FASCINANTE

30/10/14

As Fases Do Amor

O amor passa por diversas fases, e todas
elas devem ser bem vivenciadas, porque
servem para bem entendermos o que é o amor...
Onde existe amor,
existe tudo,
pois só nos completamos,
quando amamos.
E, havendo sinceridade, 
vamos continuar sempre amando...
Começando por pegar na mão,
encontramos o braço,
e nos fechamos num abraço,
juntando coração com coração.
O amor é uma muito gostosa e  doce sensação,
que o coração consegue aquecer...
Mas, em compensação,
pode tirar a razão,
levando a muitas loucuras,
se nos deixamos dominar pela paixão...
As paixões são perigosas. 
Provocam gostosas sensações,
mas de efêmera duração,
e podem magoar o coração...
 
Marcial Salaverry

Vivendo Um Caso De Amor Com A Internet

A vida sempre nos apresenta desafios, que são testes para verificar
se estamos justificando nossa passagem pelo mundo.
E nunca estaremos velhos demais para encará-los.
Osculos e amplexos,
Marcial
*****
Realmente, pode-se assim definir. A Internet me fez sentir a oportunidade de entender que não existe idade para sair em busca de um sonho, e todos aqueles que tiverem algum desejo secreto, algo que possa significar um recomeço de vida, ou até mesmo um começo, deve procurar como faze-lo, deve buscar forças com essa finalidade. Não deve entregar os pontos por "julgar-se velho". Idoso sim. Velho nunca. Renunciar à vida, jamais.
Após minha aposentadoria, abriam-se duas perspectivas. Ou continuava trabalhando como vendedor (profissão que exerci por 35 anos), ou ia ficar passeando na praia, mas, por sortilégios do Destino, e por insistência dos filhos, resolvi comprar computador, com o único objetivo de facilitar a comunicação com "as crianças", pois ambos moram longe.
Acontece que descobri um novo mundo. Para resumir em poucas palavras, descobri que a Internet é um maravilhoso meio de comunicação, possibilitando fazer muitas e belas amizades. Conheci virtualmente pessoas maravilhosas de todos os cantos do Brasil e do mundo. Principalmente, descobri um talento que nunca sequer imaginei ter. Descobri que posso escrever, que consigo transmitir minhas idéias e minhas histórias.

Enfim, posso dizer que renasci. Aos 62 anos (agora com 76) consegui realizar velhos sonhos de infância, que estavam perdidos no fundo do baú das recordações. 
E isso, graças à Internet, e algumas pessoas que tive a sorte de conhecer, e que me estimularam a começar a escrever, tendo acreditado em meu potencial como escritor. Acreditei nelas, confiei em meu talento, e não tive vergonha de botar a cara pra apanhar e começar a enviar meus textos, (mesmo com algumas opiniões contrárias que se achavam no direito de criticar azedamente meus escritos), e aos poucos fui ampliando numero de amizades e de leitores, pois a "mágica internetária" possibilita ter amigos no mundo inteiro, e posso comunicar-me diariamente com todos eles.
Foi simplesmente essa a "pequena" modificação ocorrida em minha vida. Deixei de ser uma pessoa conhecida por um pequeno círculo de amigos locais, para ser uma pessoa conhecida em diversos locais do mundo. De fato, alguma coisa mudou em minha vida...
Meu objetivo, escrevendo esse depoimento, é simplesmente mostrar para aqueles que eventualmente estejam se considerando sem condições para tentar qualquer outra coisa na vida, por já terem "cumprido sua missão", que a missão só pode ser considerada cumprida, quando partimos desta vida. Enquanto aqui estivermos, temos de cumprir um dever para conosco mesmo, ou seja, VIVER. E alguém pode dizer que melhor maneira de viver existe além da realização de um sonho antigo, ou pelo menos tentar esse objetivo? Ou mesmo, realizar algo de novo, jamais tentado antes, mas que se revela ser sua vocação secreta? Tão secreta que é segredo para nós mesmos.
Infelizmente encontro diversas pessoas da mesma faixa etária que já "entregaram os pontos", colocaram o pijama e não querem saber de mais nada,  e ficam o dia todo jogando dominó nas mesinhas que a Prefeitura colocou na orla da praia. O mais interessante, é que tenho encontrado mais homens do que mulheres desanimados com a vida, julgando-se incapazes de fazer mais alguma coisa, além de esperar o "tempo passar". Elas estão procurando mais e mais se atualizar. 

