FASCINANTE

31/08/2013

Um Grande Amor Não Finda

Existem amores tão lindamente vividos que não termina
nem mesmo com a partida dos parceiros...
Certamente prossegue na eternidade...

 Existem amores que sobrevivem à morte. Existem amores que não suportam essa separação definitiva, principalmente após uma vida de lutas e sacrifícios, principalmente após o amor lhes ter dado forças para suportar perdas irreparáveis.

José Maria e Maria José, duas pessoas simples, cansadas da luta na cidade grande, resolveram tentar a vida no interior. Arranjaram um terreno em algum lugar do interior, e lá ergueram aquela que seria sua casa, seu ninho de amor, que na realidade, era um modesto casebre, feito de barro, dentro de suas parcas posses, e que eles procurariam melhorar com o correr do tempo. Esse o sonho de sua vida.

Ambos confiavam em seu trabalho. E nessa certeza de um futuro melhor, entregaram-se ao trabalho com todas as forças que sua força de vontade exigia.

O início foi desalentador. A terra apesar de fértil, era de muito difícil trabalho para o plantio. Seu terreno era cercado por mato bravo, e tinham que tomar cuidado com os animais selvagens que sempre faziam incursões nas cercanias de sua morada, e destruíam o que com tanto  trabalho tinham plantado. Mas não se deixavam vencer pelo desanimo, e pediam aos céus forças para vencer essa luta insana.

Para aumentar a tristeza, ainda viram um filho de apenas oito meses de idade, não resistir às agruras dessa vida dura, partir para o lado de Deus. Enterraram-no em cova rasa. No dia seguinte, para desespero total, viram que seus restos tinham  sido devorados por animais selvagens.
Mas nem o trabalho insano, nem o desespero dessa perda trágica lhes quebrou a coragem.  Aos poucos foram conseguindo realizar seus sonhos. Outros filhos e filhas tiveram, sem contudo jamais deixar de chorar por aquele que não conseguiram criar.

E a cada etapa superada, mais fortalecia seu amor. Mais e mais se amavam, e assim foram vivendo. Novas dificuldades, novos sustos, sempre superados. Nada poderia separa-los. Assim são os verdadeiros amores. Parece que quando as dificuldades são mais fortes, mais o amor se firma nos corações verdadeiramente enamorados, infundindo coragem para tudo enfrentar.

Foram mais de 60 anos de uma união completa e feliz. Tudo que de mal lhes aconteceu, a força desse amor inquebrantável ajudou a superar. Criaram outros filhos, sempre lhes ensinando que nada pode vencer o amor, a força de vontade, o desejo de vencer na vida. E sempre levando na memória e dentro do coração aquele menino tão tragicamente perdido.

Mas o tempo é inexorável, e sempre cobra seu tributo. E estava escrito que nada, mas nada mesmo poderia separar duas criaturas que tanto se amavam, e que tanta luta viveram juntos. A idade e uma doença insidiosa terminaram por vencer a resistência inquebrantável de  Maria José, e ela partiu, deixando José Maria mergulhado na mais profunda tristeza. A idéia de ficar sem sua Zézé desesperou o pobre Zé, e seu coração não resistiu à separação, e então, na força desse amor, no dia seguinte ao da partida dela, ele foi para sua companhia. Não resistiu à idéia de ficar sem sua amada esposa.
Continuariam sua vida, juntos na eternidade, sem dúvida. Assim estava escrito. Nada os separaria.
Possivelmente ao olharmos para o céu, veremos duas estrelas brilhando juntinhas.
Quem sabe não são Maria José e José Maria?

Marcial Salaverry

Meu Jeito De Amar & Eu Gosto...

É esse o meu jeito de amar...
Tem quem gosta...
  
Esse meu jeito de amar,
é algo que posso te dar...
Dar-te um beijo,
para acender teu desejo...
Teu corpo com o meu abrigar,
e muito carinho te dar...
Teu corpo inteiro beijar,
acariciar... Ao prazer te levar...
E assim... com o amor sonhar,
num gostoso e suave divagar...
Amar assim, devagar,
pois não existe pressa para amar...
Venha com doçura,
poderei te dar muita ternura,
e claro, te levar à loucura...

