensadora. A sinceridade, portanto, depende muito do jogo de interesses...
Contudo, se um amigo nos ofendeu voluntariamente ou não, devemos usar de nossa sinceridade e, ao invés de simplesmente nos magoarmos e nos calarmos, devemos procurá-lo, fazendo com que ele veja sua inconveniência, e darmos a oportunidade para que ele explique a atitude e se desculpe. Isso é ser amigo. Mostrar um eventual erro, e dar-lhe a chance de uma explicação, mesmo porque o erro pode ter sido nosso...
São meros exemplos. Existem muitas situações que temos que ser sinceros.
Principalmente nas questões do amor. Se amamos ou se não amamos, devemos ser sinceros, não se deve brincar com os sentimentos, pois esta é uma brincadeira perigosa que pode ter algumas consequencias tristes para as vítimas. Não há pior coisa para uma pessoa, do que julgar que o parceiro a ama de verdade e depois, quando cai na real, seu mundo desaba. Penso que devemos sempre usar a sinceridade. Quando não há possibilidade de um romance, não há porque iludir, uma vez que a verdade por vezes pode doer um pouco, mas é melhor do que fomentar uma ilusão muito tempo. Jogo aberto, sempre.
Li hoje, um pensamento muito interessante, do meu amigo L'Inconnu, e que expressa bem a necessidade que existe de sermos sinceros, vejam:
"Seja você mesmo. Sobretudo, não simule afeição e não transforme o amor numa brincadeira, pois, no meio de tanta aridez, ele é perene como a relva."
Então, se por um motivo ou outro não pudermos nos dedicar a alguém, nunca devemos iludir a outra pessoa, para não deixar que se encha de ilusões, que depois irão ruir por terra. A sinceridade é que ajuda a manter as boas amizades. É muito melhor ser um bom amigo, do que um falso amor.
E como são importantes as boas e sinceras amizades. Sentindo que o amigo (a) é uma pessoa sincera e confiável, pedimos auxílio, fazemos confidências, pois sabemos que do outro lado existe alguém cuja franqueza e amizade nos permite certos desabafos. Não tenham dúvidas de que isso é tão bom para um lado, quanto para o outro., pois é muito bom saber-se útil, saber que outras pessoas confiam em nós.
Então, com toda a sinceridade do mundo, espero que todos tenham UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry

30/07/2015

PARA AMAR COM SINCERIDADE

Para ser bem vivido, o amor de ter uma terna ternura,
em clima de sincera e recíproca amizade...
Para amar com sinceridade,
e assim encontrar a felicidade,
é preciso amar em reciprocidade...
Certamente existe a necessidade
de não se falar de amor em vão,
para não machucar outro coração...
Na verdade, o amor só é verdadeiro,
quando é vivido por inteiro,
quando existe a entrega total,
e claro, quando é sincero e real...
E que o amor seja eterno,
enquanto o amor é terno...
Existindo uma doce ternura,
será sempre uma gostosura...
Marcial Salaverry

PARA SABER AMAR DE VERDADE

É muito bom poder amar e ser amado, mas é importante
saber como faze-lo.
Tem seus segredos...
Ósculos e amplexos,
Marcial

É algo meio complicado de conseguir, pois para saber como amar de verdade, é preciso entender que devemos ser capazes de doar aquilo que nem todos possuem, que é o verdadeiro sentimento do amor, algo que só será descoberto quando começarmos a amar alguém, nem que seja a nós mesmos, e é assim que poderemos dar valor ao sentimento que vem de nossa alma.
Para conseguir doar amor, para conseguir transmiti-lo, é preciso ter o amor em nosso coração, pois ninguém conseguirá transmitir aquilo que não sabe, ou que não sabe sentir, e assim, a grande verdade é que, para poder ensiná-lo, temos que saber compreende-lo, temos que saber vive-lo, eis que é importante saber o que o amor representa em nossa vida.
O amor não pode ser estudado, não se aprende na escola, mas sim na vida, e é importante perceber que temos de saber aceitar e entender essa idéia, pois ninguém poderá apreciar algo que não aceita, que não consegue entender, temos que querer e saber aceitá-lo, com todas suas incongruencias, e é preciso saber recebe-lo em nosso interior. Não podemos duvidar do Amor.
E, finalmente, para acreditar no amor, temos que estar convencidos de que é o que de melhor nos pode acontecer, e que realmente vale a pena ser vivido. É preciso saber que o amor exige dedicação e até mesmo alguma renúncia.
É preciso que se tenha certeza absoluta de que não se pode viver sem amor.

Amor tem que ser entendido em sua plenitude. O amor total, que não é somente o amor carnal, mas sim, o amor pela humanidade, abrangendo tudo aquilo que merece ser amado, desde uma simples queda d'água, até aquela pessoa que nos faz viver melhor e mais feliz, mesmo que essa pessoa seja aquela que nos olha do outro lado do espelho.
Para um viver feliz, é imprescindível sabermos libertar a válvula em nosso interior que controla nossos sentimentos. 
Saiba amar, saiba ser amado. Saiba viver, enfim, e assim, será capaz de fazer de cada dia, sempre UM LINDO DIA...