Visitando os Centros de Convivência da Terceira Idade, vejo muito mais mulheres do que homens procurando novas atividades, procurando aprender novas coisas, principalmente o uso do computador.
Existe uma gama de atividades esperando por pessoas dispostas a fazer alguma coisa.
Só precisam saber procurar. Todas as cidades têm seus Centros de Convivência, e esses Centros estão perfeitamente aparelhados e credenciados para encaminhar quem queira exercer alguma atividade. 
Então colegas aposentados, vamos à vida. Vamos viver. Vamos buscar atividades que nos permitem ter, e não digo como muitos, um final, mas sim, um prosseguir de vida alegre e digno, com uma motivação, com algum objetivo...
Não se pode entregar os pontos, eis que a  vida é muito bonita, e deve ser vivida em plenitude...
Quero aqui deixar meu agradecimento às pessoas que muito me estimularam, (e também às que me criticaram, pois me serviram de estímulo), e que foram as responsáveis diretas por eu ter começado a escrever...
Não vou citar nomes, porque sempre se pode esquecer de alguem, que certamente ficará magoada. Se alguma dessas maravilhosas criaturas que me auxiliaram, que me encorajaram, (e que me criticaram...) não me deixando jamais desistir,  ler este depoimento, certamente saberá que está entre esses anjos que jamais me negaram a pontinha de sua asa, para que eu me segurasse.

Não posso citar todas as pessoas a quem devo agradecimentos, por ser uma lista muita extensa. Felizmente tenho muitos amigos, além de esposa, filhos, netos e bisnetos que sempre me apoiam, e todas essas amizades tão queridas, sabem que merecem um lugar especial nas minhas recordações, e sabem quem são.
Falei aqui sobre as pessoas que realmente foram ou estão sendo as responsáveis por eu ter começado a realizar esse sonho que tinha, e não sabia que tinha... Parece coisa de doido, mas nunca disse que não sou...
E com a ajuda do Amigão, a cada dia que passa, novas amizades vem se agregar às antigas, e destas, algumas que por razões várias não estão mais em comunicação internetária, mas que podem ter certeza de que jamais serão esquecidas, como jamais o serão todos aqueles que um dia me chamaram, e foram chamados AMIGOS.
Um amigo jamais será esquecido.
E a todos, sem exceção,  sempre desejo UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry

Bruxaria Do Amor

Melhor do que uma bruxa encontrar,
é com uma bruxa apenas sonhar...
 
 Uma linda feiticeira resolveu me conquistar...
Em sua vassoura uma carona quis me dar...
Deu-me um terrível olhar,
que fez meu corpo inteiro arrepiar...
Para não me deixar escapar,
insinuou-se... e quis meus lábios beijar...
enfeitiçado, senti seu corpo ao meu colar...
com suas mãos começou a me tocar...
e minha resistencia ela conseguiu abalar...
com seus feiticeiros beijos, fez-me calar...
com seus encantos... conseguiu me dominar...
quis minhas roupas tirar...
enfeitiçado... também a quis desnudar...
quis seu corpo tocar e beijar...
também a poderia enfeitiçar...
iria meus poderes de bruxo usar...
mas... algo teria que tudo complicar...
e nesse momento... resolveram me acordar... 
 
Marcial Salaverry
29/10/02 
 
 
 

BOM DIA AMIGÃO

A melhor maneira que existe para começarmos um dia, é dar um sincero BOM DIA, AMIGÃO, direcionado para o grande amigo que todos nós temos lá em cima. Ele é tão amigo, mas tão amigo, que aceita ser chamado por uma porção de nomes. Chamam-no de Deus, Alah, Ogum, Buda, enfim, cada crença das muitas que existe pelo mundo, o chama de um nome. Calculem que até de Mbote Mondele já ouvi chamarem-no (isto é, em lingala,Branco Bom. Como? Onde se fala o lingala? Ora... no Congo-África, onde vivi 3 anos). O importante é nunca nos esquecermos Dele, pois Ele nunca se esquece de nós.