 Marcial Salaverry
Santos 12/04/2002

&

Venha para meus abraços,
sentir o calor de meus abraços...
Então mostre-me este seu jeito de amar,
pois sem saber eu já gosto de você .
Venha para perto de mim...
Venha abrigar meu corpo...
beijá-lo por inteiro...
levando-me ao prazer.
Depois ficaremos abraçados...
amar nunca tem pressa...
basta sentir sua ternura...
e deixar fluir o amor.

Beki Bassan


Fraternidade, Solidariedade São Artigos Em Extinção

Infelizmente chegamos a essa triste conclusão,
de que Fraternidade, Solidariedade, Humanidade,
são artigos em extinção...
É preciso fazer algo para evitar essa tragédia...
Osculos e amplexos,
Marcial
****  

                             
 Uma triste constatação a que se pode facilmente chegar, é que certamente existem alguns artigos em extinção no mundo, e entre estes, Fraternidade e Solidariedade são os que mais estão perigando desaparecer de vez, tantas são as demonstrações de intolerância que vemos por todos os cantos, pois chega a ser impressionante o descaso com que a vida humana é encarada.

E o que mais chama a atenção, é que esse terrível desprezo pelos mais comezinhos sentimentos humanitários, já está ficando a cada vez mais banalizado.  As pessoas, além de não ligar para a vida de seus semelhantes, e nem mesmo da Natureza, também estão desprezando a própria vida.

Li uma frase de autoria de uma das personalidades que mais se preocupou com a vida e o bem estar de seus semelhantes, esquecendo-se da própria, tendo enfrentado as maiores perseguições em defesa dos direitos humanos (dos reais direitos humanos, ou seja, simplesmente o direito de ir e vir.). Falamos de Martin Luther King que, entre outras belas mensagens, deixou-nos esta:
 "Aprendemos a voar como pássaros, e a nadar como peixes, mas não aprendemos a conviver como irmãos."

A verdade é que nem mesmo irmãos de sangue se entendem, e assim, o que poderá se dizer entre pessoas não aparentadas. A verdade, é que temos  de aprender a conviver como irmãos amigos, já que aos olhos do Amigão, somos todos iguais. Na teoria, também deveríamos ser iguais perante a Lei, mas, a realidade é bem outra.

Tal sentimento, que  já era atual em sua época, e o é muito mais agora, quando assistimos estarrecidos a incríveis demonstrações de desprezo pelos mais simples princípios de respeito à vida humana, com essa inconcebível sucessão de atentados terroristas, eliminando vidas humanas nos mais diversos lugares do mundo.  Mata-se pelo prazer de matar, sem sequer saber quem vai morrer...

Em menor escala, no nosso dia a dia, assistimos sempre a demonstrações semelhantes, apesar de não ter tanto impacto.  Por exemplo, quando vemos a maneira com que certas pessoas dirigem no trânsito, agindo de uma maneira totalmente irresponsável, provocando acidentes que ceifam vidas e inutilizam pessoas. Isto é apenas um exemplo.  Não vale a pena enumerar tudo o que se faz de criminoso, pois todos conhecem até demais, pelo noticiário policial.

Pretendo apenas, chamar a atenção das pessoas, para a necessidade, neste momento, de "parar o mundo porque eu quero descer".

Está chegando a  hora de uma profunda reflexão, de repensarmos atitudes, de voltarmos nossos pensamentos para coisas mais elevadas (não estou falando do custo de vida, e nem do dólar...). Temos que voltar a conversar com Alguém lá de cima, temos que escutá-Lo, e ver onde estamos errando. Temos que repensar muitas coisas.

O que se torna imprescindível,  é que se esqueçam pequenas diferenças, pequenos ódios, e até mesmo os grandes, porque estamos vivendo um momento muito delicado, em que uma união se faz necessária.

