FASCINANTE

30/07/14

Nosso Horizonte

NOSSO HORIZONTE
Marcial Salaverry

O horizonte não tem limite,
vai até onde a visão permite...
Assim é nossa esperança,
quando o coração balança,
por algo que muito desejamos,
e atingir a meta tentamos...
Como um montanha intransponível,
ultrapassá-la não parece possível...
No futuro pensamos,
o melhor é o que desejamos...
Esperança... nunca perdê-la...
para sempre merecê-la...
De um objetivo não desistir,
se dele depender nosso porvir...
Se tivermos que no pico subir,
do Destino não devemos fugir...
Marcial Salaverry

A Lição Que Nos Dá O Mar

Bem observando o mar, podemos perceber a grande
lição de vida que ele nos dá...
Vamos entender a importancia dessa lição, e bem absorve-la...
Ósculos e amplexos,
Marcial
******
 Por ser como é, e a importância que exerce em nossa vida, o mar é algo que sempre fascinou o ser humano. Desde tempos imemoriais, sempre o grande desafio para o homem foi "vencer" o mar. Vã tentativa, pois o mar é invencível. Pode ser transposto, pode ser atravessado, pode ser poluído, pode ser explorado, mas vencido nunca. Quando se enfeza, nada o segura.
Para tentar explicar a grandeza do mar, dentro da lógica, podemos dizer que nós é que somos pequenos ante sua grandeza, mas a explicação pode ser bem outra, e essa é a grande lição que nos dá nosso amigo mar. Vejamos o que nos diz nosso sábio guru L'Inconnu:
"A grande verdade é que o mar é grande, porque se coloca um pouco abaixo do nível dos rios a fim de recebê-los, e crescer com o volume que eles trazem..."
Diante dessa verdade, que é totalmente lógica, podemos tirar uma enorme lição de humildade que nos é dada todos os dias pelo amigo Mar, e precisamos saber bem analisar a profundidade desse pensamento, eis que quanto mais nos dispusermos a aceitar e receber as lições que a vida nos oferece todos os dias, mais poderemos crescer interiormente, desenvolvendo nosso espírito e nossos conhecimentos.
E certamente a conclusão mais sábia que poderemos ter sobre nossos conhecimentos, é o fato de que eles nunca serão absolutos, e assim, sempre deveremos receber novos rios para que possamos nos desenvolver tanto espiritual, como intelectualmente, sempre entendendo que por menor que seja o rio, sempre aumentará nosso volume. Nenhum conhecimento, por mais insignificante que pareça, deverá ser desprezado.
Muitas vezes crianças nos dizem coisas às quais não damos atenção. Por vezes são pequenos alertas sobre algo que acaba passando despercebido. Era só um riacho, mas trazia alguma coisa, um pouco mais de água para aumentar nosso volume.
O mar, portanto, é maior lição de humildade que a natureza nos oferece, pois cresceu até atingir proporções quase imensuráveis, graças as pequenas ajudas recebidas. Ele não rejeita nada. É orgulhoso de sua força e poder, mas é humilde o suficiente para aceitar as contribuições que os rios lhe trazem, e não tem preconceito algum sobre a origem dessas muitas "ajudas", sejam rios de águas límpidas ou barrentas, poluídos ou não.
Vamos encarar a coisa sob esse prisma, passando a ver com outros olhos os pequenos favores que nos são prestados por pessoas humildes, pequenos riachos, aos quais sequer damos atenção, mas que vão nos possibilitando aumentar nosso cabedal de conhecimentos.
Por vezes escutamos coisas surpreendentes das pessoas mais inesperadas. Uma observação feita por alguém "sem importância", pequenas atitudes que observamos, podem encerrar lições de vida, e sempre serão mais um riacho que podem nos fazer repensar algo em nossa vida.
É isso aí crianças, descobri porque amo o Mar. Não só porque faz parte do meu nome, mas sim porque é um grande exemplo de sabedoria e humildade, e justamente por isso, não se incomoda em que aproveitemos essas dicas para repensar nossa vida, aproveitando esse grande ensinamento, sempre algo que poderá permitir fazer de cada dia, sempre UM LINDO DIA
Marcial Salaverry

Resumo Do Dia 29.07.2014




Pode acontecer, por questões de vida em familia, não podermos viver o amor real ou o imaginário, e o amor é real mesmo, o que sabemos com a beleza do sorriso alegrando as expressões da alma, e afastando essa certa nuvem negra que, em resumo, poderia empanar a felicidade e então, tudo se acerta...