Marcial Salaverry

29/07/2015

BEIJOS DE PAZ E AMOR

Beijos sinceros, sempre serão beijos de paz e amor.
Beijos de paz e amor,
beijos que à vida dão calor... 
Com carinhosos beijos, 
não se pode perder a paz, 
pois assim saciam-se os desejos, 
e se chega`à paz almejada... 
Beijos de paz com amor e carinho,
certamente é um lindo caminho 
para que se possa chegar 
ao desejo de bem amar, 
trazendo uma doce sensação 
que enche de paz e amor o coração... 

Marcial Salaverry

NÃO PODE SER EM NOME DE DEUS

O que não dá mesmo pra entender, é que esses infelizes que fazem as guerras, mandando gado humano para o matadouro, e dizem que o fazem "em nome de Deus"... Pode?
Sempre existem dois lados diferentes em toda e qualquer guerra. Ambos estão totalmente errados, porque não é com foguetes e nem com bombas que se prova quem está certo.
Osculos e amplexos,Marcial
Embora seja essa a alegação usada, está muito errada a justificativa usada para violencias praticadas, e assim, algo que muito se discute, mas que a conclusão alguma se chega, é sobre o fato do bicho gente, estar praticando violencias inomináveis, "em nome de Deus", apenas movidos por um fanatismo inconcebível, e que somente provoca morte e destruição. É um tal de colocar bombas, carros-bomba, homens-bomba, e dizem que o fazem em nome de sua Fé, de "seu Deus"...
Ora, sem entrar no mérito da questão, e resumindo, temos que concordar que é um absurdo falar-se em "Meu" Deus, pois Deus está em todos os corações que O querem receber. É um absurdo guerrear-se em Seu nome, pois Ele é apenas bondade e paz. Nada tem a ver com guerras, e não deu procuração para ninguém matar em nome Dele.
Não endosso a ideia de que é preciso ir em algum templo para prestar-Lhe homenagem. Basta elevar o pensamento, e pensar com Fé verdadeira no coração. Existem locais que são mais propícios para a meditação e para encontrá-Lo, mas até mesmo em um banco de jardim podemos elevar nosso pensamento e conversar com Ele... Não tem porque "temer a ira divina", pois Ele é paz e amor, mas também não discordo de quem pensa diferente, nem tento convencer ninguém que está certo ou errado, como não aceito que me tentem convencer.
Deus nos deu o livre arbítrio, e é dele que nos devemos valer para direcionar nossa vida.
Respeito o espaço alheio, desde que o meu seja respeitado, e que cada qual viva como melhor lhe apraz, desde que não comece a levar perigo para outrem...
Mas não é isso que fazem os que desejam impor sua fé ou sua vontade pela força. Seria preciso que tivessem um pequeno resquício de consciencia para respeitar esse direito de viver...
E as Guerras, sejam religiosas ou não, são exatamente isso, representam o desrespeito puro e simples do inalienável Direito à Vida, que todos temos, e que devemos vive-la conforme nosso livre arbítrio, que foi uns dos dons com que Deus nos presenteou, para direcionarmos nosso caminho, e é por esse motivo que não aceito os "Reformadores do Mundo", aqueles que querem nos forçar a seguir o seu pensar, a sua maneira de viver.
Converso sempre com quem considero meu Amigão, esteja onde estiver, e não desejo o mal a ninguém.
Portanto, apenas, e sem penas, procuro fazer bem minha parte nesta minha passagem, podendo assim, com a consciencia em paz, ter e desejar que todos tenham UM LINDO DIA, e gostaria que esses "fabricantes de guerras", que esses assassinos cruéis e impiedosos digam se conseguem ter esse LINDO DIA...

Marcial Salaverry


28/07/2015

Não tema o amor,
pois o amor é o tema da vida,
permitindo vive-la como deve ser vivida...
Amor é o tema da vida...
Com ele, nascemos...
por ele, vivemos...
sem ele, morremos...
É preciso saber ouvir o coração,
para sentir o amor em sua emoção,
e assim, teremos a paz dentro de nós...
Os olhares se cruzam, as faces se tocam,
as bocas se colam, os corpos não se descolam,
os corações se aceleram, juntos disparam,
e assim, as almas se amam, e o êxtase alcançam...
Assim é o amor, o tema da vida...
Marcial Salaverry

APENAS É UMA QUESTÃO DE SOLIDARIEDADE

Solidariedade pode ser um simples estender espontâneo de mão...
Osculos e amplexos,
Marcial
Solidariedade, na realidade, é uma palavra simples, bastante comum, mas que em verdade encerra em seu contexto um sentido muito profundo, que pode significar algo que chega a representar a vida para muita gente, pois no âmago da questão, tem um sentido moral muito amplo, que sem duvida alguma, nos vincula ao sentido da vida.
Representa uma ação ou um pensamento feitos em conjunto, quando devemos nos esquecer da individualidade da vida. Esse é um dos conceitos da solidariedade, um pensar solidário, e não individual.
Da mesma maneira que precisamos ser solidários, cumprindo nosso papel, desejamos sentir essa mesma solidariedade para conosco. É algo que deve sempre andar em estrada de duas mãos, pois encerra uma relação de responsabilidade mútua, onde todos buscam um interesse comum, onde cada qual se sinta na obrigação moral de oferecer seu apoio aos outros.
Para podermos dizer que somos solidários, temos que estar sempre presentes e dispostos, mesmo que não sejamos solicitados. É sermos voluntários, sempre quando for necessário, sempre que nossa presença for necessária, assim, não poderemos ter hora para partir, mas sim permanecer ao lado, enquanto nossa presença for imprescindível, esquecendo-nos mesmo de nosso conforto, em nome da solidariedade, que muitas vezes pode se demonstrar apenas com palavras.
Quantas vezes pessoas nos procuram em busca de uma palavra de conforto, precisando, como se diz, "de um colinho". E esse colinho deve ser dado, devemos ouvir com atenção e carinho as mágoas, cujo desabafo pode até ser vital para alguém.
Esse é o real sentido da solidariedade, principalmente quando prestada no anonimato. Sem que se fique alardeando aos quatro ventos o que se fez em benefício de outrem. A mão esquerda não deve saber o que a direita faz, e ponto final. Basta a satisfação íntima de ter feito sua parte. Basta saber que seus atos beneficiaram a alguém.
E assim, solidariamente, será mais gostoso viver UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry

27/07/2015

CAMINHO DE FLORES

O melhor caminho a ser trilhado para chegar à felicidade, é o caminho
do amor, orlado de flores, que indicam por onde seguir...

Saiba por onde caminhar,
evitando em almas pisar,
com cuidado enfim,
para assim,
a ninguém magoar...
Faça de seu caminho algo florido,
e será sempre lembrado e querido...
Para a felicidade encontrar,
não é preciso ao além do arco íris chegar...
Basta ir em sua alma a buscar...
Saiba amar-se,
e saberá a outrem amar...
Marcial Salaverry

EXISTEM DIVERSAS FORMAS DE AMAR

Por que será que às vezes, é tão dificil entender quando somos amados?
E também que amamos?
Amores existem diversos... Controversos... E até perversos...
E também, de versos...
Osculos e amplexos,
Marcial




Algo que é preciso entender, é que, com certeza existem diversas formas de amor, e isso se pode entender, ao percerbermos o fato do amor ser um sentimento jamais explicado. Poetas, escritores, já o tentaram, mas nunca poderá haver uma consonância de idéias, pois cada pessoa sente o amor de uma maneira, dentro das diversas formas de amor, e muito já se falou sobre a variedade dessa coisinha complicada, com um nome tão curto, mas um significado tão grande, e tão indispensável a todos.
Numa rápida recapitulação, podemos citar: Amor filial, maternal, paternal, fraternal, passional, total, amorzade, virtual, e mais não sei o qual, e existe tambem um certo tipo, que pode ser chamado de amor mal compreendido, que é mais uma novidade, e que ocorre com uma frequencia tão grande, que chega até a assustar, e o interessante, é que geralmente quem está de fora é que percebe quando ocorre, porque os principais interessados nem sempre notam essa incompreensão, que, como erva daninha, introduz-se num relacionamento e o vai corroendo, até nada mais restar, além de um amor muito grande e inteiramente desperdiçado, porque os parceiros não souberam entendê-lo e vivê-lo.
De Gabriel Garcia Marquez encontramos uma mensagem maravilhosa sobre essa forma de se perder um amor:
"Só porque alguém não te ama como você quer, não significa que este alguém não te ame com todo o seu ser."

Essa frase é de uma profundidade mais do que real, e é exatamente o que gera essa incompreensão para certos amores, e que chega a encerrar muitos romances que poderiam ter sido lindos demais. Felizmente, por vezes acontece, digamos com a velocidade de um teclado voador, que essa situação seja esclarecida antes que o irremediável aconteça.
O que ocorre por vezes, é que um dos parceiros tem uma idéia mais pragmática do amor. Em sua concepção, basta dedicar-se ao parceiro, provê-lo em suas necessidades mais materiais, dar-lhe respeito, fidelidade, e pronto. Nem sempre ouvimos nosso amor dizer que nos ama. Embora não o diga, devemos saber "sentir" que somos amados, pois o fato de não dizer, nem sempre significa que não ama...
Mas o amor existe, apenas não é demonstrado em carinhos, carícias mais ardentes, com mais romance. Pensa-se que, com a idade tais arroubos não mais são necessários.
Fica faltando aquele amor mais quente, de mais romance, que o outro lado quer e procura, mas nem sempre é recebido, devido a certas coisas "que precisam ser feitas". E o sexo vai ficando para trás.
Começam assim, os 'amores mal compreendidos". Ele existe. Ambos se amam. Apenas não existe a "explicitidade" . Acontece uma falha de comunicação. Um não sabe dizer o que deseja, e o outro não consegue transmitir o que realmente sente. O amor está lá, latente, forte mesmo, mas não é enxergado, não é entendido por nenhuma das partes.
Esse é o caminho mais curto para o fim desse amor, principalmente se uma das partes acaba encontrando outro alguém que lhe acena com uma vida cheia de carinhos e delícias.
Muitas vezes essa comunicação, esclarecendo que o amor ainda está lá, não acontece, e duas pessoas que se amam acabam se separando, provocando assim a infelicidade deles, e de mais quem esteja envolvido. Pois se o seu coração ama alguém, não poderá ser feliz ao lado de outra pessoa. Principalmente esse amor que vem de anos de vida em comum, e justamente por isso sempre vale aquela tentativa de um "acerto de contas", que deve acontecer.
Contudo, esse amor que estava encruado, de tão forte que na realidade é, acaba explodindo na hora decisiva, quando o rompimento é iminente. E esse amor descoberto é o que de melhor pode acontecer, pois ele se revela em toda sua pujança, revigorando ambos os corações e os sentimentos.
Não é muito fácil ocorrer, pois é necessário que ambos os lados passem por cima de muitas coisas, de conversas escutadas, de coisas lidas, de coisas amargas que foram ditas, mas, havendo o amor," tudo vale a pena, quando a alma não é pequena"... Ela cresce, supera obstáculos.
Houve enfim, o entendimento, e assim a incompreensão foi deixada de lado. As arestas que existiam foram superadas, e o amor deixa de ser um dos "amores incompreendidos", para ser um amor a ser vivido em toda sua beleza e plenitude.
Por vezes amores são encontrados, ou reencontrados no ocaso da vida, e contrariamente ao que muitos pensam, também se pode amar com toda a plenitude mesmo nessa altura do campeonato. Apenas é preciso saber compreender esse amor. Não podemos ser exigentes em demasia, afinal, existe uma vida para trás. Temos que aceitar as limitações que a vida, ela mesma, nos impõe, e viver esse amor como for possivel vive-lo.
O importante é saber que ama, e que se é amado. Seja um amor físico, seja um amor etérico... O que conta é que existe o amor...
Assim é o amor, todo ele feito de compreensão, de respeito aos sentimentos, de um constante tirar de dúvidas, de muito diálogo, de entendimento e bom senso, que são coisas que jamais poderão faltar, para que o amor sobreviva às intempéries da vida, e principalmente, com uma dose muito grande de carinho e compreensão. Há que saber entender e aceitar certas limitações para viver esse amor.
Esperando ser lido com isenção de ânimo, e que todos consigam ter essa compreensão sobre maneiras de se amar, desejo UM LINDO DIA.