Uma reflexão profunda, uma meditação visando reencontrar os verdadeiros valores da vida, que são baseados em Paz, Compreensão, Perdão, Sentimentos Humanitários.

Tivemos exemplos gritantes sobre aonde o ódio exacerbado leva as pessoas, com esses atentados criminosos acontecendo por toda a parte. Até que ponto mentes perturbadas podem chegar em seus insanos desejos de uma retaliação descabida, de uma vingança sem sentido, de uma ambição desmedida.  Não se pode imaginar o que se passa na cabeça de quem comete insanidades como essas.

Reduzindo às questões meramente pessoais, mais vale a pena relevar-se certas coisas, do que arquitetar planos de vingança e justiçamento pessoal.

Aproveitemos esses acontecimentos lamentáveis para repensar muitas atitudes, esquecendo rivalidades, desentendimentos, mesmo quando não se pretender reatar laços rompidos. Simplesmente seguindo seu caminho em paz. Vivendo e deixando viver.

A raiva, o ódio, são péssimos conselheiros, e nos levam muitas vezes a atitudes irrefletidas. Tivemos alguns exemplos nestes últimos dias, com a violencia que aconteceu nessas últimas manifestações. Não tem sentido quebrar bens públicos, bens alheios, simplesmente pelo prazer de depredar, numa inconcebível manifestação de mau caratismo e maldade de alma. É  preciso evitar a   repetição disso futuramente.

Um pouco de luz em nossa vida, permitiremos que este seja
UM LINDO DIA

Marcial Salaverry

30/08/2013

Um Amor Sincero & Amar É Felicidade

Um amor sincero, é aquele amor que faz bem
ao coração, e à alma...
Um amor sincero,
e com paixão vivido,
é como uma luz
que nossa vida conduz...
É como se algo divino
comandasse nosso destino...
Assim é o amor...
Doce sentimento
que da vida afasta dor e lamento...
...E quando o amor
é apenas ilusão,
magoa o coração,
que perde a ternura,
e mergulha na loucura,
vivendo apenas na dor...

Marcial Salaverry

Amar é saber viver uma vida
com sentimentos sinceros,
proporcionando felicidade,
carinho,companheirismo e ternura a si e ao outro. 
Paixão termina um dia,
mas quando acompanhada
 de amor traz tranquilidade
e evita dor e sofrimento. 
Vamos procurar amar com respeito tudo que nos é caro.

Beki Bassan


Sentindo Os Efeitos Da Idade Avançada

Considerando que existem siglas para tudo, vamos fazer um alerta
para aqueles de DNA (data de nascimento antiga), que procurem
prestar atenção na TVC (tal da velhice chegando...), procurando
minimizar seus efeitos, por vezes nefastos...
Osculos e amplexos,
Marcial
 *****

Para captar os efeitos da idade avançada, é preciso entender que a marcha inexorável do tempo vai deixando suas marcas nas pessoas.  Pode-se combater seus efeitos, tomando-se uma série de medidas (nem sempre eficazes), mas a causa principal permanecerá, pois o tempo não volta para trás e sempre irá paulatinamente cobrando seu tributo, por mais cuidados que se tome.  Seus efeitos serão minimizados, e assim, a passagem do tempo poderá ser menos sentida, mas é inexorável. Prosseguirá sem interrupção até o final.

A melhor maneira de se conviver com o fantasma da idade, é sua aceitação.  É, sobretudo, aceitar as limitações que ela nos começar a impor. Dentro dessa aceitação,  definir bem o que se poderá ou não fazer, e não   adianta rebelar-se, tentando manter um ritmo de vida incompatível com as possibilidades físicas.  Não podemos nos esquecer de que cada caso é um caso, não servindo comparações com determinada pessoa para querer acompanhar seu ritmo.  Temos que saber analisar nossas reais possibilidades.  Conhecer bem nosso organismo, sabendo até onde poderemos chegar, não sendo aconselhável uma “forçada de barra”, pois seus efeitos poderão ser catastróficos, precipitando a chegada de certos efeitos indesejados.