29/07/14

Viver O Amor Real Ou O Imaginário & O Amor É Real


O que importa na verdade, 
é sentir do amor a felicidade... 
O coração sempre deseja amar, 
e essa doce sensação vivenciar... 
Seja com uma real emoção,
daquele quente toque de mão,
seja no amor imaginado,
que fica marcado pelo toque do teclado...
Podemos sentir um quente tesão,
levados apenas pela imaginação...
Algo que sempre mexe com nosso coração...
Mas faltará a real emoção...
No real, temos o amor dito verdadeiro, 
com seu cheiro, com seu toque por inteiro...
Os corpos são tocados pela mão, pela boca, 
provocando sempre a emoção mais louca... 
Mas o amor virtual mexe com o coração, 
pois excita a imaginação...
Amor virtual... realidade imaginária,
apenas sonhada, desejada...
Amor real... imaginação realizada,
beijada, tocada... 
Na verdade, real ou virtual, 
o amor é sensacional...

Marcial Salaverry 


Amar é sempre real,
e alimenta o coração,
trazendo alegria,
ao vivenciar uma gostosa sensação.
Quem ama verdadeiramente,
a distancia não é medida.
A alma viaja junto com a imaginação
encontrando um caminho real
para demonstrar o carinho.
A realidade demonstra que
não existe amor puramente virtual.
Um toque de mão, um beijo que não estala,
não significa que mesmo longe não possamos sentir.
Quem ama de fato,
não tem medo de ressaca,
Vai fundo e sente um êxtase,
como se perto estivesse.
O fato de estar longe, 
não pode ser medido.
O que importa é a sensação
que se sente ao lembrar do seu amor. 

Beki Bassan

Certa Nuvem Negra


A Beleza Do Soriso

É na beleza de um sorriso sincero,
que podemos "ver" a beleza da alma...

Com um sorriso,
afugenta-se o siso...
Com um sorriso,
atrai-se o beijo...
Com um sorriso,
o beijo é agradecido...
Com um sorriso,
o beijo é retribuido...
Mostramos a beleza da alma,
com um simples sorriso,
mas um sincero sorriso,
mudando a cara de siso...
Com um sorriso, poetamos...
Com um sorriso, beijamos...
Poetamos sobre o beijo e o sorriso...
acabando com a tristeza e o siso...
A alma fala através da poesia,
falando de paz e alegria,
e também das belezas do amor,
por vezes fala da dor,
e tambem da beleza
de nossa Mãe Natureza...
Com um sorriso, mostramos a alegria
que nos traz a beleza de uma poesia...
Então, se gostou, SORRIA...

Marcial Salaverry

Expressões Da Alma


Questões De Vida Em Família

Família artigo em extinção, que antigamente consistia numa reunião de pessoas pertencentes a uma mesma clã.
Geralmente morando juntos.
Atualmente é algo cada vez mais raro...
Osculos e amplexos,
Marcial
*****

Algo que vem sofrendo modificações profundas, é a vida em familia, pois o amor familiar atualmente vem caindo em desuso. Lembramos que antigamente havia um culto às famílias, que passavam gerações vivendo juntas, morando geralmente em amplos casarões. As refeições sempre eram feitas em alegres reuniões familiares. As grandes datas sempre eram comemoradas com todos reunidos. Eram outros tempos.
Contudo, por exigências da vida moderna, houve uma certa desagregação nas famílias, eis que cada qual vai em busca de sua vida, quebrando aquela ligação familiar d'antanho. Antigamente os filhos iam casando, e morando na mesma casa. Atualmente, o que impera é o “quem casa, quer casa”. E de uma maneira ou de outra, vão se rompendo os laços familiares, e constituindo-se sempre novas famílias, sempre formando novos núcleos, por vezes cortando vínculos, por razões as mais diversas, que nem vale a pena enumerar, pois penso que todas as famílias tem histórias de rusgas entre sogros, sogras, genros e noras, algo que já faz parte até do anedotário...
Mas, o que mais se nota é que além dessa separação física quase natural, o que ocorre também é uma grande falta de comunicação, pois além de viverem separados, também pouco se falam, e assim, são cada vez menos frequentes as reuniões familiares. Escasseiam as conversas, e por que?
Pode parecer estranho, mas o que vem ocorrendo, é uma total falta de comunicação entre as pessoas. Apesar da Internet, das ondas do rádio, dos programas de televisão, do celular barato, ou talvez justamente por isso tudo, a falta de comunicação pessoal é enorme. Usam-se as máquinas, usa-se a tecnologia, esquecendo-se do contato pessoal. Ao invés de uma visita, passa-se um e-mail, telefona-se, chama-se pelo skype, e pronto. Está cumprida a obrigação.
A vida familiar também fica seriamente prejudicada, pois está cada mais frio e distante o diálogo entre pais e filhos, tudo fica para depois. É preciso apenas suprir os meios para subsistência, e dessa maneira, pensa-se na matéria, esquecendo-se da alma. Pensa-se na propriedade, e não no amor. Por vezes dentro de uma mesma casa, comunicam-se via smartphone...
A principal preocupação são os bens materiais, e tudo aquilo que o dinheiro pode comprar, e nessa preocupação, sempre procuramos manter os filhos ocupados com alguma coisa, para que eles “não possam reclamar” de não merecer a devida atenção. Ao invés da prática do amor familiar, tome a escola particular, os cursos de línguas, de informática, balé, jazz, as academias para cuidar do físico. Assim, dá-se tudo para os filhos, e para nós mesmos. Tudo? E onde fica o convívio familiar, o amor, o carinho, o diálogo, onde poderemos passar para nossos filhos aquilo que já vivemos, ao menos para que eles tenham parâmetros. O convívio familiar, pode evitar o convívio com o traficante, com amizades perniciosas, onde, apenas por falta de orientação eles possam buscar o calor de uma amizade.
A nova forma de amor que foi descoberta, é a de cercar as pessoas que amamos de bens materiais, como se isso pudesse suprir aquele amor que deveríamos estar praticando, e do qual jamais deveremos fugir.
Uma reunião para um bate papo amistoso é fundamental, para que os filhos possam sentir que estão tendo atenção e carinho de seus pais, para que eles possam perceber que seus pais não são apenas aqueles que os sustentam, pagam suas contas, e tem a “obrigação” de lhes dar tudo. Mas sim, são aqueles que por amor também os castigam, também os fazem sentir que tem obrigações para com a vida, e para com eles, pais. É tudo uma troca, deve haver uma reciprocidade de sentimentos. O amor deve ser doado e recebido. Assim como o reconhecimento pelo que se faz, e o carinho.
Muitas vezes, em uma palmada, em um castigo, existe mais amor do que na condescendência para tudo que os filhos fazem.
Pais e filhos precisam entender que o diálogo é a base de tudo. É o que pode manter o amor familiar, e para que isso seja possível, é necessária uma boa dose de compreensão, e de saber viver.
Vamos começar sempre procurando fazer de cada dia,
UM LINDO DIA....

Marcial Salaverry

Resumo Do Dia 28.07.2014





Numa noite enluarada, num resumo feito para terminar descobrindo a criatividade poetal, pensei em "mi nostalgia", lembrando de algo vivido em Bariloche...

28/07/14

Mi Nostalgia

Cuando un amor se va, deja
nostalgias en el alma...
Porque te fuiste,
quedé con mi nostalgia...
Nostalgia de tus besos...
Como los deseo...
Si nos amamos,
por qué nos separamos?
Si nos deseamos,
por qué juntos no estamos?
Es incoherente nuestra separación,
yá que sentimos la misma emoción,
al bailar este tango...
Quiero tus abrazos,
quieres estar entre mis brazos...
Queremos seguir tangueando...
Continúo amándote,
y con nostalgia llamándote...
Voy buscarte,
para otra vez amarte,
acabando con la nostalgia,
y volviendo a la felicidad...
Venga mi amor,
dáme tu calor...

Marcial Salaverry

(Poema escrito bajo inspiración del tango Nostalgias)

Noite Enluarada

Uma linda noite enluarada...
Feita para namorar, amar, namoramar...
A lua sempre foi cúmplice de almas enamoradas...
Numa noite enluarada,
ao lado de minha amada,
apenas quero sonhar...
Sonhar depois de muito amar...
Numa noite enluarada,
com ela tão enamorada...
Explodem as paixões,
envolvendo nossos corações...
Numa noite enluarada,
com a paixão testemunhada,
pela lua tão silente,
que vê esse amor, simplesmente...
Um amor que vem da alma,
que excita e também acalma...
Um amor de uma forma tão apaixonada,
Nesta noite enluarada...
Nessa entrega total,
nesse amor tão forte, tão real,
seguem nossas almas apaixonadas,
procurando muitas noites enluaradas