"Amor mal compreendido,
Amor perdido...
Por que não tentar entendê-lo?

Marcial Salaverry"

26/07/2015

PARABÉNS VOVÓ

Para as vovós, bisavós, e futuras vovós,
um mui carinhoso beijo no coração,
de parte de um poeta bisavô...

E você, sempre uma jovem vovó...
Claro...É uma alegria só...
Quando os netinhos vem chegando,
mais você os vai amando...
Eles sempre vem num lindo e bom momento,
sempre superando qualquer lamento...
Netos sempre serão de seu ser a continuação...
Que seu choro, de alegria seja,
e sua presença sempre benfazeja...
Um grande beijo, linda vovó...
Chore...mas chore só lágrimas de alegria,
de felicidade a cada linda novidade,
porque a chegada dos netos
trará alegria em sua vida...
Felicidades, minha querida...
E que todas as vovós do mundo,
sempre recebam um carinho profundo,
não apenas em datas festivas,
mas todos os dias em que ela viva,
pois as vovós sempre merecem toda a felicidade,
pois são mães duas ou mais vezes...

Marcial Salaverry

ESTAMOS SEMPRE REAPRENDENDO A AMAR

Na Escola da Vida, sempre estaremos recebendo
novas aulas sobre o que é o amor e a amizade...
Aproveitemo-las, pois
Osculos e amplexos,Marcial

Nunca será perda de tempo exercitar o ato de amar, aprendendo e reaprendendo o amor em todas suas variações, pois existem ocasiões na nossa vida, em que paramos para pensar, e chegamos a conclusão de que não vale mais a pena pensar em amor, em carinho, em nada disso, e podemos chegar a desistir de amar, pois com todos os contratempos encontrados, com todos problemas que a vida tem nos aplicado, que ficamos realmente descrentes de tudo. São amores que falham, seja por falta de compreensão, seja por falta de afeto, de união e companheirismo.
Por vezes são amizades em que confiamos, que falham e se revelam inimizades, e isso nos leva a perder a fé em tudo e em todos. 
Assim, chegamos em uma encruzilhada, e desiludidos com a vida, entregamo-nos furiosamente a um trabalho, a uma ocupação, a algo que nos preencha o tempo, e não nos deixe sobrar tempo nem para pensar, nem para sofrer.
De repente, surge alguém em nossa vida, alguém vindo do nada, que cai em nosso colo, revelando um sentimento estranho, feito mais de compreensão e de espírito que de matéria.
Algo que não entendemos, e nos perguntamos que coisa maluca será essa, que raio de sentimento é esse, não sabendo identificá-lo como amor. Claro, pois é uma bela e sincera amizade.
Devido ao que já nos aconteceu antes, relutamos em aceitar essa situação, pois temos medo de sofrer.
Duvidamos de que possa existir um sentimento assim, totalmente despojado de qualquer interesse, que nada exige, mas que só oferece carinho e paz interior. Desconfiamos das intenções, o que é uma reação normal, pois nossa alma não consegue assimilar algo assim, já imaginando ser mais uma canoa furada que nos poderá levar ao fundo de novo. 
E se essa pessoa é comprometida, a coisa fica ainda mais complicada para nós.
Mas algo começa a mudar em nosso interior. Começamos a sentir que podemos ser amados. Que existe alguém que nos quer bem, embora não possa nos oferecer uma vida em comum, e acabamos descobrindo o mais importante, ou seja, que essa pessoa revolucionou nosso interior. 
O coração que já estava murcho, começou a bater de novo, e os sentimentos antes sufocados começaram a aflorar novamente. Caramba, podemos ser amados. E, o mais importante, descobrimos que ainda temos capacidade de amar.
Esse sentimento para nós estranho, incompreensível, revelou-se como um "despertador de sentimentos".
Redescobrimos a capacidade de amar, readquirindo a capacidade de enxergar as pessoas com outros olhos.
Assim, quando surgir uma outra pessoa, poderemos recebê-la de coração aberto. O coração, já calejado, saberá analisar melhor a situação. Não se entregará de graça, como em outras vezes.
E o principal, conseguimos descobrir o que era aquele sentimento tão estranho e diferente. Chama-se Amizade, coisa que poucas pessoas podem e sabem oferecer.
Uma amizade real e sincera opera milagres, nos tira do fundo do poço, e consegue nos devolver à vida.
Talvez essa pessoa nos ame de fato. Circunstâncias impedem-na de dedicar o amor carnal, o amor entre homem e mulher. Nem por isso contudo, deixou de nos demonstrar esse amor da maneira mais linda que existe, através da amizade, estendendo a mão numa hora difícil de nossa vida, dando esse sincero apoio quando estávamos quase desistindo de tudo, e assim, agora podemos dizer que estamos prontos para receber um outro alguém que também nos ame, e possa nos oferecer uma vida em comum. 
Principalmente porque sabemos que temos aquele amor sincero e desinteressado, que só deseja de nós uma coisa, uma coisa muito simples e boa, deseja apenas que sejamos felizes. Não sendo possível ao lado dele, que o sejamos ao lado de outro alguém que também nos ame.
Em nome dessa amizade, temos que procurar escolher bem, pois sabemos que, sendo felizes, também o faremos feliz.
Realmente, o amor é um sentimento complicado, principalmente entre homem e mulher.
O amor não é feito só de sexo, de romance. O amor é uma mescla de sentimentos que a maioria das pessoas ainda não sabe definir, pois entendem o amor como sendo aquele sentimento produzido pelo desejo. Esquecem-se do afeto. 
Acham que não pode existir amizade entre um homem e uma mulher. Ledo engano. Homens e mulheres são pessoas, 
e como tal podem sentir toda a gama de sentimentos, e até mesmo essa coisa linda que se chama AMIZADE, e que opera milagres em nossa vida, e que sempre nos permite desfrutar UM LINDO DIA.

"Este texto é atualização do texto original, REAPRENDENDO A AMAR, escrito em 05/2001."

Marcial Salaverry

22/07/2015

É GOSTOSO SONHAR COM O AMOR

(Imagem Vera Jarude)

É mesmo muito gostoso
com o amor sonhar,
deixar a imaginação voar...
Sem estar perto do amor,
sem sentir seu calor,
resta apenas imaginar...
Realmente, é gostoso deixar
o pensamento devanear...
A presença querida imaginar,
e simplesmente enlevar-se
e aos sonhos entregar-se...
Um amor vivido com paixão...
Um sonho no coração...
Apenas devaneios são,
mas que doce emoção...

Marcial Salaverry

ESTAREMOS SEGUROS NAS MÃOS DE DEUS

Com certeza, sempre estaremos seguros sabendo
nos entregar em Suas mãos protetoras...


Certamente sempre estaremos seguros se soubermos nos entregar nas mãos de Deus, e para tanto, apenas é preciso entender que sempre é fácil saber como conversar com Deus, como bem entende-Lo, e vamos combinar que o caminho é simples, para buscar aquele papo com o Amigão...
Apenas há que saber interpretá-Lo, e destarte,
não procure explicações, procure apenas encontrar o lenitivo, o que poderá fazer bem para a alma...
Não procure entender o que houve, nem aquilo que ouve, basta apenas aceitar, e entender que Ele sabe o que faz, e assim sendo, não procure saber o porque daquilo que já aconteceu, e apenas procure aceitar e entender o porque de ter acontecido.
E principalmente, apenas procure a paz dentro do coração, e isso não é dificil de encontrar, se souber procurar, e entenda que o imediatismo não existe, e talvez possa demorar um dia, ou um mês, pode ser até um ano, pois tudo vai depender apenas de sua capacidade de absorção.
Mas logo ficará aquela doce lembrança de bons momentos vividos, deixando no olvido o que não foi bom, eis que não adianta ficar remoendo o que de desagradável aconteceu.
Apenas é preciso entender que esquecer é o melhor a fazer, sendo esse o caminho a ser trilhado, e quando aquela nuvem de tristeza principiar a toldar suas idéias, procure afastá-la, lembrando de bons momentos vividos.
Com certeza não é fácil chegar a tais resultados, mas se o fosse nada teria graça.
Assim, chega-se à sábia conclusão de que é preciso Fé, sobretudo, muita Fé, para ver que é esse rumo certo para um bem viver.
Com sabedoria e paz de espírito, vamos todos nos deixar assim, nas mãos de Deus e certamente teremos UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry

UM LINDO DESPERTAR

Despertar ao lado de quem se ama,
certamente será um lindo despertar...
Mais lindo é o despertar,
e encontrar o olhar
com olhares de amor, 
de quem à vida trouxe calor... 
Sonhar com sonhos assim, 
lindamente sonhados, 
que podem ser docemente realizados... 
Sempre vale nos sonhos acreditar,
sonhar que estamos a amar,
mais uma razão para amar,
e mil desejos acalentar...
O mais lindo sonho é despertar 
ao lado de quem amamos, 
e a seu lado despertamos...