Por vezes achamos que Ele é ruim. Isso, quando as coisas não correm bem para nós, quando perdemos alguém querido. Mas, vocês conhecem a história das pegadas na areia? Pois é, nessas ocasiões em que nos julgamos abandonados, pois só havia marcas de uma pegada. É porque estávamos sendo carregados e não abandonados.

Pensem nisso! É muito simples culpá-Lo por nossos próprios erros ou mesmo por coisas que nos acontecem por erros de outros. Analisem bem e vejam. O fato de estarmos reclamando, já é sinal de que temos forças para alguma coisa. Então, que tal aproveitarmos essa força que ainda nos resta para pelo menos tentar inverter a situação.

Bem, falando sobre os nomes com os quais nos dirigimos a Ele, eu costumo conversar com Ele, tratando-o por Amigão, ou mesmo, Chefinho.

Como nossa amizade data de muitos anos (e bota anos nisso!), posso ter essa intimidade. Bem, crianças, para variar esperamos que todos, unidos, juntamente mancomunados ao mesmo tempo de mãos dadas e conjuntamente em uníssono, tenhamos sempre nosso pensamento bem direcionado, e teremos um LINDO DIA.

Marcial Salaverry

Estamos Tentando Viver Bem

Para conseguirmos atingir nosso objetivo que é VIVER BEM, por
vezes precisamos fazer certas concessões, e sempre procurar
um diálogo para acertar as coisas...
Ósculos e amplexos,
Marcial

Uma verdade que precisa ser dita, é que sempre estamos tentando viver bem, pois na tentativa de falar sobre o que é bem viver a vida, é preciso entender que os relacionamentos humanos sempre são complicados.
Uma grande realidade, é que entre os animais é mais fácil, porque eles sabem como se comunicar, mas conosco a coisa é mais difícil, eis que palavras que podem ser mal interpretadas, podem  gerar desentendimentos. Considerando que coisas mal explicadas geram confusão, fica claro que um bom entendimento sempre se torna difícil, pelas diferentes maneiras de se interpretar a mesma coisa, cada qual querendo que seu ponto de vista seja respeitado, porque assim o considera, esquecendo de que sempre é preciso ver por outro lado.
Existem algumas regras, se é que assim podem ser chamadas, que podem minimizar os problemas, o difícil é sua observância. E ainda temos que pensar que muitas vezes temos que buscar entendimentos que facilitem nossa luta pela subsistência. E aí, a coisa se complica. Nunca estamos prontos para ouvir, apenas para falar, para expor nosso ponto de vista, e nem sempre para ouvir, esquecendo-nos de que para um bom diálogo, é preciso saber ouvir e falar, mas nem sempre isso é possível, porque por vezes nossos interlocutores se julgam donos da verdade, e mal permitem que expliquemos certos fatos. Isso nos aborrece, e acabamos agredindo a quem queremos bem. Então, o que deve haver é um diálogo. Devemos ouvir primeiro, e falar depois. Isso sempre facilitará nossa argumentação. Saber ouvir é muito importante.
Para ser bem compreendido, é preciso saber expor claramente as suas idéias, e, ainda que  sem abrir mão daquelas que julga fundamentais, entender que  muitas vezes nossas idéias não podem ser totalmente aceitas, e devemos saber ouvir o outro lado, e ceder nos pontos que se revelarem conflitantes, e que seja necessário um bom entendimento, pois não podemos nos esquecer de que tudo na vida tem dois lados, tem duas maneiras de interpretação, e nem sempre a nossa, só por ser nossa, é a exata. Pode nos parecer estranho, mas estamos sujeitos a erros de julgamento e de ações...
Para bem viver, é interessante saber buscar o prazer antes  do sucesso, a auto realização antes do dinheiro, fazer bem feito antes de pensar em obter qualquer recompensa. Tudo bem, teoricamente está correto, mas existe algo chamado sobrevivência, e muitas vezes temos que pensar nesse outro lado da coisa, e, ao prazer de fazer bem feito, temos que ver a funcionalidade, sempre será preciso pensar no retorno que poderemos ter. Salvo se nos estivermos dedicando a algo apenas por diletantismo. Mas sempre é necessário pensar-se igualmente no dinheiro que essa auto realização poderá gerar. Afinal, também temos que satisfazer o cruel vício da alimentação. Nenhum reconhecimento externo vai substituir a alegria de poder ser você mesmo: "status" é comprar coisas que você não quer com o dinheiro que você não tem, a fim de mostrar para gente de que você não gosta, uma pessoa que você não é."
Sem dúvida alguma, quando podemos ser e agir exatamente como queremos é algo  muito bom. Procurar aparentar algo que não somos, obviamente é incrivelmente frustrante. Uma das atitudes que mais violenta personalidades é o tal de "manter as aparências". Não fazer determinadas coisas "porque não fica bem", adotando a política do famoso "engolir sapos", porque precisamos ser assim. Não é muito agradável, além de incrivelmente indigesto...
Na verdade, nada tem muita graça se não for bom para o corpo, leve para o espírito e também agradável para o coração, pois não nos sentiremos bem fazendo coisas forçadas. Dentro do possível, devemos procurar ser autênticos, desde que nossa autenticidade não seja agressiva, pois da mesma maneira que não gostamos de "engolir sapos", não deveremos querer que outros engulam os nossos. Ponderação e bom senso, sempre devem imperar.
Para conseguir as coisas, devemos ter paciência e determinação, pois nem sempre o êxito virá logo da primeira vez, portanto deveremos persistir, tentando atingir nossos objetivos, e assim, se um caminho se fechou, poderemos tentar abrir outros, o que não se pode é entregar os pontos antes os primeiros obstáculos.
Mas, se percebermos que já se fez tudo o que pôde ou até mesmo um pouco além, há que se mudar de alvo para não se tornar, em vez de um vitorioso, apenas mais um teimoso. Persistir em algo viável é uma coisa. Insistir teimosamente em algo que se revela impraticável, não é sinal de bom senso, e para podermos recomeçar sempre, devemos nos perdoar pelos fracassos e erros que talvez tenhamos cometido, devemos aprender com eles e, a partir deles, programar as próximas ações, entendendo que nem sempre conseguimos tudo em curto prazo. Há que saber esperar a oportunidade, mas nem tampouco devemos ficar esperando que os recursos todos nos venham às mãos, deveremos saber procurá-los, temos que ir à luta, se quisermos conseguir algo nesta vida.Para nos mantermos motivados, precisamos sonhar. Com os pés no chão, mas sempre deveremos sonhar um pouco, saber procurar objetivos para alcançar nossas metas...,
Para conseguirmos realizar, devemos planejar, pensando grande e fazendo pequeno, um pouco a cada dia e todos os dias um pouco, porque são pequenas gotas d'água que fazem todo grande oceano. Essa é o pensamento correto, a passo e passo, devagar e sempre.
De imediato, temos um grande objetivo, que é ter UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry

Resumo Do Dia 27.10.2014




Após uma boa reflexão, tentando responder a uma pergunta: "será que existe uma idade para sonhar?", chegamos à conclusão que nada se precisa dizer, e em resumo, para que dizer que o importante é sonhar, se os sonhos se encarregam de nos mostrar essa verdade?



27/10/14

Nada Se Precisa Dizer & Para Que Dizer?

Nada se precisa dizer enquanto se ama...
Num momento de amor, para que dizer palavras,
é melhor simplesmente agir...

Na hora do desejo,
a voz se cala com um beijo...
Nada se precisa dizer,
apenas carinhos fazer...
Um doce carinho,
é o melhor caminho,
faz mais efeito,
e é mais perfeito
do que mil palavras...
No amor, se cala,
pouco se fala...
Muito se beija,
muito se ama...

Marcial Salaverry

 &

 De repente nasce um desejo maior
entre duas pessoas que se querem...
Basta um olhar para se beijarem,
e sem pensar, nossos carinhos aparecem...
Desta forma surge a vontade...
Então, aproximam-se e com os corpos unidos,
vem aquela paixão gostosa e prazerosa...
Daí pra frente ninguém mais segura...
Não se precisa dizer nada,
deixe somente a alma sentir.
Beki Bassan

Reflexão Do Mês De Outubro de 2014


Será Que Existe Uma Idade Para Sonhar?

Sonhos... risonhos ou não, acompanham-nos
desde a mais tenra infância... e prosseguem pela vida afora...
Não tem época e nem idade...
Afinal... são sonhos... Sonhemos, pois...
Osculos e amplexos,
Marcial
*****

Se existe uma idade para sonhar, qual poderá ser considerada nossa "Idade dos Sonhos"? Normalmente consideramos como “Idade dos Sonhos”, nossa juventude, pois é quando fazemos mil projetos, mergulhamos em planos, por vezes tão mirabolantes, que se tornam inexequíveis, pela natural falta de planejamento em nossa juventude, quando sempre temos urgência em conseguir as coisas...

A vida vai passando, e alguns desses sonhos vão ficando pelo caminho, pois uma coisa é o que se “poderia” fazer, e outra coisa é aquilo que é “possível’ fazer.  Muito do que gostaríamos de executar, acaba sendo destruído pela dura realidade da vida, pelos obstáculos que vamos encontrando em nosso caminho, e assim aprendemos que sonhos são para serem sonhados, e nem sempre executados, apesar do que, o mais importante é não nos deixarmos destruir pelas adversidades que tivermos pela frente, pois são coisas da vida mesmo.  Temos de saber contornar obstáculos, e assim, se algo não pode ser feito por uma razão ou outra, podemos  descobrir caminhos alternativos, ou mesmo traçar outros caminhos, e quem sabe no futuro os sonhos possam ser realizados.
Nessa esperança, chegamos à tão temida maturidade, quase na fatídica “velhice”. Para muitos, é o fim de todos os sonhos, pois com a chegada da aposentadoria, é apenas “seguir vivendo até chegar ao fim”.  Entrega-se os pontos, e desiste-se de tudo, pois de nada adiantará tentar realizar qualquer coisa. Sonhos e projetos irrealizados, assim permanecerão, jogados em uma gaveta, ou simplesmente jogados fora, aceitando o que se diz: " Velho não tem mais objetivo na vida, não pode mais sonhar...", mas na verdade, pode ser um real começo de sonhos...
 
Sinceramente, tenho muita pena de quem acha que a velhice, perdão, a idosidade,  é o fim dos sonhos, das ambições pois, enquanto estivermos vivos, com capacidade para pensar, para andar, para agir, sempre teremos alguma coisa para fazer, e deveremos faze-lo, ou pelo menos tentar, pois na realidade, o que eu prefiro chamar de "idosidade", pode ser o começo de muita coisa, e nunca o fim de tudo. É importante saber aproveitar o tempo que ainda temos de vida, para vivê-la, e nunca para abandoná-la, acreditando que só nos falta deitar para lá ficar esperando que "ela" chegue....
Com base na experiência de vida adquirida durante nossa existência, podemos realmente saber o que queremos e o que podemos fazer, pois temos pleno conhecimento de nossas reais possibilidades, sabemos até onde nossas condições nos permitirão chegar.
É hora então, não de pendurar as chuteiras, mas sim de reavivar velhos sonhos. Agora, sem a necessidade de "garantir o futuro", temos mesmo que ir em busca daquilo que foi deixado para trás durante a mocidade, pois tínhamos que lutar pela vida, tínhamos que ser práticos. Agora ainda temos algum futuro pela frente, que não precisa ser "batalhado", tem é que ser "vivido". E o tempo talvez não seja muito. Apenas temos de saber planejar antes de sair a campo.
 
Quanta coisa foi deixada pra trás, quantos projetos foram abandonados porque precisávamos pensar na escola das crianças, no pagamento daquela hipoteca, e porque não tínhamos tempo para outra coisa que não fosse trabalhar para garantir o futuro.  Agora o futuro chegou, e não foi garantido, nem mesmo à custa de nossos sonhos. Por que não tentarmos agora?
Basta que não seja algo totalmente inexequível, e que possa valer a pena. Sempre será um motivo a mais para vivermos, tentar a realização daquilo que poderia ter sido realizado mas que não foi.
Vamos em busca dos sonhos perdidos, crianças, que poderá mesmo ser a famosa busca da felicidade, o real tesouro de nossa vida, nosso tão sonhado "Shangri-lá" e que poderá ser encontrado na ponta do arco íris de um sonho finalmente realizado.
 Assim, nessa esperança, e sem dela desistirmos, vamos começar a busca tendo
UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry
 

Resumo Do Dia 26.10.14




Em resumo, quando estou buscando entender o amor, certamente sinto estranhos sentimentos quando seu olhar me sorri, dizendo que quer me amar...