Quais seriam então os desejos masculinos ante o fantasma da velhice? Basicamente o principal desejo que 15 entre 10 homens terá, será “ter a energia dos 20 anos, com a experiência de vida dos 60”.  Simples, não? Seria realmente o ideal de vida.  Mas há que se cair na real, e acontece que para muitos essa aceitação é complicada.

Então, começa a inútil “busca da juventude perdida”.  Esses homens, tentando mostrar que ainda tem todo o pique, começam a procurar a companhia de garotas jovens, frequentando lugares da moda, procurando vestir-se como os jovens, tentando aparentar que ainda são jovens. 

Nada contra, se for uma pessoa livre, e se ainda tiver um certo pique, não precisando de certos estimulantes para obter os resultados almejados.  Não podemos nos esquecer de que tais medicamentos sempre acabam cobrando um tributo.  Há que se tomar cuidado, nunca dispensando a opinião médica. Caso contrário, ao invés da “juventude perdida”, poderão encontrar sérios problemas de saúde.

Muitas vezes, contudo, nessa busca infrutífera, acabam abandonando a família que sempre esteve a seu lado, trocando-a por companhias mais jovens.  Conheço muitos casos bem tristes do que ocorreu com nossos heróis, vendo depois a velhice chegar muito mais rapidamente, encontrando-o sós e sem recursos.  Valeu a pena o gosto do reencontro com a juventude?

O que mais angustia os homens que não souberam preparar-se física e emocionalmente para a idade, é quando notam que sua virilidade parece estar diminuindo. É óbvio que a potência e frequencia sexuais diminuem com o tempo.  E como é difícil de aceitar esse fato.  É muito difícil encontrar alguém que aceite numa boa as limitações do tempo.  O mais comum, é estufarem o peito dizendo que “comigo não tem disso não”.  Mas que tem, tem, essa é a irrefutável verdade.

É impossível deter os efeitos causados pela idade.  Contudo, uma das soluções bem encontradas, é o “aprimoramento” da coisa. É substituir a potência pela experiência. Sabendo usar, não vai faltar,  e sabendo usar bem, melhor ainda.

Essa é a principal angústia que desmotiva muitos idosos, transformando-os em velhos. Costuma se dizer que o principal problema do homem, “não é a primeira vez em que não dá a segunda, mas sim, a segunda vez que não dá a primeira...”.  O que muitos homens precisam entender, é que a coisa não funciona como um botão de “liga e desliga”.  Faz parte do organismo, e sujeito a falhas, até mesmo quando somos jovens, que dirá mais tarde. 

Não é motivo para angústia ou desespero.  Precisamos encarar a fera de frente.  Sempre caberá uma consulta ao urologista (com dedo e tudo), para saber se poderá estar ocorrendo uma causa clínica.  Na maioria das vezes, são problemas psicológicos.  O pior, será assustar-se com uma eventual disfunção, passando a julgar que se está impotente. 

Isso acontecendo, muitos se entregam  totalmente ao desespero, julgando-se “acabado para a vida”, e nesse caso, muitas vezes fecham-se em sua angustia, tornando-se até agressivos com suas companheiras, que não entendendo o que se está passando, ao invés de ajudar, brigam mais ainda, reclamando da falta de sexo, o que vem aumentar mais ainda a crise existencial. E nesse caso, o que se impõe é um diálogo aberto, franco e esclarecedor.

O mais importante, será manter o equilíbrio, aceitando certos fatos da vida, e procurando adequar-se à situação, sempre tendo presente que a vida é e sempre será bela e gostosa para ser vivida, basta que saibamos aceita-la com suas benesses e com seus problemas.

E nessa esperança, desejo que todos, com ou sem “problemas”, tenham UM LINDO DIA.

 Marcial Salaverry

28/08/2013

Pensando Pensamentos & Pensamentos...