Marcial Salaverry

Descobrindo A Criatividade Poetal

A principal qualidade de um poeta é sua criatividade...
E se estiver numa criativa idade, melhor ainda...
Osculos e amplexos,
Marcial
****** 
É preciso entender que na verdade, o poeta não é apenas um fingidor, é um escritor que procura soltar para o mundo o que sua alma quer falar, e o faz usando do poder de criação de sua alma. Na verdade, exercer a criatividade é algo nem todos conseguem fazer, embora se possa afirmar que todos tem uma certa criatividade interior. Falta muitas vezes descobrir qual o talento criativo que se encontra embutido, escondido em algum cantinho misterioso do cérebro, e deixá-lo fluir.
Normalmente vão simplesmente vivendo a vida, deixando que a rotina domine seus sentidos, como pessoas que passam a vida em brancas nuvens (ou quase), e de repente descobrem que são capazes de fazer coisas até então tidas e havidas como impossíveis, e então, despertam para a vida.
Mas, essa é uma outra história, que fica para uma outra vez, e aliás, era assim que terminavam os contos de fada de meu tempo de infância, e chega a ser meio apropriado falar disso, pois, se meu tempo de infância está meio perdido nas curvas do tempo, existem muitas fadas e magos atualmente, e que sempre estão contando histórias ou estórias...
Pergunta-se quem podem ser essa fadas e magos, e se é possível que existam realmente, e às vezes creio que não existem, que se trata de minha imaginação. Mas é uma realidade, e uma realidade muito linda, sendo algo constatado todos os dias...
Estou me referindo às muitas e muitos poetas e escritores que vejo surgirem do nada, com textos lindíssimos que recebo via Internet. Se não os conheço pessoalmente, posso dizer que conheço sua alma, através de seus escritos, com toda certeza, a melhor maneira de se conhecer alguém, é lendo o que escreve. Desde um simples bilhete, até um lindo poema, pois escrevendo, geralmente as pessoas desnudam sua alma. Através de coisas ficcionais, como contos, poesias ou poemas (pergunto aos poetas, qual a real diferença entre poesia ou poema), revelamos nosso verdadeiro "eu". Coisa que a realidade nua e crua da vida, quase sempre nos impede de fazer, devido convenções e obrigações profissionais. E na capacidade de dar a esse mundo de sonhos um toque quase real, é que o poeta mostra sua criatividade, sendo capaz de transmitir aos leitores uma “realidade”, que pode leva-los a “ver” como real, tudo aquilo que escreve. Fazer do imaginário algo verdadeiro, e é essa a criatividade que revela o talento poetal.
Podemos dizer que existem dois tipos de escritores.
Temos aqueles que agem, digamos, cientificamente, ou seja, primeiro procuram um tema, estudam-no e começam a escrever já com um plano de trabalho formado na cabeça. São os chamados "cerebrais". Tem seu talento devidamente disciplinado. Geralmente fizeram Escola de Artes, e sabem como ninguém trabalhar o talento que têm dentro de si, usando com perfeição toda a técnica poetal. Entre os poetas clássicos, encontramos inúmeros exemplos.
Temos os chamados "escritores intuitivos". Para estes um simples fato corriqueiro, já pode se transformar em um conto, ou um poema. E também deixam seus sentimentos aflorar. Se surge algo ou alguém que lhe mereça atenção, já serve de inspiração para se soltar através de um poema, e isto é criatividade pura. É um talento inato que não pode ser desperdiçado.
Destarte, abordando esse ponto de vista, realmente fico pasmo, ao ver, como por vezes, de um nada, de uma simples palavra, de uma conversa, eles buscam em seu talento privilegiado, a inspiração para um texto, que quase sempre, chega a ser uma verdadeira obra de arte, e isto é algo que não se aprende na escola, na verdade, nasce com a pessoa, e por vezes leva muito tempo para aparecer, seja por timidez, seja por falta de oportunidade, e é exatamente isso que quis dizer com "Criatividade Poetal". Esse talento inato não deve ser sufocado. Muito pelo contrário, se algo lhe servir de inspiração, ponha essa inspiração no papel. Muitas vezes nossa autocrítica nos impede de ver talento naquilo que escrevemos. Por isso, nunca se acanhem em mostrar para todos seu talento.
Como nunca haverá unanimidade de opinião (alguém já me disse não ver talento nenhum em Vinícius de Morais...), não perca as esperanças se "alguém" disser que seu trabalho não é bom. Insista, pois sempre encontrará quem o aprecie devidamente.
Nunca podemos esquecer que nada neste mundo goza de unanimidade. Para cada pessoa que não aprove seu talento, sempre poderá encontrar outro que aprecie.
Portanto, o importante é confiar em seu próprio potencial e procurar expor seu trabalho. O talento não deve ser desperdiçado.
Então, como um poeta diria, vamos fazer de cada dia, sempre UM LINDO DIA, e que seja pleno de PAZ, LUZ, AMIZADE, E MUITO AMOR...

MARCIAL SALAVERRY