FASCINANTE

24/04/14

Esse Chorinho Chorado

O chorinho é a musica mais brasileira que existe...
Autenticamente nossa...
Vamos preservar sua memória...
Esse chorinho chorado,
Dançando bem requebrado,
Faz lembrar de um passado
Que infelizmente não volta mais,
Mas que era bom demais...
Falava-se na droga de um baile,
Só quando o baile não prestava,
E não por causa do que se fumava,
Ou do que se cheirava...
Dançava-se agarradinho,
No ritmo do chorinho...
Quero meu chorinho de volta,
E o que me revolta,
É ver que não se dança mais
Como antigamente,
E agora é um ritmo demente,
Cada qual por seu lado,
Sem aquele chamego enroscado...
Quero dançar de novo o chorinho,
Com aquele quadradinho
Como nos tempos da gafieira,
Quando se dançava sem fazer besteira...
E haja saudade...

Marcial Salaverry

Tristeza Ou Felicidade

Todos estamos sujeitos a viver momentos de tristeza na vida...
Contudo, não devemos nos deixar dominar pela tristeza,
indo buscar nosso quinhão de felicidade que está
guardadinho em nossa alma...
Tristeza e felicidade,
jamais serão absolutas na vida..
Sempre teremos na vida,
momentos felizes,
e também momentos tristes.
Depende de nós mesmos,
a quais permitir o predominio...
Os felizes que queremos sejam perenes,
salvá-los em uma pasta especial em nossa alma...
Os tristes, que desejamos sejam esquecidos,
simplesmente deletá-los...
Assim é a vida,
e a devemos viver,
sempre sabendo
que em determinadas horas,
precisaremos daquele apoio especial,
que poderá vir de um verdadeiro amigo,
ou mais precisamente do grande Amigão...
Assim, teremos renovada nossa energia interior,
para que possamos doá-la a quem dela precisar,
e vamos as tristezas, apenas olvidar...

Marcial Salaverry

Um Amor Pela Internet


Quem foi que disse que amores virtuais
não dão certo?
Também ficam reais...
Veja a história de LunaPiccola e Sunshine...
Osculos e amplexos, e votos de felicidade...

*(Esta história real foi escrita em 22/09/2005 a pedido
de LunaPiccola e Sunshine...)

A Internet, e seus encontros internetários, algo que sempre gera controvérsias. Alguns acham ser impossível haver seriedade nesse tipo de relacionamento, enquanto outros acreditam ser perfeitamente possível surgir um amor, mesmo sem o contato físico, e o amor firmar-se mais ainda após o conhecimento físico.
Isso aconteceu com Lunapiccolla e Sunshine (os nicks que usavam...)
Lunapiccolla morava em São Paulo, tinha uma vida boa, bem estruturada, mas teve a infelicidade de fazer um péssimo casamento, com uma criatura que conseguiu desmanchar todo um patrimônio arduamente conquistado com o esforço de ambos. E mais ainda, tinha uma família paralela. Por causa desses percalços todos, Lunapiccolla ficou com a saúde abalada, e, após uma série de desilusões, resolveu mudar para Porto Alegre, onde conseguiu uma boa colocação, que lhe permitiria continuar a cuidar de seus filhos. Preparou-se para curtir a solidão de uma vida sem amor, já que não pretendia relacionar-se com mais ninguém. Estava desiludida com o amor e com os homens.
Instada por um amigo, resolveu penetrar no mundo da Internet, mas apenas com a idéia de “conversar” mesmo à distância com pessoas de sua idade, preferencialmente com mulheres, com as quais poderia trocar idéias, receitas, e manter aquele papo gostoso, e assim construir novas amizades.
Fez uma busca nos perfis masculinos, curiosa com as buscas do sexo oposto, mas achava difícil aos 48 anos um homem com idade próxima a sua ter interesse nela. Os homens, pensava ela, querem mulheres mais novas pelo menos 20 anos. Teria que encontrar alguém próxima aos 70 anos? Muito velho!.
Sunshine, gaúcho de nascimento, viveu muitos anos em São Paulo, onde constituiu uma família feliz. Sofreu um drama, quando sua esposa descobriu estar com uma doença terminal. Seu penar durou muitos meses. Após seu falecimento, sentiu o mundo desabar de vez, pois a amava muito. Não tinha mais ânimo para nada. Seus filhos conseguiram convence-lo a comprar um computador, e trataram de ensinar seu funcionamento. Mas ele não tinha vontade para tanto. Contudo, foi convencido a entrar numa sala de bate papo para ver se encontrava alguém para conversar. Deixou seu perfil cadastrado, mas apenas porque seu filho, depois de muito insistir, acabou fazendo ele mesmo. Quatro meses após a morte da esposa, perde o filho também, aumentando sua tristeza e sua solidão.