Existem pensamentos,
que são como lamentos...
trazem saudade...
lembranças de momentos,
vividos ou não...
Onde vão os pensamentos?
Naquela pessoa querida,
agora ausente?
ou naquela outra...
que nunca esteve presente...
Os pensamentos divagam,
judiam dos sentimentos...
eles não falam...
ficam em nossos lamentos...
Pensamentos de tristeza...
buscando da vida, a beleza...
Pensamentos não se comandam...
eles chegam e se acomodam...
nossa vida dominam...
Malvados pensamentos...
Doces sentimentos...

Marcial Salaverry




PENSAMENTOS...

Os pensamentos não se comandam...
Nós não temos maneira de anulá-los...
Afastar sim,  nós podemos,
mas ele já veio e temos que enfrentar.
Alguns pensamentos trazem saudades boas,
outros trazem dor e lamento.
É interessante que estes mais tristes,
que queremos esquecer, são os que mais duram,
e  se deixam tristeza, fazem mal ao coração.
Certas horas não temos como fugir,
então enfrentamos para que não mais retornem.
Mas uma coisa é certa quem comanda tudo isto,
é aquele bichinho chato chamado EGO,
que se recusa a aceitar as pessoas como elas são...

Beki Bassan



A Felicidade Está A Nosso Alcance

A cada dia que nasce, sempre devemos agradecer
ao Amigão pelo dia anterior, e preparar-nos para o novo dia,
sempre com amor no coração, entendendo que a cada dia
que nasce, a felicidade está a nosso alcance, desde que
a saibamos encontrar...
Osculos e amplexos,
Marcial
******

É preciso entender que a felicidade está dentro de nós, e portanto, ela sempre estará a nosso alcance.
Acontece que algo de que sempre esquecemos, é de que a cada dia que nasce,  nós nascemos junto com ele, pois sempre será algo de novo em nossa vida, e como tal deve ser encarado e vivido.
O que passou, ficou pra trás, precisamos renascer a cada dia, respirando aquele gostoso ar matinal, sempre revigorando nossa alma e nosso organismo, deixando fluir aquele nosso bem estar interior, que por vezes insistimos em esconder.

Claro, quem mora em cidades com alto índice de poluição, devem respirar mais devagar, mas sempre tendo presente que logo cedo, a poluição ainda não conspurcou tudo, e por conseguinte, ainda se pode respirar, e assim, a cada dia que começa, devemos esquecer aquilo que fomos ontem, deixando pra trás eventuais acontecimentos desagradáveis, lembrando apenas do que nos deu prazer.
É uma política interessante. Convenhamos que relembrar desgraças, irá renovar dores. E para renovar, só prazeres. E se nada aconteceu de bom ontem, esqueça esse dia. E tente recomeçar da estaca zero, sempre para a frente.
Cada dia que começa pode ser considerado como o primeiro dia de nossa vida.
Assim age a Natureza. O sol desponta a cada dia, e se nuvens o encobrem aqui, ele brilhará ali.
Mas quando as nuvens se dissiparem, ele ressurgirá com seu brilho. Consideremos essas nuvens, como os problemas que nos afligem. Quando se dissiparem, nosso sol interior brilhará novamente.
Vejam esta mensagem que nos foi deixada por Chico Xavier, nosso amigo de sempre, e para todo o sempre: "Quero que cada manhã, a alma desabroche do sono como a rosa do botão, e surja, como a aurora do oceano, ao sorriso dos teus lábios, ao gesto de tua mão. 
Quero me engrinaldar para a festa renovada com que cada dia nos convida a desdobrar as asas como a águia em demanda do sol. 
Quero crer, a cada nova aurora, que esta é a definitiva, a do encontro com a felicidade, a da permanência assegurada, a de teu sim definitivo. Chico Xavier "
Assimilando a grande verdade dessa mensagem, vemos que realmente podemos renascer a cada manhã, desde que assim o desejemos. Depende de nosso livre arbítrio, entregarmo-nos ao sofrimento, ou procurar superá-lo.
Sejam quais forem os problemas, uma solução haverá, basta que a saibamos descobrir. Mas, dominados pelo desespero, nada conseguiremos.
Da mesma maneira, quando temos grande sucesso, não podemos nos deixar enlevar pela sorte favorável, sempre levando em conta que nada é eterno. Nem a dor, e tampouco a flor. Existe um velho provérbio que define bem tudo:
"Não há bem que sempre dure, e nem mal que nunca se acabe..."
A sabedoria popular sempre presente nos mostra que a cada dia que nasce, devemos nascer junto com ele.
Ontem foi ontem, vivamos o hoje, pensando no amanhã...
E que melhor maneira, do que tendo UM LINDO DIA...