Marcial Salaverry

FASES DE UM RELACIONAMENTO

Encontros, desencontros, reencontros,
tudo a ver com o amor...
Osculos e amplexos,
Marcial
Algo digno de estudos, é o fato de que os relacionamentos amorosos por vezes passam por algumas fases críticas, e se não houver uma boa dose de diálogo e bom senso, podem simplesmente acabar.
Os motivos são os mais variados possíveis. Pode ser uma simples crise de identidade, quando o relacionamento ainda não atingiu um certo grau de maturidade, e os parceiros não estão conseguindo assimilar bem a personalidade um do outro, e algumas discrepâncias podem perturbar o bom entendimento entre eles. Nesse caso, o importante é que haja um diálogo franco e honesto, onde ambos possam apontar o que agrada e desagrada na parceria, e assim agindo, é possível eliminar-se essas arestas, desde que haja vontade para tanto, e nesse caso, se houver amor, isso é fácil.
Algumas crises são desencadeadas por questões financeiras. A grana começa a encurtar, e as brigas a aumentar, quase na mesma proporção. Nesses casos, brigar não vai resolver nada, pode é agravar a situação, e nesse caso, mais do que nunca, impõe-se um diálogo. A situação precisa ser analisada e equacionada. O triste, é que muitos bons casamentos se dissolvem por esse motivo.
Filhos também são causa de muitas discussões. As tradicionais acusações mútuas, de que só se dá atenção ao "monstro berrador", além de um monte de bobagens que se diz, e mais do que nunca, num caso desses, tem que haver ponderação. A atenção que antes era só para o marido, agora forçosamente tem que ser dividida, e isto os maridos TEM que aceitar. Ainda mais que ela não fez a criança sozinha. Já que ele colaborou para concepção, nada mais justo que colabore para a criação, e não apenas com compreensão, mas também auxiliando nos afazeres domésticos, eis que uma divisão de trabalho é algo sumamente importante.
Vamos entrar agora no ponto mais critico, que diz respeito ao desgaste que fatalmente os relacionamentos duradouros provocam no casal. Muitas vezes há uma acomodação natural, e um dos parceiros, ou ambos, começa a ver no outro apenas aquele companheiro ali, ao alcance da mão e que aquele chamego de antigamente, aquele clima de namoro, aquele eterno conquistar da pessoa amada não é mais necessário.
Afinal, são tantos anos, não é preciso dizer "Eu te Amo", nem é preciso aquele beijo melado, uma vez que "são tantos anos..." e isso pode provocar um afastamento mesmo que inconsciente.
É aí que mora o perigo, pois um dos conjugues pode encontrar um outro alguém que lhe dê todo esse carinho, e diga o que se quer ouvir, e isso pode mesmo provocar um afastamento irremediável, ou quase, e é quando sentir que está perdendo terreno no amor da pessoa amada, vem de início uma certa revolta, pois "afinal, foram tantos anos" e agora vem com novidades?
Vem aquela frustração, aquela mágoa, que poderá provocar situações muito desagradáveis, diálogos penosos, com acusações mútuas, que a nada levarão. Ao sentir a traição, o que se deve fazer é repensar tudo e, ao invés de acusações, é mostrar a exata extensão do amor que sente... Quem sabe é por julgar que esse amor havia fenecido que houve aquele interesse por uma parceria nova?
Existe um provérbio chinês, que mostra bem o que se deve fazer nesses casos. Vejam só:
"Me ame quando eu menos merecer, pois é quando eu mais preciso"
É exatamente nesse momento, que o amor deve ser posto a nu. Deve ser demonstrado em toda sua extensão. Justamente quando o parceiro aparentemente não estiver merecendo esse amor, pois está a ponto de buscar novos caminhos. Muitas pessoas simplesmente abrem a porta, e dizem, dentro de seu orgulho ferido: "Vai e não apareça mais". E manda seu amor para fora.
Muitas vezes o parceiro está indo apenas porque pensa que o amor já morreu. Mas ele está precisando desesperadamente desse amor. E não de outro.
E quando se chega nesse ponto, e existe o entendimento, o amor ressurgirá em sua força total. Muitas vezes mais forte e mais intenso mesmo do que nos primeiros tempos.
E esse amor, que estava fadado a acabar, volta como o refluxo da maré em dia de ressaca, com força total, acabando com qualquer crise de relacionamento.
E com a certeza da exatidão do provérbio de nossos amigos chineses, que lhes desejo UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry

21/07/2015

COM CERTEZA AMIZADE SUAVIZA O CAMINHO

Não acredito sinceramente que possa haver sentimento mais nobre do que amizade sincera.
Saiba receber as que aparecem pelo caminho, e vive-las em plenitude.
Osculos e amplexos,
Marcial

Certamente a vida pode ser interpretada como uma estrada, com suas curvas, desvios, buracos, pontes, túneis, obstáculos que apresentam dificuldades, mas também tem seus trechos onde a vista pode descortinar belas paisagens, e que aliviam nossa alma.
Como nas estradas, encontramos o que se pode comparar aos postos de gasolina, que podem abastecer nosso veículo, e onde podemos fazer refeições, são aquelas pessoas que nos ajudam nos momentos de dificuldade nessa caminhada, aquelas pessoas amigas, que parece que abastecem nosso coração com a força que nos empurra para a frente, numa doação de energia, e que estabelecem conosco aquele contato de amizade, que pode nos equilibrar, evitando certas quedas que poderiam ser perigosas se estivessemos sós. Essa energia recebida prepara nossa alma para o resto da camninhada.
Sempre que precisarmos fazer uma pausa, percebemos que já caminhamos muito, e que muitas daquelas pessoas que foram importantes para nós, ficaram lá para trás. Algumas por estarem muito distantes, e não temos muita possilidade em revê-las, mas foram pessoas que passaram por essa nossa estrada e deixaram para nós um pouco do que elas são, pois deixaram lembranças e até mesmo transformando nossa vida. Em troca, levaram um pouco do que nós somos, sendo transformadas também. Essa troca de energias é vital para nossa existência.
Carregamos e recarregamos nossas  baterias com a energia recebida, e sabemos transmiti-la quando encontramos alguém que dela necessite. É importante sempre recarregarmos nossas baterias.
Pela importância de sua passagem, são pessoas que a qualquer momento, num breve fechar de olhos, podem ser facilmente "vistas", ou relembradas, como se estivessem a nosso lado, tão fundas foram as marcas deixadas.
Terminamos por perceber também, que nos distanciamos muito de lugares que marcaram bons momentos de nossa caminhada pela vida. Lugares que ficaram eternamente vivos em nossas lembranças. Mas pertencem ao passado. E nem por isso devem ser esquecidos.
Quando começamos a sentir que as recordações passadas ocupam um lugar muito grande em nossa vida, mostrando que caminhamos por muitos e muitos quilometros, e podemos nos sentir cansados.
É quando devemos respirar profundamente para tomar novo folego, e, olhando para a frente, ver que a estrada ainda continua. Ainda nos restam muitos quilometros a percorrer, e ainda temos muito a caminhar, ainda temos que desfrutar muito dessa beleza que é nosso viver.
Ainda temos vida pela frente, ainda temos delícias a saborear, novos conhecimentos a fazer, novas aventuras para ousar e muitos lugares para conhecer.
Temos que saber olhar para os lados, e ver que não estamos sozinhos. Ainda existem muitas pessoas, tão especiais quanto aquelas que ficaram para trás, que igualmente nos estendem suas mãos, convidando-nos para que caminhemos juntos até chegar o momento que os caminhos sigam em direções diferentes, levando-as em outra direção, abrindo caminho para que encontremos novas amizades, sempre revitalizando nossas baterias.
Vamos aceitar todos os desafios que encontrarmos. Podemos caminhar juntos até onde a vida nos levar.
E se nos separarmos, novas lembranças irão marcar nossos pensamentos. E que as marcas que ficaram sejam sempre de algum proveito. Se boas, deixando lindas lembranças que a qualquer momento podem ser reativadas, e quem sabe, até podendo render um livro com as recordações. Mas se não forem boas, poderão servir como lição indicando que atitudes não devem ser repetidas.
Enfim, todas as pessoas que cruzaram nosso caminho, tiveram algum motivo para faze-lo. Quis o Destino que assim fosse, e devem sempre fazer parte de nossas recordações.
São lembranças de momentos guardados em nossos "arquivos". E assim, quando estivermos muito distantes, porque nosso caminhar nos afastou de pessoas que nos foram muito caras, poderemos sempre nos deleitar rememorando certos momentos especiais. Até mesmo quando as lembranças não são boas, podemos delas nos lembrar para evitar a repetição de fatos desagradáveis.
As amizades que cruzaram nosso caminho, de uma maneira ou outra, suavizaram nosso caminhar, seja por uma ajuda prestada, seja por terem indicado um caminho, seja pelo carinho que nos dispensaram, não devem jamais ser esquecidas. Deixaram sua energia, levando a nossa, numa troca vital.
Num exercício de memória, convido todos a lembrar, com honestidade e isenção de ânimo, de dois pontos de sua vida, a saber:
1-Quantas pessoas te estenderam a mão num momento de dificuldade, ou simplesmente que te ouviram num desabafo, que te deram alguma orientação, enfim, que tiveram uma participação favorável na vida.
2-A quantas pessoas você estendeu a mão, ouviu num desabafo, orientou num momento de necessidade.
Geralmente nossa memória vai registrar mais a ajuda recebida do que a ofertada. Isso é próprio de corações generosos, mas qualquer que seja o resultado, temos uma prova irrefutável de que a amizade suaviza caminhos, e que jamais devemos desprezar ajuda, por menor que seja, e tampouco, devemos esquecer todos aqueles que cruzaram nosso caminho. Quem sabe o Destino não nos reserva um novo encontro?
Vamos então estender nossa mão, seja para receber, seja para doar. O importante é faze-lo com isenção de animo, sem preconceito. Vamos saber doar e receber nossa energia interior.
Amizades não podem ser relegadas a plano secundário.
E principalmente, vamos ter UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry

19/07/2015

AMOR COM POESIA


Vive-se melhor com versos,
que sejam diversos,
mas nunca perversos...
Faz-se poesia com versos
sempre diversos,
falando com calor
sobre o que é o amor...
Versos são como flores,
enchendo de cores
os olhos de quem os lê...
Dá mais vida à vida,
fazendo da vida uma poesia,
com uma poesia na vida...
Amar e poetar, sem parar...
só quem tem amor no coração,
consegue tanta emoção
de sua alma tirar.
Quando se põe a poetar,
tem a linda sensação
de sua alma libertar...
Marcial Salaverry

NEM TODOS ENTENDEM O AMOR

Uma verdade que precisa ser dita, é a descoberta sobre o fato de que nem todos entendem o amor, e portanto, não poderão saber vive-lo em gostosa plenitude...
Ósculos e amplexos,
Marcial
 
Para concluir que nem todos entendem o amor, o que ele é, e o que se pode fazer com ele, basta ver que já se falou muito sobre o amor, mas nunca se chegou a alguma definição definitiva sobre o que vem a ser esse sentimento estranho, que surge não se sabe como, instala-se supostamente no coração, mas na verdade age sobre o cérebro, pois mexe com o pensamento, chegando a dominar todo o corpo, principalmente os lábios e mãos, isso para não aprofundarmos mais o assunto, pois o campo de ação é vasto, e faz trabalhar bem o imaginativo, pois o amor mexe com todo nosso metabolismo, chegando a alterar a pressão arterial, acelerando os batimentos cardiacos, mexendo com juizo e bom senso, levando-nos a concluir que não existe nenhum de nossos sentidos que não seja afetado pelo amor.
Aliás, a essa conclusão pode-se chegar, verificando que alguns luminares, como Drumond, Vinicius, Neruda, e tantos outros também tentaram e não conseguiram definir o que, exatamente é o amor, e nem tampouco vou tentar fazê-lo. Limito-me a vivê-lo. E a aceitá-lo.
Certamente algumas dúvidas concretas existem, e entre elas, uma que perturba muito e chega a atrapalhar alguns relacionamentos, é o que nos leva a falar sobre o amor entre pessoas de condições físicas, sociais ou mesmo intelectuais diferentes, e nesse caso, pergunta-se por exemplo se um poeta pode amar uma mulher que não seja poetisa, ou mesmo se uma poetisa pode amar um homem que não seja poeta, ou se um artista poderá amar alguém não vinculado às artes. A mesma pergunta pode ser feita sobre esportistas, intelectuais, ou qualquer campo de atividades, se poderá ser bem vivido um amor entre duas criaturas com opções de vida diferentes, ou mesmo antagonicas. 
Se for possível, se realmente acontecer, algum dos dois pode ser considerado como peixe fora d'água? Na realidade não existe nada que impeça esse amor, pois o amor não tem fronteiras nem divisas, basta que exista compreensão, bom senso, respeito e reciprocidade, eis que o amor apenas surge, ou não, independendo de gostos literários, ou de condições sociais, ou de atividades profissionais, que não se coadunem.
Havendo o amor recíproco, pouco importa, se apenas um, ou se os dois tem a mesma opção de vida ou não, pois o que conta é a reciprocidade do sentimento, eis que o amor tem que ir e voltar, mas vamos combinar que reciprocidade é conditio sine qua non, e havendo, é meio caminho andado para a felicidade.
Por sua própria complexidade, o amor não conhece fronteiras nem limites, não classifica os indivíduos por sua condição social ou econômica. A diferença é ditada pelos preconceitos que muitas pessoas tem muito arraigados, não se permitindo muitas vezes deixar fluir o amor que sentem, por questões que nada tem a ver com o amor propriamente dito, mas sim com convenções sociais que não deveriam existir, para evitar que as almas sofram.
O amor é algo sentido de dentro para fora, e portanto não está vendo o que pessoa tem ou não tem, é ou não é. Claro que certas diferenças podem ocasionar alguns problemas, todos eles contornáveis, em existindo o amor, pois amor implica em compreensão, e através dessa compreensão, poder-se-á contornar quaisquer diferenças, e para que esse amor nascido entre pessoas de diferentes condições, sejam elas culturais, econômicas ou sociais, há que se ter uma dose extra de compreensão, amizade, carinho entre ambos, visando aparar as arestas eventualmente surgidas, com um máximo de ponderação.
Na verdade, nada impede que a parte menos desenvolvida estude e procure melhorar sua condição, desde que haja boa vontade de parte a parte, uma em ensinar e a outra em aprender, e assim as diferenças serão minimizadas, e as coisas poderão se acertar.
Contudo, existe uma condição básica para que um amor possa dar certo, e ela passa muito longe dessas questiúnculas menores e contornáveis. Simplesmente, tem que haver uma sincera reciprocidade, que é a palavra mágica para que tudo dê certo. Amor unilateral não dá certo, e assim, quando apenas um dos parceiros ama, nada funciona. Nem diálogo, nem boa vontade, nada. Essa história de que a força do amor de um fará com que o outro ame também, apenas funciona em filmes ou novelas. No máximo que o lado que ama pode conseguir é uma certa tolerância, caso haja interesses outros, como financeiros, por exemplo. Mas é coisa sem futuro, pois será algo apenas ditado pelo interesse, e fatalmente uma hora a coisa explode e termina, ficando a certeza de que a insistência em querer uma relação nessas condições, certamente não será salutar.
A sincera reciprocidade na verdade, é a condição básica para que qualquer relacionamento tenha vida longa. Se um dos parceiros perceber que o outro não lhe tem amor, insistir será malhar em ferro frio, e será forçosamente, algo que acabará desgastando a relação, trazendo sempre muita frustração.
Finalizando, como penso que nossa amizade é recíproca, desejo a todos UM LINDO DIA, esperando receber o mesmo desejo...

Marcial Salaverry