Luna só procurava conversar com mulheres, e Sunshine queria mulheres apenas para não ficar sozinho, pois não acreditava num outro envolvimento. Conheceu duas ou três pessoas mas não passou de um encontro com um bom papo. Ele sonhava com uma nova companheira, pois não conseguiria passar os seus dias sozinho. Procurava perfil de loira, ruiva, japonesa. Morena nem pensar. Nunca havia namorado com uma morena... Não era seu tipo.
Quase que por acaso, numa das vezes que Luna entrou, teve sua atenção atraída pelo perfil de Sunshine. Escreveu para ele, e começaram a conversar. Descobriram que ambos apenas queriam esquecer suas dores. Assim, nasceu a amizade entre eles. Sentiram-se ligados por laços de tristeza, mas nas conversas que se seguiram, descobriram muitas afinidades. Não queriam trocar fotos. Luna queria primeiro conhecer a alma de Sunshine antes de travar conhecimento. Ele imaginava como seria essa morena, mas apenas por curiosidade. Com morena ele não pensava em se envolver.
Apesar de não desejarem qualquer envolvimento, a amizade foi crescendo. Ao mesmo tempo, ambos sentiram que poderia surgir algo mais forte entre eles. De uma amizade muito sincera para o amor, foi um pequeno passo. Luna e Sunshine sentiram que poderiam dar um novo rumo à vida. Havia aquele receio de que no conhecimento físico, pudesse haver alguma decepção. Mas não poderiam continuar naquela situação. Sentiram que esse amor assim surgido, sem qualquer procura, sem que eles o quisessem, poderia terminar com a tristeza em que ambos viviam.
Sunshine insistia para jogar a cartada decisiva, e, como morava em Canoas, após 40 dias de haverem tomado a decisão de se conhecerem, e com a concordância de Luna, resolveu ir até o Porto Alegre para conhecer sua já querida Luna, e ela por seu lado, não via a hora de conhece-lo. De receber aquele abraço e aquele beijo tantas vezes trocado via Internet. Tantas vezes trocado por telefone, nas intermináveis conversas que faziam a alegria da Embratel.
E foi o que aconteceu. Quando se conheceram, parecia ser apenas um reencontro de velhos conhecidos após uma prolongada ausência. Quando se encontraram, ambos tímidos, apenas conversavam. Conversavam e pensavam nos beijos que poderiam dar, mas tinham receio. Despediram-se, e Luna tomou a iniciativa de dar o chamado selinho. Sunshine aproveitou a oportunidade, a abertura e lhe deu um beijo ardente, e viveram no real aquele amor tão anelado, tão sonhado em longas noites de solidão.
O amor que era apenas virtual, com o conhecimento físico, revelou-se em sua plenitude, terminando com aquela solidão que os atormentava, e assim, eles conseguiram transformar um lindo amor virtual, num maravilhoso amor real.
E estão vivendo essa linda história já há um ano e oito meses, e agora vão se casar.
Parabéns crianças... É gostoso ver que a Internet, ao lado de hackers, disseminadores de vírus, e tanta gente mal intencionada, também tem seu lado bom. É certo que existem muitos casais que, a exemplo de Sunshine e Lunapicolla, encontraram sua felicidade, encontraram o amor, começado sem qualquer idéia preconcebida, meio que a contra gosto numa sala de bate papo da Internet.
E que essa felicidade se perpetue, é que desejam os respectivos filhos e familiares, e, claro todos aqueles que conhecerem uma história tão linda. Realmente, esse amor é muito lindo, e que seja eterno, enquanto é terno.
Agora em setembro, se casam e muitos outros amigos que conheceram pela internet estarão presentes na cerimônia.
E, como nos velhos contos de fadas, que se possa dizer "...e viveram felizes para sempre..."
Esta história bem real foi escrita em 22/09/2005, a pedido dos noivos.
E agora pergunto se Lunapiccola e Sunshine continuam sua história.
Gostaria de saber se realmente "viveram felizes para sempre..."
De qualquer maneira, para eles e para todos, fica meu desejo de
UM LINDO DIA.

Marcial Salaverry




Resumo do dia 24.04.2014

Uma verdade precisa ser dita, ou seja, que o tempo não para quando tentamos entender a natureza humana e seus melindres, e, para dizer a verdade, como seria bom se esse entendimento fosse facilitado por todos...


23/04/14

A Natureza Humana E Seu Melindres

Não existe nada mais complicado do que
a natureza do ser humano...
E como pode ser complicado um entendimento...
Osculos e amplexos,
Marcial
******

Essa é uma verdade indesmentível, a que fala como é caprichosa a natureza humana, e assim sendo, sempre será muito difícil poder dizer que conhecemos alguém a fundo, que podemos desvendar os mistérios de sua alma, assim como dificilmente damos total abertura para que a nossa seja bem conhecida por alguem.
Na verdade, podemos dizer que conhecemos determinada pessoa, até onde ela permite que a conheçamos, mas dificilmente alguém abre sua alma a ponto de “mostrar-se” por inteiro, dificultando um perfeito conhecimento de seu interior, sendo esse o principal ponto que pode atrapalhar muitos relacionamentos, pois essa “ocultação” do interior, poderá nos levar a melindrar quem estiver conosco.
Ainda que o façamos involuntariamente, sempre ficará alguma mágoa, que certamente poderá provocar uma “bola de neve”, desencadeando certos desentendimentos que poderiam ser evitados, se houvesse um diálogo franco, honesto e esclarecedor, para deixar claro até que ponto se pode chegar sem ferir melindres, e que tais limites sejam bem observados.
Algumas vezes, por não querermos melindrar a parceria, poderemos magoá-la justamente por esse cuidado, por mais paradoxal que possa parecer tal situação. Tentando ser agradável, magoamos. E agora, fazer o que?
Apenas um conhecimento profundo pode permitir uma parceria feliz. Mas para que tal ocorra, torna-se necessário que haja aquele diálogo de abertura, em que ambos poderão colocar cartas na mesa, deixando claro até que ponto se pode chegar, sem causar melindres, sem provocar ressentimentos, e principalmente, que haja respeito de parte a parte para que tudo corra bem.
Por outro lado, também nós jamais nos mostraremos por inteiro à nossa parceria, estando igualmente sujeitos a receber um tratamento nem sempre condizente ao que desejaríamos.
E assim, muitos relacionamentos, pessoais ou comerciais sofrem abalos ou mesmo terminam por causa desse pormenor. Por não haver um bom acerto de contas inicial. Porque um dos lados ou ambos passou dos limites.
Problemas sempre existirão, mas os efeitos poderão ser minimizados se houver pelo menos compreensão de parte a parte. Temos que entender que é muito difícil encontrar alguém com o mesmo temperamento, que pense igualzinho, que seja nosso clone. Portanto, precisaremos saber aparar arestas, procurando amoldar-nos à personalidade de nossa parceria, aceitando-a, para que sejamos aceitos. É importante frizar que esse entendimento não pode ser unilateral, ou seja, não é lícito esperar que apenas uma parte ceda. Tem que haver reciprocidade na coisa toda. Ambos precisam se aceitar. Ambos precisam ceder em alguma coisa, modificando algo em sua personalidade, para que a máquina engrene e rode suavemente. Estando ambos imbuídos desse espírito de solidariedade, será bem mais fácil aparar arestas que surgirem pela vida afora (sempre haverá alguma peninha flutuante...), permitindo assim que o relacionamento seja feliz e duradouro.
Com bom entendimento quaisquer dificuldades poderão ser superadas. Mas se uma das partes insistir em levar tudo a ferro e fogo, querendo sempre fazer prevalecer sua maneira de pensar, fatalmente a coisa não chegará a bom termo. Uma hora a paciência poderá explodir, e será o fim de tudo, e é por fatores assim, que muitas vezes vemos parcerias (profissionais ou amorosas), que poderiam ser muito boas, simplesmente se esboroarem, terminando com algo que parecia promissor,
sempre provocando aquele comentário: “Que pena... Parecia que se entendiam tão bem...” E o entendimento poderia mesmo ter sido perfeito, mas por incompreensão, o que poderia ser apenas uma pequena rusga, vira um cavalo de batalha. Pode-se dizer coisas irremediáveis no calor de uma discussão, e como resultado fim de tudo.
E teria sido tão fácil evitar. Bastaria uma pouco de mais de compreensão, pensar antes de se dizer algo definitivo, e um fim de relacionamento teria sido evitado. Pensar antes de falar. Procurar saber até onde se pode chegar naquilo que se fala. Evitar ferir melindres, levando a situações que magoem.
É isso aí. Dialogar antes de discutir. Pensar antes de falar. Saber explicar. E principalmente, não magoar. Nada ganhamos ferindo melindres. Saber ouvir as explicações, mesmo que não as queiramos aceitar. Todo fato tem duas versões, e nem sempre a nossa é a exata. Vamos aprender a ouvir o outro lado. Erraremos menos agindo assim, estejam certos...
E sempre será mais fácil ter-se UM LINDO DIA.
Marcial Salaverry


Como Seria Bom

Seria realmente muito bom se algo
pudéssemos fazer para consertar
certas coisas erradas no mundo...

 Como seria bom,
se tivéssemos esse dom...
De poder transformar a tristeza,
em uma bela beleza...
De ter a felicidade de poder
aos desvalidos, ajudar...
Às crianças famintas, alimentar...
Aos desprezados dos asilos, consolar...
Aos políticos, ajuizar...
Aos malfeitores, regenerar...
Aos invejosos, a bondade ensinar...
Aos doentes incuráveis, curar...
Como esse é um poder divino,
e não o podemos alcançar,
resta-nos o consôlo de amar...
Tanto aos nossos amigos,
como aos nossos inimigos...
Tanto aos conhecidos,
como aos desconhecidos...
Enfim, com amor pela humanidade,
para termos essa felicidade,
e muito amor no coração...
E assim... voar...
E o bem sempre praticar...

Marcial Salaverry

O Tempo Não Para...

Nós dois viajamos e muito.
As vezes parecemos duas crianças e isto
é bom e saudável afinal estamos vivos e curtindo a vida...
A coisa mais linda que pode acontecer
é essa alma de criança poder manter,
e assim, muito melhor sobreviver...

Viver sem maldade
deixando fluir a alma como criança,
é o melhor alimento para sobreviver...
Procurar espalhar paz, amor e amizade,
coisas de que todos tem necessidade,
e assim espalhar a felicidade...

Ao encontrarmos a paz,
o amor e a amizade vem junto,
e a felicidade se propaga...
Assim, a felicidade se propaga,
e é algo que com nada se paga,
apenas se agradece por essa felicidade...

Ao ingressar a felicidade,
só podemos agradecer ao CRIADOR,
e viver cada minuto desta nova caminhada...
Por esse caminho seguindo,
a felicidade vai fluindo,
sempre em paz com nosso Amigão...

Mas se o que queremos é a felicidade,
não tem porque alterar o caminho,
vamos seguir onde o AMIGÃO nos dirigir...
Certamente ela irá bem nos dirigir,
seja hoje ou no porvir...
Sempre com o Amigão no coração...

Quanto a isto não se discute.
será quando o AMIGÃO achar o momento certo
e ninguém melhor que ELE para ministrar...
Certamente o que pode acontecer,
é Ele quem poderá saber,
e dizer quando poderá ser...

Quanto a isto não se discute.
será quando o AMIGÃO achar o momento certo
e ninguém melhor que ELE para ministrar...

Beki Bassan & Marcial Salaverry

Resumo do dia 22.04.2014


Algo que nos leva a profunda reflexão, é entender o alcance dos traumas que podem ser causados pelas injustiças que se sofre na vida...

22/04/14

Injustiças sofridas, deixam traumas pelo resto da vida..
Essa é uma verdade indesmentível...
Osculos e amplexos
Marcial

Uma verdade realmente inegável é que nossa alma sempre encerra muitos segredos, que tendem a alterar nossa vida, se não forem devidamente desvendados, pois geralmente são causados por problemas vindos da mais tenra infância. Algumas vezes são traumas provocados por alguma injustiça sofrida, ou mesmo por coisas que adultos inadvertida ou propositalmente dizem às crianças, julgando que elas por serem pequenas não irão entender. Isso ficará registrado em seu subconsciente, com consequencias imprevisíveis para o futuro.
Assim, vamos falar dos traumas que podem nos atingir em nossa alma, como por exemplo a rejeição, que pode ser causada por aquelas frases destrutivas repetidas na infância que nos levam a pensar que somos insignificantes, derrotados, a mentira mantida pelos indivíduos em quem deveríamos confiar (devemos aprender o que é confiança) e por outro lado ser castigado por mentiras que nunca proferimos, acusação de fatos que não são de responsabilidade sua (ao órfão de nascença por morte da mãe causada pelo parto: "você está viva porque sua mãe morreu"...) causando a sensação de crime impune. Neste caso, não se precisa subir em locais altos, você vai pela vida sempre sentindo que está caindo, e passa pela existência sentindo que tudo sempre, está totalmente escuro, interminavelmente oculto nesta escuridão, proibido para você, fora de reconhecimento para poder ser usado adequadamente e produtivamente.

Sem qualquer sombra de dúvida, esta é uma das verdades mais verdadeiras, pois é fato real e inconteste, que se deixarmos que nossos traumas e medos nos dominem, a coisa vai num crescendo que fica incontrolável, provocando muitas vezes certos desvios comportamentais aparentemente inexplicáveis. Por que dois irmãos, criados aparentemente da mesma maneira são tão diferentes? Talvez por traumas vindos da infância. Possivelmente seus pais deram tratamento diferenciado, sabe-se lá por qual razão. Isto irá refletir-se mais tarde.
Precisamos, desde cedo, adquirir consciência, quando algo nos aflige, de que precisamos localizar a causa, e combatê-la, seja de motu próprio, se tivermos o discernimento necessário, ou procurando uma ajuda profissional, que chega a ser o mais indicado, pois não nos será muito fácil identificar causas que estão “escondidas” no subconsciente.
Esse problema ora abordado, de acusações e penalidades injustas, sem dúvida são coisas que marcam fundo nossa alma, e que fatalmente poderão interferir em nosso comportamento futuro.
Quanto aos medos que nos assolam, e a eventual busca de refúgio artificial no álcool, ou nas drogas, já reflete uma fraqueza de espírito, que pede tratamento urgente, uma vez que nada justifica uma fuga extemporânea como essa, pois nossos "bichos" devem ser enfrentados de peito aberto, ou com ajuda competente.
Destarte, é muito importante que os pais, desde cedo, se proponham manter diálogos esclarecedores com os filhos. É fundamental que as crianças sempre tenham suas dúvidas, sejam quais forem, devidamente esclarecidas no momento certo. E esse momento deverá ser encontrado pelos pais, que algumas vezes “estão muito ocupados” para conversar quando solicitados, mas esse tempo deverá ser encontrado, pois esse diálogo certo, feito na hora certa, sempre poderá evitar alguns aborrecimentos muito sérios no futuro.
Já pensou que naquele momento que ele pediu informações sobre maconha, e que você não “teve tempo”, porque o jogo ainda estava indo pra prorrogação, ele estava naquele limiar se experimentaria ou não? E por causa de sua recusa, resolveu experimentar?
Essas informações sempre são fundamentais, bem como a maneira como são esclarecidas. Não só devem ser conversadas, como ilustradas com leitura adequada, que ajudará muito a informação prestada verbalmente, pois dará uma “conotação oficial” ao que for dito, e que poderá talvez ter algumas falhas, que serão dirimidas por artigos científicos sobre o assunto.
Sem duvida, o que lemos e o que vivenciamos, desde que saibamos separar o joio do trigo, são de influência enorme em nossa vida. Benéfica, se soubermos direcionar o que absorvemos, mas que poderá ser maléfica se procurarmos fontes outras de conhecimentos. Há que saber discernir, sem duvida. E nessa expectativa, algo que não é traumatizante, ou seja UM LINDO DIA para todos...

®Marcial Salaverry

Resumo Do Dia 21.04.2014

Com toda certeza amar no silencio da noite, é algo como a vida da vida, e, em resumo, vamos falar da força interior que é necessária para se amar em plenitude...


21/04/14

Amar No Silêncio Da Noite

A noite está silente,
se fora está frio,
vamos aquecer o ambiente
com todo o calor
de nosso amor...

Numa noite silente,
acredito que não exista ser vivente
que não queira viver o amor com amor...
E basta saber amar para consegui-lo...
Aproveitando o silencio da noite,
o amor deve ser vivido mais com o coração
do que com a fria razão,
que sempre nos chama a atenção,
diminuindo a gostosa sensação
que dá à vida mais emoção...
Com amor, não há vidas em conflito,
e com paz e amor,
trazendo para vida mais calor,
quebramos o silencio que na noite pode haver,
com gemidos e sussurros de prazer...

Marcial Salaverry