Marcial Salaverry

27/08/2013

Nem Sempre É Fácil Recomeçar

Por vezes um recomeço é necessário, embora nem sempre tal recomeço possa ser fácil de realizar...
Ponderação, bom senso, é o que se impõe...
Osculos e amplexos,
Marcial
******

Mesmo sabendo como pode ser dificil fazê-lo, muitas vezes somos obrigados a recomeçar alguma coisa que deixamos pra trás, seja um projeto de vida, adiado por circunstâncias, seja  um romance que não deveria ter sido interrompido, ou até mesmo pode ser simplesmente aquela pizza que deixamos de comer no sábado...

Mas sempre será algo a ser recomeçado. E como precisamos desse recomeço. Por isso temos que ter cuidado com o que interrompermos, fazendo-o sem deixar mágoas ou traumas, pois sempre pode ser traumático deixar algo mal acabado para trás. Ficará aquela coisinha remoendo em nossa memória, de que "poderia ter sido tão bom...", e assim, sempre devemos analisar muito bem antes de parar com alguma coisa, ou seja, dar aquele famoso "tempo", que nos permitirá pensar melhor. Ocorre que muitas vezes esse "tempo", será apenas perda de tempo, e poderemos ficar para trás.
Se for algo que poderá representar uma sensível mudança em nossa vida, precisamos ponderar antes de decidir, seja pela continuidade, seja pela interrupção, pensando que talvez seja preferível, ou seguir em frente e ver no que dá, ou esquecer de vez o projeto.
Na vida profissional, podemos estar tranquilos em um emprego, e surgir uma proposta interessante, e nesse caso, se perdermos tempo dando-nos um "tempo", poderemos perder a ocasião, mas se nos precipitarmos, estaremos trocando o certo pelo duvidoso, sendo essa sempre a nossa maior dúvida, pois poderá estar aí nossa oportunidade para "aquela mudança" sonhada, ficando sempre a incógnita sobre o que poderá ser melhor, e é algo que exige alguma ponderação.

Por vezes, saímos para tentar a vida nova, mas poderemos deixar a porta aberta para um eventual retorno, nunca sendo aconselhável uma saída traumática, que nos feche aquela porta, destarte, sempre deveremos procurar acordos amigáveis, seja para um emprego, seja para uma amizade. Não é interessante deixar "portas fechadas" atrás de nós, pois nunca sabemos quando será preciso "começar de novo".
O mesmo se passa no campo amoroso. Temos um relacionamento estável, e  "pinta" algo de novo. Poderá ser, ou não, uma mudança interessante, mas há que se ponderar muito, e saber decidir, pois nesse caso, nem sempre é possível o "começar de novo", uma vez que quase sempre uma saída não terá possibilidade de retorno, e nesse caso, há que se ponderar mais ainda, eis que neste caso, mesmo que haja um retorno, jamais será como antes. Sempre restará "aquela lembrança".
Sempre o ato de recomeçar algo, representará a necessidade de aparar arestas que porventura possamos ter deixado para trás, e quanto menos ficar, melhor será. Mais fácil será aplainar o caminho da volta, e uma coisa certa, é que algo que não pode permitir nenhuma dúvida, é que sempre precisamos ponderar muito bem o que poderá ser o melhor, não somente para nós, como também para quem estiver conosco.

Não devemos fechar portas, mas sim deixar sempre boas recordações, para o caso do eventual retorno.
Na vida amorosa, contudo, há que muito meditar, pois nem sempre um retorno será possível. E o "começar de novo", talvez seja de uma vida sem ninguém.

Para começar um novo dia, façamo-lo UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry